Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Investimentos Mercado Financeiro: o qu...

Mercado Financeiro: o que é e como funciona

Ele faz parte da estrutura financeira do país e envolve desde a sua conta no banco até os investimentos que você pretende fazer. Saiba como o seu dinheiro circula por esse universo.



Vira e mexe aparece no noticiário o termo mercado financeiro: notícias de que a Bolsa de Valores subiu ou caiu, análises econômicas, tudo isso tem a ver com ele.

O mercado financeiro, de forma simplificada, é todo o universo de operações de compra e venda de ativos – desde títulos emitidos por bancos até ações de empresas, passando pelos milhares de tipos de aplicações que existem.

Esse mercado faz parte da estrutura financeira do país. Ele permite, entre outras coisas, que pessoas comuns possam ser sócias de uma empresa ou até emprestar dinheiro para bancos e o governo em troca de juros.

Mesmo que você não ainda invista e deixe seu dinheiro parado na conta corrente, é importante saber que essa também é uma forma de emprestar dinheiro ao seu banco. Afinal, as instituições financeiras usam esse dinheiro para conduzir operações. 

Só que quando o dinheiro está parado na conta corrente, isso é feito sem que você receba nada. Em outras palavras, todo o lucro fica com os bancos.

Ou seja: investir no mercado financeiro significa também receber um rendimento extra por essa operação, mesmo que seja apenas o dinheiro do seu dia a dia, que você pode movimentar a qualquer momento.

Continue a leitura e entenda tudo sobre o funcionamento do mercado financeiro e de capitais.

  • O que é mercado financeiro e de capitais?
  • Como funciona o mercado financeiro e de capitais?
  • Quais são os tipos de mercado financeiro?
  • Como o mercado de capitais é formado?
  • Como desbravar o mercado financeiro e de capitais?

Esse conteúdo foi originalmente postado no blog da Easynvest. Em 17 de agosto de 2021, a Easynvest virou Nu invest e esse conteúdo foi transferido para o blog do Nubank.

O que é o mercado financeiro?

O mercado financeiro é o ambiente onde ocorre a compra e venda de valores mobiliários (ações, títulos de renda fixa, fundos de investimento etc), do câmbio de moedas estrangeiras e de mercadorias como minérios e produtos agrícolas.

Nesse mercado acontece a divisão entre quem empresta dinheiro e quem toma alguma quantia emprestada. A pessoa (ou instituição) tomadora precisa devolver o valor com juros, e a pessoa que empresta recebe rendimentos. Mas a relação nem sempre é direta entre essas partes.

Por exemplo: no caso do mercado de ações, fundos de investimento, ou em títulos públicos como Tesouro Selic, existem intermediários que fazem a ponte entre quem empresta e quem toma dinheiro emprestado.

A Bolsa de Valores é um desses intermediários, responsável por negociar títulos emitidos por empresas de capital aberto (as chamadas ações) e outros investimentos, como opções, dólar, juros futuros etc.

Além disso, existem no mercado as corretoras e plataformas de investimentos. Essas empresas são responsáveis por intermediar as aplicações financeiras. Ou seja, elas conectam a bolsa e os investidores.

O mercado financeiro é formado por uma série de instituições e regras e é uma alternativa para construção de patrimônio e proteção do seu capital.

Como funciona o mercado financeiro?

O mercado financeiro funciona com regras próprias para conectar pessoas (físicas e jurídicas) com interesses similares: uma parte quer investir, outra parte quer receber investimentos.

Quais são os tipos de mercado financeiro?

Existem quatro tipos de mercado financeiro: mercado de câmbio, mercado monetário, mercado de crédito e mercado de capitais.

Mercado de câmbio

O foco do mercado de câmbio é a troca de moedas. Isso porque quem o utiliza bastante são aquelas empresas exportadoras e as pessoas que viajam para outros países, por exemplo.

Um dos principais responsáveis pela administração, controle e fiscalização das operações do mercado de câmbio no Brasil é o Banco Central.

Mercado monetário

O mercado monetário fica com todas as transações que ocorrem em até 24 horas. Nele, você encontra taxas que servem de referência para o rendimento em renda fixa, como o Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

CDI é a taxa de juros para empréstimo entre os bancos e que fica bem próxima da taxa básica de juros Selic. Muitos investimentos em renda fixa usam ela como parâmetro para seus rendimentos.

Fazem parte do mercado monetário somente as instituições financeiras, pois nele ocorrem compras e venda entre elas. Elas participam desse mercado para captar e emprestar dinheiro, entre outras ações.

Essas negociações acontecem para que as empresas terminem o dia com o caixa positivo, uma obrigação legal do mercado.

Mercado de crédito

O mercado de crédito é um dos mais conhecidos. Nele, investidores emprestam dinheiro para pessoas físicas e empresas por uma taxa. Soa familiar? Pois basta lembrar do cheque especial ou do empréstimo pessoal.

Mercado de capitais

Dentro do mercado financeiro existe o de capitais. Esse é um segmento que faz a intermediação entre investidores e quem precisa de recursos. Mas o foco dele é a negociação de ativos, como ações e títulos de dívida.

O mercado de capitais tem esse nome porque as empresas precisam de dinheiro (capital) para o financiamento de seus inúmeros projetos. Para obterem recursos, elas emitem títulos de dívida, de renda variável e de renda fixa.

Esses títulos são como um acordo em que você empresta seu dinheiro e as empresas se comprometem a pagar em um determinado prazo. E a vantagem? Ele vem acrescido de juros.

Vale lembrar que o mercado de capitais é regulado e fiscalizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Isso traz mais segurança para os processos de investimento.

