Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Investimentos O que é B3 e como ela fu...

O que é B3 e como ela funciona

Afinal, o que é a B3? Tudo que você precisa saber sobre o funcionamento da Bolsa de Valores brasileira.



“Circuit Breaker na B3”, “recorde na B3”, “altas e baixas na B3”. Quem acompanha as notícias do mercado financeiro se depara com o termo quase que diariamente. Mas, afinal, o que é B3? E qual a importância para o mercado financeiro brasileiro?

B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) é a sigla para a Bolsa de Valores oficial do Brasil.

Com sede em São Paulo, a B3 ganhou esse nome em março de 2017, após uma fusão das antigas Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros de São Paulo) e Cetip (Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos). 

Depois da fusão, a B3 se tornou uma das dez maiores Bolsas de Valores do mundo, além de ser reconhecida como uma das maiores empresas do mercado financeiro no quesito tecnologia e estrutura. Responsável por movimentar uma capitalização de mercado (estimativa do valor total em circulação das ações de uma empresa) de trilhões de reais, é a maior Bolsa de Valores da América Latina.

Apesar de ser conhecida por realizar operações do mercado financeiro, como a custódia ou compra e venda de ações, a B3 também opera atividades como negociação, liquidação, registros, depósitos e processos de financiamento e aprovação de crédito.

Qual a função da B3?

A B3 é o lugar onde acontecem as negociações de compra e venda de ativos financeiros, como:

Ou seja, funciona como um mercado de negociações. Ao investir na Bolsa de Valores, é possível comprar e vender variados tipos de investimentos disponíveis no mercado, tanto com retorno financeiro a curto prazo quanto a longo prazo. 

Atualmente, existem mais de 350 empresas listadas na B3. Elas representam diversos setores da economia, entre eles:

  • Financeiro;
  • Industriais;
  • Petróleo e Gás;
  • Saúde;
  • Biocombustíveis;
  • Tecnologia.

As transações de diferentes tipos de ativos ocorrem na B3 por intermédio das corretoras de valores, que são as instituições financeiras com foco no mercado de investimentos. Elas funcionam com autorização de órgãos reguladores para operar na compra e venda dos produtos ofertados aos investidores.

Para entrar na B3, as empresas precisam realizar um IPO (Initial Public Offering, ou Oferta Pública Inicial). Isso nada mais é do que a estreia das companhias na Bolsa de Valores. Hoje, as negociações na B3 são feitas de forma totalmente online, embora acontecessem presencialmente até 2005.

Apesar de ainda ser um tema distante da realidade da maioria das pessoas, a Bolsa de Valores tem uma importância cada vez maior. Hoje, 80% dos ativos negociados no país são ações, e o número aproximado de investidores pessoas físicas na B3 já alcançou 3,8 milhões. 

Qual é o horário de funcionamento da B3?

O horário de negociação de ações na B3 ocorre das 10h às 18h. Entretanto, antes do pregão (momento de compra e venda) começar, das 9h45 às 10h, ocorre o leilão de pré-abertura, onde os investidores registram suas ofertas de compra e venda.

As negociações para contratos futuros e opções ocorrem das 9h às 18h25.

É seguro investir pela B3?

Há diversas Bolsas de Valores pelo mundo, responsáveis por garantir eficiência e segurança nas operações de compra e venda. No Brasil, a B3 é supervisionada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), entidade ligada ao Ministério da Economia que regula e fiscaliza todo o mercado financeiro. O objetivo é promover transparência e segurança para as partes envolvidas nas transações.

Cada país possui o seu próprio órgão regulador para assegurar o funcionamento correto da Bolsa de Valores. Se uma empresa ou investidor descumpre alguma regra, fica sujeito à investigação.

O que é Ibovespa?

Já ouviu falar sobre o Ibovespa ou IBOV? Criado em 1968, ele é o principal índice da B3 e concentra resultados das ações de importantes empresas inseridas na Bolsa.

O índice é uma carteira teórica de ações e funciona como um termômetro, um indicador do desempenho médio das ações com maior liquidez, e também as mais negociadas. Revisado a cada quatro meses, tornou-se forte referência para investidores do mercado de ações, pois sempre analisam o índice para saber o desempenho de suas compras e ativos na carteira.

As ações das empresas que compõem o Ibovespa correspondem a cerca de 80% do número de negociações do mercado. Por isso, o desempenho desse índice é um bom indicativo de como a Bolsa brasileira está.

Existe um valor mínimo para investir na B3?

Não existe um valor mínimo para investir na Bolsa. O valor para o investimento irá depender do tipo de ativo escolhido e da quantidade, ou seja, qualquer pessoa pode começar a investir.

No caso das ações, é preciso respeitar algumas regras. As que são ofertadas no mercado à vista (compra e venda durante o pregão), o investidor pode comprar, por exemplo, 1 lote com 100 ações. Portanto, o valor irá depender da cotação da ação naquele momento.

Se a ação estiver valendo R$ 10, seria necessário apenas R$ 1.000 para fazer a operação. 

Porém, há outras empresas que são negociadas a um valor maior e a operação pode ficar mais cara. Mas, nesses casos, o investidor pode usar um outro mercado: o fracionário – onde é possível comprar entre uma e 99 ações. Sendo assim, é importante lembrar que como grande parte do mercado negocia ações em lotes de 100, há uma diferença no preço, além de poder ser mais difícil vender suas ações depois.

Entretanto, caso o investidor encontre uma empresa com ações valendo R$ 1, este será seu valor mínimo. Por outro lado, há outras empresas que são negociadas a um valor maior e o investimento pode ficar mais caro.

Lembre-se que, em alguns casos, há determinadas taxas e cobranças de impostos para investir. Por exemplo:

  • Taxa de corretagem: pode ser cobrada pela corretora de acordo com as transações realizadas. No Nu invest, a taxa de corretagem para investir é zero! 
  • Imposto de Renda: investidores precisam pagar Imposto de Renda dependendo do tipo de operação e valor negociado no mês.

Portanto, como não há um valor mínimo para investir em ações, é possível ter rentabilidade investindo R$ 100. 

Como começar a investir na Bolsa de Valores?

Existem diversas formas, algumas mais complexas que outras, para investir na B3 conforme o tipo de operação escolhida. Hoje, as operações de compra e venda de ativos podem ser feitas de forma totalmente digital, sem burocracia e com muita segurança. 

Importante: investir na B3 sempre envolve riscos. É importante partir para esse tipo de aplicação apenas depois depois de construir uma reserva de emergência. Quem não tem nenhuma economia pode começar com aplicações de renda fixa, mais seguras e com alta liquidez.

Para investir em ações também é importante conhecer e respeitar o seu perfil de investidor.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

3.96

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post