Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Fundos de investimento: ...

Fundos de investimento: o que são?

Fundos multimercado, fundos de renda fixa, fundos de ações… Entenda o que cada um deles é e como funcionam os fundos de investimento no geral.

Quem está em busca de algum lugar para começar a investir o seu dinheiro provavelmente já se deparou com algum fundo de investimento – de qualquer tipo: renda fixa, de ações, multimercado, imobiliário… 

Na prática, ele é um produto de investimento que funciona como a maioria: os investidores aplicam dinheiro neles e recebem rendimentos em cima de seus depósitos. É importante explicar, entretanto, que a lógica dos fundos de investimento e a maneira como funcionam é diferente dos demais produtos financeiros do mercado.

O que é um fundo de investimento e como funciona?

Um fundo de investimentos é uma modalidade de aplicação financeira coletiva – isto é, diversas pessoas podem investir em um mesmo. Todos os valores aplicados em um fundo são administrados por uma gestora e investidos em outros produtos, que variam conforme o tipo do fundo e sua proposta.

Parece difícil de entender, mas não é. Ao aplicar em um fundo, o investidor dá à gestora o poder de reinvestir a quantia nos títulos e produtos mencionados, repassando os lucros e rentabilidade a todas as pessoas que aplicaram algum valor nele.

Investir em um fundo de investimento é o mesmo que comprar uma cota dele – todas as pessoas pagam um mesmo valor por uma cota de fundo e recebem a mesma rentabilidade por cada uma; a diferença nos lucros é o número de cotas: quanto mais forem compradas,, maior tende a ser o lucro do investidor.

Quem faz parte de um fundo de investimento?

É importante dizer que a estrutura de um fundo de investimento não se resume a um gestor e aos cotistas – existem outras partes envolvidas que têm papel fundamental no seu funcionamento. Veja cada uma delas abaixo:

Gestor(a)

É o gestor, que pode ser mais de uma pessoa ou até uma empresa, quem decide onde alocar ou não o patrimônio do fundo (valor total investido nele); é quem faz a compra e venda dos ativos, em outras palavras. Se tratando de um fundo de ações, por exemplo, ele fará a compra e venda de ações.

Administrador(a)

Controlar o fluxo de caixa, as cotas vendidas, garantir que todos os direitos dos cotistas estão sendo exercidos e que o registro do fundo na CVM está em dia estão entre as funções da administradora. A empresa que está por trás do fundo e que o controla é também sua administradora. 

Custodiante

Apesar de a gestora ser a responsável por escolher onde o patrimônio do fundo será alocado, todos os ativos ficam sob custódia ou cuidados de uma empresa terceirizada. Isso acontece por um motivo: manter a segurança dos investimentos e cotistas.

Auditor

Um dos requisitos para que um fundo obtenha seu registro junto à CVM e esteja legalmente apto a funcionar é passar por auditorias independentes – isto é, feitas por empresas terceiras. Normalmente, essas audições são feitas uma vez ao ano. 

Distribuidor

Distribuidores de fundos, como bancos e corretoras, têm como papel ser uma ponte entre investidores e o fundo. Na prática, são as instituições por onde os investidores aplicarão nos fundos. 

Taxas e impostos dos fundos de investimento

Uma das características dos fundos de investimento é a cobrança de taxas além da tributação normal. São elas:

  • Taxa de performance: quando o fundo apresenta um desempenho/rendimento maior do que o esperado;
  • Taxa de saída: é cobrada quando são resgatadas as cotas do fundo – ou seja, resgatado o dinheiro;
  • Taxa de administração: cobrada pelo gerenciamento do fundo e para remunerar as instituições envolvidas na sua administração.

Essas taxas não são obrigatórias e sua cobrança varia de fundo para fundo. Por isso, se você pensa em investir em um, vale ficar atento a essas informações.

Quanto à tributação do IR sobre os fundos, ela varia conforme o tipo de fundo em que é investido. No caso de fundos de renda fixa e multimercado, a tributação é progressiva, de 15% a 22,5%, de acordo com o prazo do investimento; nos fundos de ações, a tributação é sempre de 15% sobre o lucro dado – logo, se não houver lucro ou se houver prejuízo, não é cobrado IR.

Tipos de fundo de investimento

O tipo de um fundo está diretamente ligado aos ativos em que seu patrimônio será alocado. Um fundo de ações, por exemplo, investirá majoritariamente em ações, enquanto um fundo imobiliário investirá em imóveis. Os mais conhecidos são:

  • Fundo cambial: os principais ativos desse fundo são moedas estrangeiras, como o dólar e euro;
  • Fundo de ações: investimentos em ações de diferentes empresas listadas na bolsa de valores;
  • Fundo multimercado: este é um fundo que não aplica unicamente em um mercado – seus ativos podem ser tanto de ações quanto renda fixa, por exemplo;
  • Fundo de Renda Fixa: o investimento será feito, em sua maioria, em títulos de renda fixa;
  • Fundo imobiliário ou FII: voltado para empreendimentos imobiliários.

Fundos abertos e fundos fechados: qual a diferença?

Uma coisa importante que você deve saber antes de investir em um fundo é que ele pode ser fechado ou aberto – e isso muda quando você poderá investir nele ou resgatar suas aplicações.

Isso por um único motivo: nos fundos abertos, a aplicação e resgate podem ser feitos a qualquer momento nas instituições responsáveis por distribuir as cotas dos fundos; nos fundos fechados, isso é feito somente em momentos específicos, os chamados “períodos de captação”.

Em outras palavras, um fundo fechado fica, na maior parte do tempo, sem receber aplicações ou serem feitos resgates.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.