Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Investimentos Quanto rende a poupança ...

Quanto rende a poupança quando a Selic está alta? Vale a pena?

Se você é um dos milhões de brasileiros que têm dinheiro na poupança, é melhor entender o que muda na regra de rendimento da caderneta com a alta dos juros. ​



Tão popular quanto café com pão na chapa ou arroz com feijão, a caderneta de poupança faz parte da vida de milhões de pessoas – hoje, são mais de R$ 1 trilhão depositados na caderneta, segundo os dados de novembro do Banco Central. Mas quanto rende a poupança agora? 

Se você é uma das pessoas com dinheiro na caderneta, já verá uma mudança no rendimento no próximo mês. É que o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central elevou a taxa Selic de 7,75% para 9,25% ao ano em dezembro de 2021, e, com isso, ativou um gatilho que muda a regra de rendimento da poupança. Todos os depósitos feitos a partir de maio de 2012 já passam a render pela nova regra.

Veja como funciona a regra e entenda quanto rende a poupança agora:  

  • Se a Selic estiver igual ou abaixo de 8,5% ao ano, a poupança rende 70% da Selic + taxa referencial (que está zerada há anos);
  • Agora, se a taxa de juros estiver acima de 8,5% ao ano, a poupança rende 0,5% ao mês sobre o valor depositado + TR. Isso dá o equivalente a 6,17% ao ano. 

Ou seja: com a taxa de juros atingindo 9,25% em dezembro de 2021, a poupança passa a render 6,17% ao ano.

Entenda aqui por que o Banco Central está elevando a Selic

E agora? A poupança vale a pena? 

Guilherme Artmann, gerente da mesa de renda fixa do NuInvest, e o economista Samy Dana explicam que não. Com a Selic mais alta, a poupança fica menos vantajosa. Veja quanto rende a poupança na prática.

Quando a taxa de juros estava em 7,75% ao ano, a poupança rendia 70% dessa taxa, ou 5,425%. Isso quer dizer que, se você deixasse R$ 100 na caderneta, teria R$ 105,4 ao final de um ano.

Se a Selic aumentasse para 8,5%, a poupança renderia mais, 5,95%. Ou seja, ao final de um ano, aqueles R$ 100 seriam R$ 105,95. 

Agora, com a Selic ainda maior, a 9,25%, a regra muda e o rendimento passa a ser fixo, em 6,17% ao ano. Aqueles R$ 100 viram aproximadamente R$ 106,17 ao final de um ano.

Como a poupança não fica vantajosa se o valor é maior? 

Nesse primeiro momento, o rendimento da caderneta até sobe um pouco, mas ela fica ainda mais desvantajosa em relação a outros investimentos com características semelhantes, como Tesouro Selic, CDBs e contas remuneradas que pagam 100% do CDI

Isso porque quanto maior a taxa Selic, maior será essa desvantagem. Por outro lado, as contas e investimentos que rendem pelo CDI – uma taxa bem próxima da Selic – seguem subindo quando ela cresce.

É que a rentabilidade da poupança aumentava com o crescimento da Selic até o limite de 8,5%. Ao quebrar essa barreira, o rendimento sobe um pouco agora, mas ele se torna fixo. Ou seja, se os juros subirem mais, a poupança não vai acompanhar esse crescimento. 

Importante: a poupança é considerada um investimento extremamente seguro – e, durante muitos anos, ela foi um incentivo para as pessoas guardarem seu dinheiro sem deixá-lo parado em uma conta corrente. Com as contas digitais, no entanto, existem opções mais vantajosas e igualmente seguras.

E vale lembrar do fator inflação aqui: todos os investimentos que acompanham a taxa Selic ou 100% do CDI perdem para o aumento de preços, que já beira os 11% nos últimos 12 meses. E quanto rende a poupança neste caso? Considerando a inflação, a poupança perde mais: é 6,17% contra 11%. 

Veja aqui como a inflação afeta a sua vida

Então como a poupança rendeu mais que a Bolsa em 2021?

Enquanto a poupança rendeu 2,48% em 2021, o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira, caiu nada menos do que 10% (até o fechamento do dia 6 de dezembro). 

Daí, você deve estar dizendo: “está vendo? A poupança compensa mais do que a Bolsa”. Mas não é bem assim.

Segundo Artmann, do NuInvest, as duas modalidades são muito diferentes para serem colocadas na mesma base de comparação. Além disso, análises de curto prazo são mais imprecisas, principalmente quando se fala de Bolsa, que oscila para cima e para baixo todo dia e toda hora. 

“Não é um comparativo justo. Se você comparar poupança com bitcoin, por exemplo, o bitcoin ganha. Tudo depende”, afirma o especialista. 

