Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Dicionário Financeiro O que é rentabilidade? C...

O que é rentabilidade? Como calculá-la?

Rentabilidade é o mesmo que rendimento? Veja no que é preciso ficar atento na hora de decidir se um investimento tem ou não a tal boa rentabilidade.

Rentabilidade da poupança, rentabilidade do CDI… Quando falamos de investimentos, um termo que sempre aparece é a rentabilidade – e não à toa: ela é uma das características mais importantes de um investimento e que vai determinar quanto o investidor ganhará por aquela aplicação. Mas o que é rentabilidade, exatamente? 

O que é rentabilidade? 

Basicamente, a rentabilidade é a taxa de quanto sua aplicação vai pagar sobre o valor investido – em outras palavras: ela é uma porcentagem que indica o quanto você irá ganhar. 

Uma rentabilidade de 5% ao ano, por exemplo, indica que depois de um ano investido, você terá essa porcentagem de retorno sobre o investimento inicial – se tiver investido R$ 5 mil, portanto, esse retorno será de R$ 250, o equivalente a 5% de R$ 5 mil.

Qual a diferença entre rendimento e rentabilidade?

O Rendimento é um número – o valor que você receberá como retorno daquele investimento. Já a rentabilidade é um percentual de quanto seu investimento terá/teve de retorno. No exemplo acima, o rendimento do investimento foi de R$250, enquanto a rentabilidade foi de 5%. 

Entender a rentabilidade e calcular de quanto ela será depois de determinados períodos de tempo é essencial – afinal, é ela quem determina, em grande parte, se o investimento valerá a pena ou se é o mais adequado para seus objetivos.

Tipos de rentabilidade 

A rentabilidade pode ser indicada de duas maneiras diferentes: bruta ou líquida. A bruta não considera os descontos de impostos, taxas administrativas e operacionais cobradas no vencimento ou resgate do investimento; a rentabilidade líquida é aquela que já sofreu esses descontos – portanto, o quanto você realmente ganhou em cima do montante aplicado.

É importante dizer também que se tratando de investimentos, maior será a rentabilidade quanto maior for o prazo da aplicação. Isso acontece pois o valor é corrigido por juros compostos, o famoso juros sobre juros.

Rentabilidade nominal e rentabilidade real 

A rentabilidade pode ser considerada de duas formas diferentes: a rentabilidade nominal e a rentabilidade real.

  • Rentabilidade nominal: a rentabilidade nominal é aquela que o investimento apresenta no período considerado, o quanto a aplicação terá de retorno; ela não considera a inflação. Não são necessários grandes cálculos para entendê-la. 
  • Rentabilidade real: a rentabilidade real é aquela que, diferente da nominal, considera a inflação do período e a desconta para descobrir a verdadeira rentabilidade da aplicação. 

E por que existe essa diferença? Simples: para que o investidor entenda a diferença entre ver o dinheiro render e, de fato, aumentar seu patrimônio. 

A rentabilidade real é aquela que vai garantir o aumento do poder de compra. Se a rentabilidade for igual ou menor do que a inflação do mesmo período da aplicação, não houve aumento no poder de compra.

Por exemplo: um investimento com rentabilidade nominal de 5% ao ano, em um ano com inflação de 5%, não teve rentabilidade real.  

Isso não significa que não houve rentabilidade, mas sim que ela não foi “real” pois não foi maior do que a inflação no período.

Como calcular a rentabilidade de um investimento?

Os investimentos em renda fixa são os únicos que indicam o quanto seu dinheiro vai render logo no momento da aplicação. Por isso, em alguns casos, o cálculo da rentabilidade do investimento é feito depois de seu resgate ou vencimento.

São considerados três principais fatores para calcular a rentabilidade de um investimento: os impostos cobrados, as taxas administrativas e operacionais que são cobradas e a inflação do período.

Basicamente, com esses números em mãos basta seguir a seguinte fórmula:

Rentabilidade = Rendimento Líquido x 100 / Valor Investido

Lembrando que o rendimento líquido é aquele que já foi sofreu o desconto dos impostos, taxas e também considerou a inflação do período; ele deve ser numérico e não em porcentagem. 

Um exemplo: um investimento de R$ 10.000, com rendimento bruto de R$ 2 mil; o único imposto cobrado é o IR, de 17,5%, e não são cobradas taxas.

Portanto, o rendimento líquido seria de R$ 1.650, que considera o desconto de 17,5% do Imposto de Renda. A rentabilidade será de: 1.650 x 100 / 10.000 = 16,5%.

Vale dizer que para investimentos em renda variável, esse cálculo não é tão preciso e nem segue essa fórmula. O mais adequado é pedir o auxílio de algum profissional ou da instituição onde seus investimentos são feitos.

O que é alta rentabilidade?

Basicamente é quando o retorno que você tem com determinado investimento e/ou aplicação é alto.

Por exemplo, 100% do cdi é o ideal que investimentos de renda fixa deveriam pagar, no mínimo. Ou seja, quanto mais acima do cdi for a rentabilidade, mais alta ela é.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.04

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post