Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Investimentos Mercado de capitais: o q...

Mercado de capitais: o que é e como funciona?

Um dos segmentos do sistema financeiro, ele é responsável por intermediar negociações de investimentos de renda fixa e renda variável, como ações, debêntures e muito mais. Entenda.



Quem está começando a entender sobre o mundo dos investimentos provavelmente vai encontrar o termo mercado de capitais em algum momento. Afinal, é por meio dele que são negociadas as famosas ações.

Mas o que exatamente é o mercado de capitais? Qual sua função? E quem são os participantes? Confira essas e outras respostas abaixo.

O que é mercado de capitais?

Mercado de capitais (ou de valores mobiliários) é um dos segmentos do sistema financeiro. De forma resumida, ele é responsável por intermediar negociações entre quem quer captar dinheiro, como empresas, e quem quer investir, como pessoas físicas e investidores profissionais.

É por meio do mercado de capitais que são negociados ativos como ações, debêntures, fundos de investimento e fundos imobiliários, por exemplo. E as operações são, em geral, de médio e longo prazo.

Com o aumento do número de investidores brasileiros na Bolsa de Valores, o mercado de capitais ganha cada vez mais importância. Só no primeiro semestre de 2021, o total de investidores pessoa física na B3, a bolsa de valores brasileira, cresceu 43% em relação ao mesmo período de 2020, atingindo 3,8 milhões de contas.

Os outros segmentos do sistema financeiro são o mercado monetário, responsável por transações que ocorrem em até 24 horas; o mercado de crédito, que reúne os empréstimos feitos por instituições financeiras; e o mercado de câmbio, em que é realizada a troca de moedas estrangeiras.

Por que o mercado de capitais também pode ser chamado de mercado de valores mobiliários?

Porque os ativos negociados no mercado de capitais são, justamente, os ativos regulados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), como ações, debêntures, fundos imobiliários, ETFs e muitos outros. Por isso, esses ativos também podem ser chamados de valores mobiliários.

Qual é a função do mercado de capitais?

A principal função do mercado de capitais é conectar investidores às empresas que emitem os ativos financeiros. As principais categorias de ativos são a renda fixa e a renda variável

Muitas vezes, empresas precisam de dinheiro para realizar investimentos no negócio – para inovar, expandir a capacidade produtiva ou comprar outra companhia, por exemplo. Uma das maneiras de fazer isso é emitir ativos que serão vendidos no mercado de capitais, como as ações.

Ao mesmo tempo, investidores buscam opções rentáveis para aplicar seu dinheiro e vê-lo crescer ao longo do tempo.

O que o mercado de capitais faz é conectar essas duas pontas: investidores querendo fazer seu dinheiro render com empresas que estão buscando recursos para o negócio.

Quais ativos são negociados no mercado de capitais?

Basicamente, o mercado de capitais permite a negociação de ativos de renda fixa e de renda variável. Confira mais detalhes sobre cada uma dessas categorias. 

Renda Fixa

Renda Fixa é um tipo de investimento no qual o investidor tem maior clareza de quanto poderá receber ao final do período. Ela pode ser prefixada, quando o investidor sabe exatamente qual será o retorno no fim da aplicação (6% ao ano, por exemplo); ou pós-fixada, quando o rendimento é atrelado a algum outro índice da economia (como o CDI).

Alguns exemplos de Renda Fixa:

Renda Variável

Por outro lado, Renda Variável é um tipo de investimento em que, como o próprio nome sugere, não é possível saber quanto o dinheiro vai render em determinado período. É um investimento muito volátil e de maior risco – o investidor pode tanto ganhar quanto perder dinheiro muito rapidamente.

Alguns exemplos de Renda Variável são:

Quem são os participantes do mercado de capitais? 

Os principais participantes do mercado de capitais são:

  • Comissão de Valores Mobiliários (CVM): órgão estatal responsável por regular e fiscalizar o mercado de capitais brasileiro (também chamado de mercado de valores mobiliários);
  • Empresas: emitem ativos para serem negociados e captar recursos;
  • Bolsa de Valores: por onde a maior parte dos ativos do mercado de capitais são negociados;
  • Corretoras de valores: instituições que conectam os investidores à Bolsa de Valores;
  • Bancos e outras instituições financeiras: ajudam a viabilizar as operações do mercado de capitais. 

Como funciona o mercado de capitais brasileiro?

O mercado de capitais brasileiro é monitorado e regulado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), responsável por definir as regras que empresas, investidores e instituições financeiras devem seguir ao negociar valores mobiliários.

Como é a estrutura do mercado de capitais?

Basicamente, o mercado de capitais brasileiro é dividido em dois: o mercado primário e o mercado secundário. 

Mercado Primário

No Mercado Primário, são comercializadas as ações emitidas na oferta pública inicial da companhia (conhecido como IPO, é o momento em que a empresa entra na Bolsa de Valores) ou em emissões posteriores (chamadas de follow ons).

Nesses momentos, o dinheiro arrecadado com a venda das ações é repassado à empresa – que pode utilizá-lo para desenvolver o negócio, investir em novos produtos, expandir internacionalmente, entre outras ações.

Mercado Secundário

Depois que as ações foram comercializadas em um IPO ou em follow ons, só é possível comprar ou vender esses papéis no Mercado Secundário, responsável por fazer a negociação entre investidores.

Funciona assim: o acionista interessado em vender suas ações entra em contato com a corretora de valores – que, então, fica responsável por vendê-las às pessoas interessadas.

Como investir no mercado de capitais?

Para investir no mercado de capitais, é necessário:

  1. Definir seus objetivos: com isso, você consegue identificar os melhores investimentos que vão te ajudar a chegar lá;
  2. Abrir uma conta: o que pode ser feito em uma corretora ou instituição financeira que negocie ativos do mercado de capitais;
  3. Escolher os ativos: faça isso com base no seu perfil de investidor e objetivos;
  4. Enviar seu pedido de compra: seja por meio da corretora, seja por meio da instituição financeira.

Mas, atenção: esse pode ser um investimento de risco. Por isso, o primeiro passo ao entrar no mercado de capitais é construir uma reserva de emergência com investimentos de baixo risco e alta liquidez. Também é importante estudar bastante sobre investimentos e entender qual seu perfil. Veja alguns conteúdos que podem ajudar:

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

3.52

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post