Como é formado o mercado de capitais?

O mercado de capitais é composto por instituições financeiras, corretoras de valores e a própria bolsa de valores. Nele, são negociados vários tipos de ativos, como:

  • Ações;
  • Debêntures;
  • Títulos privados;
  • Mercado futuro;
  • Renda Fixa.

Veja quais são as principais instituições do mercado financeiro.

Bolsa de valores

É uma instituição que funciona como um mercado. Nela acontecem as negociações de títulos emitidos por empresas de capital aberto, incluindo ações, além de outros investimentos como opções, dólar, juros futuros, fundos imobiliários etc. 

Fundos de investimento

Fundos de investimento são uma modalidade de investimento coletivo, ou seja, que reúnem recursos financeiros de diversos investidores para uma aplicação em conjunto.

Em outras palavras, várias pessoas investem em um fundo que é composto por diversos ativos e é gerido por um especialista.

Corretoras

Corretoras de valores são empresas que fazem a intermediação de compra e venda de valores mobiliários. São elas que conectam os investidores à bolsa para que eles possam aplicar em ações e outros investimentos.

As corretoras também intermediam a negociação de títulos de bancos, do governo e de fundos de investimento.

Órgãos reguladores

O mercado financeiro é regulado por diversos órgãos para que ele funcione de maneira justa. Essas entidades são responsáveis por criar leis, normas e portarias que orientam o funcionamento de instituições financeiras e trazem proteção para os investidores.

Entre eles estão a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Banco Central do Brasil (Bacen) e a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Como investir no mercado financeiro?

Para investir no mercado financeiro você deve se atentar a uma série de ações e estratégias. Veja as principais:

Fique de olho nas opções de investimento

É importante se manter atualizado no que está rolando no mercado financeiro — principalmente no rendimento das suas mais diversas opções.

Por isso, saber desde o que é e como funciona uma poupança, até o funcionamento de ativos de renda fixa, como CDBs e LCIs e LCAs, é essencial para dominar o funcionamento deste mercado. 

Entenda seu perfil de investidor

Para identificar os investimentos ideais para você, é preciso conhecer o seu perfil de investidor

Com ele, você identifica a sua tolerância aos diferentes níveis de risco e expectativas de rendimento. Portanto, saber em qual grupo você está te ajuda a tomar melhores decisões de investimentos.

Como existem diversas possibilidades de investir seu dinheiro, algumas exigem mais preparo e estudo – condições necessárias para estar ciente dos riscos que se corre quando há a possibilidade de ganhos mais volumosos em um curto período de tempo.

Defina objetivos

Respire fundo e reflita sobre o que você busca com seus investimentos: é formar um patrimônio para a aposentadoria? Realizar uma viagem daqui a alguns anos? Comprar um imóvel?

Quando você estabelece objetivos, torna-se mais fácil criar um planejamento e elencar as etapas necessárias para cumpri-los. Desse modo, será possível dizer quanto do seu dinheiro deveria sobrar mensalmente para realizar cada um deles e que tipos de investimento podem servir melhor ao seu propósito.

Gerencie seus riscos

Uma das melhores formas de reduzir o risco e aumentar o potencial de rentabilidade é a diversificação.

A principal vantagem de não colocar todo o dinheiro no mesmo lugar é reduzir os riscos das suas aplicações e garantir uma boa rentabilidade no médio e no longo prazo. Você pode, por exemplo, diversificar dentro de apenas uma categoria de investimentos, renda fixa e renda variável, mas também pode alocar o seu patrimônio nos dois grupos.

É o famoso “não coloque todos os ovos na mesma cesta”. Em outras palavras, se a cesta cair, todos os seus vão se quebrar. Mas, se você distribui esses ovos por várias cestas, você reduz o risco de acidentes.

Trazendo para o mundo dos investimentos, quando você coloca todo o seu dinheiro em apenas um tipo de ativo financeiro, você fica completamente exposto ao risco deste ativo. Se há vários tipos de investimentos, mesmo que um caia, os outros podem segurar o dano total.

Planeje suas finanças

Para investir no mercado financeiro, também é importante organizar o seu orçamento e separar o dinheiro que será investido. Nesse processo de planejamento, é importante acompanhar suas despesas e receitas.

Isso deve ser feito constantemente para identificar para onde seu dinheiro está indo.

Quanto mais você controla despesas e receitas, menos conta com a sorte para alcançar seus objetivos. Esse controle pode ser feito em uma agenda financeira impressa, por um aplicativo no celular, programa no computador ou planilha. Escolha suas armas e planeje-se!

Conheça sobre investimentos antes de começar a investir

Primeiramente, você deve saber que existem investimentos muito interessantes que oferecem a segurança necessária para que não haja perdas. É o caso dos investimentos em renda fixa. Para quem ainda não tem muita experiência com aplicações, é um bom lugar por onde começar.

A renda fixa é uma modalidade de investimentos na qual o investidor tem uma garantia de retorno sobre o valor aplicado no momento do vencimento. Ou seja, é um tipo de aplicação onde há certeza de retorno. 

Mercado financeiro com pouco dinheiro? É possível

Talvez você já tenha pensado em começar a investir, mas desistiu por imaginar que precisaria de muito dinheiro. Isso é um mito do mercado financeiro.

O mundo dos investimentos vem ficando mais acessível. É possível aplicar em títulos do Tesouro Direto com pouco mais de R$ 30. Ou em ações e fundos de investimento com menos de R$ 100. Ou seja: para quem quer começar essa jornada, o primeiro passo pode estar próximo.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.91

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post