Pular navegação

Conheça os tipos de seguro mais comuns no mercado e saiba como eles funcionam

Eles existem desde a antiguidade e servem para proteger e prevenir pessoas e empresas daqueles imprevistos que bagunçam o orçamento. Conheça os tipos de seguros que existem no mercado.

Um baú de Tesouro com joias e outros itens dentro de um círculo roxo e com um losango ao seu redor.

Desde os primórdios da civilização, a prática do seguro já estava presente no dia a dia das pessoas. Na Mesopotâmia do ano 2.250 a.C, os condutores de caravanas já buscavam proteção financeira contra possíveis perdas provocadas por ataques de animais ferozes ou ladrões. Essa ideia evoluiu ao longo do tempo e hoje existem os mais diversos tipos de seguros, contra os mais variados riscos.

No Brasil, sua chegada oficial desse tipo de proteção aconteceu em 1.808, marcando o ano de fundação da primeira seguradora do país. Em 2022, o mercado de seguros desembolsou mais de R$ 219 bilhões. Essa cifra abrange uma variedade de pagamentos, incluindo sorteios, benefícios, resgates e indenizações, segundo dados da CNseg (Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização). 

Mas, afinal, qluais são os tipos de seguro mais comuns no mercado brasileiro? O que eles cobrem exatamente e quanto eles custam? Abaixo, saiba a resposta para essas e outras perguntas. 

O que é um seguro?

Um seguro é um contrato estabelecido entre uma pessoa ou empresa e uma seguradora. Ele tem como objetivo proteger financeiramente o contratante em relação a determinados riscos que possam impactar um bem material, um patrimônio, as pessoas da família e o próprio contratante. 

Se algum dos riscos contra os quais o segurado possui uma cobertura se tornar realidade, o seguro é acionado e a pessoa que o contratou recebe uma indenização. 

Por exemplo, um cenário de roubo ou furto de celular. Essa é uma situação que normalmente acaba gerando transtornos no seu dia, além de impactar o seu orçamento. Para se prevenir, a pessoa contrata um seguro que vai substituir o aparelho em caso roubo ou furto e não corre o risco de ficar sem celular de uma hora para a outra.

Essa mesma situação vale para casos em que a pessoa deixa o celular cair na água sem querer e precisa enviar o aparelho para a manutenção. Enquanto o conserto acontece, ela pode usar um aparelho reserva recondicionado, por exemplo. 

Ou seja, o seguro é uma proteção contra os riscos que algo ou alguém está correndo todos os dias. 

Tem que pagar?

Para contratar um seguro, é necessário pagar um valor específico, que pode ser à vista ou cobrado mensalmente por meio do cartão de crédito, boleto ou débito em conta corrente, a depender da seguradora ou instituição financeira que ofereça o produto. Tradicionalmente, o valor a ser pago pela apólice de seguro é chamado de "prêmio". Somente após o pagamento do prêmio é que o contrato de seguro começa a valer.

Os valores pagos para ter direito ao seguro não são "devolvidos" no caso de o risco não se concretizar e o seguro não seja acionado – exceto em caso de seguro resgatável. Além disso, todo contrato de seguro tem uma data de validade: os valores só são pagos dentro desse prazo. Se ele "vencer", é necessário renovar ou contratar novamente.

Quais são as coberturas de um seguro?

Cada apólice de seguro possui coberturas específicas contra riscos previamente indicados no contrato. Caso aconteça algum imprevisto que não esteja contemplado nos termos e condições da apólice, o segurado não terá direito a receber uma indenização correspondente. 

Vale ressaltar que algumas coberturas apresentam um período de carência. Ou seja, durante a carência, mesmo com o contrato de seguro em vigor, se um imprevisto ocorrer e não estiver incluído nas coberturas, os pagamentos não serão efetuados.

O mercado de seguros é fortemente regulado e um possui um vocabulário próprio, então pode levar um tempinho para entender mais a fundo sobre como funcionam todos os tipos de seguro e suas coberturas. 

Para se aprofundar um pouco mais nesse universo, confira o nosso dicionário de seguros.

Como funciona um seguro de vida? 

