Pular navegação

Como escolher um seguro de celular?

Antes de contratar um seguro para proteger o seu aparelho, é importante ficar de olho em alguns pontos, como preço e cobertura oferecida. Saiba como escolher a melhor opção.

Ilustração com fundo branco mostra vários elementos: uma mulher com bolsa laranja e vestido verde, uma mão de pessoa negra, segurando um celular; um homem negro deitado no chão e uma mulher segurando uma flor

No Brasil, 35% das pessoas já tiveram o celular roubado ou furtado, de acordo com a pesquisa “O brasileiro e seu smartphone”, conduzida pela Mobile Time com a Opinion Box. Por maior que seja o cuidado, muita gente já ficou sem o celular por algum motivo e sabe o problema que é. 

Seja por uma tela quebrada ou por um roubo, não ter o smartphone de repente gera dor de cabeça e um gasto inesperado. Uma alternativa para evitar esse estresse é contratar um seguro de celular. 

Mas na hora de escolher muitos pontos precisam ser levados em consideração, como o tipo de cobertura, o valor da franquia e a reputação da seguradora. 

Para te ajudar a proteger o seu celular, confira, abaixo, seis dicas que podem te ajudar a tomar a melhor decisão.

6 dicas para escolher um seguro de celular

1. Fique de olho na cobertura

A cobertura nada mais é do que a proteção que a seguradora oferece para o cliente. Você contrata uma cobertura para determinados eventos (como roubo, furto ou quebra do aparelho, por exemplo) e, se algum deles acontecer – ou seja, caso haja um sinistro – recebe uma indenização. Por isso, é importante ficar de olho nos tipos de cobertura. 

  • A cobertura contra roubo: protege em situações em que você é ameaçado e abordado com violência; 
  • Em casos de furto: existem o qualificado e o simples. O qualificado é quando seu celular é levado sem você perceber, mas algum resquício é deixado, como mochila rasgada, por exemplo. Já o furto simples é quando o celular é levado sem que a vítima perceba e sem nenhum vestígio.

Se você é uma pessoa distraída ou um pouco atrapalhada, vale considerar uma cobertura contra danos, como quebras de telas ou de peças, e ainda danos causados por líquidos. O gasto para consertos desse tipo pode ser bem alto em assistências especializadas.

2. Verifique a existência de carência

Carência é o período depois da contratação do seguro em que não há cobertura para o aparelho segurado. Esse tempo pode variar dependendo da seguradora, por isso, pesquise e compare antes de se decidir.

3. Analise o tipo de indenização oferecida

No caso dos seguros de celular, a indenização acontece das seguintes formas: 

  • A seguradora arca com os custos do conserto do celular após encaminhá-lo para uma assistência técnica; ou
  • A empresa fornece um novo aparelho para repor aquele que foi danificado ou roubado; ou
  • O cliente recebe uma indenização em dinheiro, se essa opção estiver especificada em contrato.

Vale dizer que existem situações que podem não ser cobertas pelo seguro, como mau uso do aparelho ou descuido do usuário. Nesse cenário, dependendo das regras do contrato, o seguro não pode ser acionado. Por isso, é importante se atentar às cláusulas antes de assinar.

4. Preste atenção no valor da franquia

​​Em termos mais simples, a franquia é como uma taxa que o segurado deve pagar quando o seguro é acionado e a seguradora precisa pagar pelos reparos.

Os valores de franquia variam, e podem chegar a até 25% do valor do aparelho, dependendo da seguradora. 

Vale dizer que esse preço é determinado na apólice do seguro – tanto o valor estipulado e também em quais casos ela é cobrada. Além disso, o pagamento da franquia não é feito à seguradora, mas sim ao local que realiza o conserto do aparelho. Ou seja, toda a negociação de pagamento é feita diretamente com a assistência técnica.

5. Considere a facilidade na hora de contratar

O mercado de seguros costuma ser cheio de burocracias. Um processo simples na hora da contratação do seguro faz diferença e evita dor de cabeça. Fuja das letras miúdas.

No Nubank Celular Seguro, por exemplo, a contratação é feita pelo aplicativo em poucos minutos. 

6. Cheque a reputação da seguradora

Na hora de escolher um seguro de celular, fique de olho na reputação da empresa que oferece o seguro. Dê uma olhada no site do Reclame Aqui. Na página, é possível visualizar as avaliações de outros consumidores sobre os serviços prestados pela seguradora e entender se vale a pena.

É importante acessar o site da Susep (Superintendência de Seguros Privados), que regula as empresas no mercado de seguros, para saber se a seguradora é registrada. 

Conheça o Seguro Celular do Nubank

O Nubank Celular Seguro é o seguro de celular do Nubank. Com ele, você ganha mais liberdade e tranquilidade para usar o seu celular. Se alguma coisa acontecer com o seu aparelho e estiver dentro da cobertura escolhida, você conta com o suporte do Nubank para repor o seu smartphone de maneira simples, rápida e acessível.

Ele é oferecido em parceria com a Chubb, uma das maiores empresas do setor de seguros, com presença em mais de 54 países. Toda a contratação e atendimento do seguro de celular são feitos pelo Nubank.

Se você tiver algum problema com o seu aparelho e precisar da cobertura do seguro, basta entrar em contato com o atendimento pelo telefone 0800 608 6236, pelo e-mail meajuda@nubank.com.br ou pelo chat do aplicativo.

https://www.youtube.com/watch?v=r5B5-QT-4FI

Saiba mais detalhes: Nubank Celular Seguro: tudo sobre o seguro de celular do Nubank

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.