No geral, o modo como os seguros funcionam em todo mercado é parecido. Explicamos aqui nesse post alguns termos e detalhes sobre o universo dos seguros e como funciona um seguro na prática.  

Quais tipos de seguro existem? 

Os seguros podem ser contratados tanto por pessoas físicas quanto por pessoas jurídicas – empresas, em outras palavras. Existem tipos de seguros que são comuns aos dois grupos, e outros que podem ser contratados apenas por um ou outro. 

Para pessoa física, os mais comuns e conhecidos são:

Seguro de vida

Um dos mais tradicionais do mercado, o seguro de vida protege as pessoas seguradas e seus beneficiários contra morte ou invalidez. É possível incluir outras coberturas adicionais no contrato do seguro de vida e que estendam a proteção para a família;

Também existe no mercado a possibilidade de presentear qualquer pessoa que você goste com um programa de seguro, independente do vínculo sanguíneo ou de cartório.

Por que contratar um seguro de vida? 

Seguro de celular

O seguro de celular funciona da mesma forma que outros tipos de seguros: você contrata uma cobertura para determinados eventos (como roubo, furto ou quebra do aparelho, por exemplo), e, caso um deles aconteça, recebe uma indenização. Essa indenização pode acontecer das seguintes formas: 

  • A seguradora arca com os custos do conserto do celular após encaminhá-lo para uma assistência técnica, ou;
  • A empresa fornece um novo aparelho para repor aquele que foi danificado ou roubado, ou;
  • O cliente recebe uma indenização em dinheiro, se essa opção estiver especificada em contrato.

Por que contratar um seguro de celular?

Seguro de automóvel

Essa modalidade de seguro garante a cobertura do veículo em questão em diversas situações – furto, roubo, danos materiais, acidentes, entre outras situações. Quem contrata um seguro de carros paga um valor pré-determinado por mês ou ano a uma empresa seguradora e, em caso de necessidade, recebe uma cobertura parcial ou total para cobrir danos ao carro ou até mesmo a terceiros envolvidos em problemas com o automóvel segurado. 

Como funciona o seguro de carros: da franquia à cobertura

Seguro prestamista

Um seguro prestamista garante a sua segurança financeira caso venha a passar por uma situação de emergência que o impossibilite de seguir realizando o pagamento das parcelas de um empréstimo pessoa ou financiamentol. Nesse caso, a empresa seguradora pode quitar algumas parcelas do contrato de empréstimo, a depender da causa do imprevisto e das regras da instituição. 

Nubank Parcela Segura: saiba tudo sobre a proteção do seu empréstimo 

Seguro patrimonial

Um seguro patrimonial, também chamado de residencial, pode ser contratado tanto por pessoas físicas quanto jurídicas. Ele protege residências, escritórios, consultórios e todo o patrimônio que uma pessoa ou empresa quer preservar. As coberturas podem ser contra desastres naturais, furto ou roubo, incêndios, e incluir até mesmo profissionais disponíveis para ajudar a resolver problemas com fechaduras, chuveiro, tomadas e a parte hidráulica do imóvel, por exemplo – e até situações na vizinhança que precisem de acompanhamento jurídico.  

Seguro viagem

O seguro viagem garante viagens mais tranquilas e preparadas para possíveis imprevistos enquanto viaja por outros países pelo mundo. É possível contar com assistência de saúde, reembolso para cancelamento de voos, bagagem extraviada, roubo e outras coberturas específicas.

Seguro saúde

Os planos de saúde privados são, de certa forma, um seguro saúde. Ele garante que o segurado terá assistência de saúde se precisar, seja para uma simples consulta ou até mesmo cirurgias mais delicadas – a depender das regras das coberturas de cada contrato e seguradora. 

Vale ressaltar que um mesmo tipo de seguro pode oferecer diferentes coberturas, a depender da idade e histórico de saúde de cada pessoa. 

Por fim, o ideal é sempre pesquisar qual é o seguro que mais atende às suas necessidades, sem contar com coberturas que encarecem o produto e que não serão usadas, e prestar atenção nas informações que constam no contrato.

Leia mais sobre seguros:

Como escolher um seguro de celular?

Como é calculado o preço de um seguro de vida?

Dicionário de seguros - o que cada termo quer dizer?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.