Sem contar que a comparação é feita em cima do Ibovespa, índice que reúne as ações das empresas mais negociadas da Bolsa. Ele é uma espécie de média do desempenho dessas ações. Ou seja, dentro do Ibovespa há empresas que caíram e outras que subiram. 

Por isso, embora seja um indicador de como está a Bolsa, o Ibovespa não necessariamente representa a sua carteira de investimentos pessoal. 

Faz sentido comparar a poupança com a Bolsa?

Os dois tipos de investimentos têm características muito diferentes. O único risco da poupança é de o banco onde você tem a caderneta quebrar. Ainda assim, se isso acontecer, você consegue ter seu dinheiro de volta pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos) – uma espécie de seguro para valores até R$ 250 mil. 

Já a Bolsa é um ambiente de mais riscos, sem garantias de ganhos. Ao investir em ações, você se torna sócio da empresa. E sócios perdem quando a empresa perde e ganham quando ela ganha. Sem contar que essas perdas e ganhos podem acontecer em questão de segundos.   

Comparar poupança e Bolsa, portanto, não faz sentido – são tipos de investimentos diferentes, para objetivos e perfis distintos. É mais justo fazer a comparação entre a poupança e as contas digitais, que também não apresentam riscos.

Samy Dana ainda diz que o fato de a poupança render mais do que o Ibovespa agora não indica que a caderneta é melhor. “A poupança bateu a Bolsa não porque ela é melhor, mas porque estamos em um período ruim da Bolsa brasileira”, reforça. 

E quanto rende a poupança “velha”?

Até maio de 2012, o dinheiro depositado na poupança tinha rendimento fixo de 6,17% ao ano. Naquele ano, a Selic estava em movimento de queda, e saiu de 10,5% em janeiro para 7,25% em dezembro. 

Como a rentabilidade da poupança era fixa, a caderneta ficaria mais atraente com a queda dos juros. Sem a mudança, por exemplo, se a Selic ficasse abaixo dos 6%, valeria mais a pena deixar o dinheiro na poupança do que em qualquer outro ativo atrelado à taxa de juros, como os títulos públicos. 

E foi por isso que o governo mudou a regra. Ele precisa que pessoas e empresas invistam em títulos públicos para conseguir pagar algumas contas, financiar projetos e obras. Com receio de que os investidores migrassem dos títulos públicos para a poupança, o governo deixou a caderneta menos atrativa dependendo do movimento da taxa Selic. 

Quem tinha dinheiro na poupança até maio de 2012, e não mexeu, continuou recebendo a rentabilidade fixa de 6,17% ao ano. Contudo, depósitos novos, a partir daquela data, já entravam na nova regra. 

Agora, com a Selic acima de 8,5% ao ano, a poupança volta a ter rentabilidade fixa e igual ao rendimento da “velha poupança”. Ou seja, todo seu dinheiro na caderneta rende igual.

É hora de fugir da poupança? 

Já tem gente fazendo isso. Pelo quarto mês seguido, os resgates superaram os depósitos. Segundo o Banco Central, em novembro, os brasileiros retiraram quase R$ 12,4 bilhões da caderneta, o maior resgate para o mês desde 1995. E com o aumento da taxa Selic, é possível que essa fuga aumente ainda mais. 

Mas antes de tomar uma decisão, é melhor você refletir um pouco sobre seu comportamento financeiro. Se você tem o hábito de usar a poupança para não deixar seu dinheiro parado na conta corrente, é melhor continuar nela do que não fazer nada. Contudo, os especialistas reforçam que, com o tempo, essa não é a melhor estratégia para o seu dinheiro. 

“É melhor começar pela poupança do que não começar, mas tem investimentos melhores. Sempre é recomendado sair da poupança. Tem gente que sai antes do aniversário e nem sabe que está perdendo rentabilidade”, afirma Artmann. 

O rendimento apenas no aniversário é uma das desvantagens da caderneta e um ponto muito esquecido pelos poupadores. Por exemplo: se você colocou dinheiro hoje na poupança e tirou daqui a 20 dias, o seu retorno foi zero. É que a caderneta só rende a cada 30 dias após o depósito. 

Com contas digitais remuneradas pelo CDI, há cada vez menos motivos para deixar o dinheiro na poupança.  “Não vejo motivo para deixar o dinheiro na poupança. Essas contas são tão simples quanto a poupança”, afirma Samy Dana. 

Quer sair da poupança? Veja alternativas

Tesouro Selic, contas remuneradas e CDBs que pagam pelo menos 100% do CDI são alternativas para quem quer tirar o dinheiro da poupança, mas colocar em investimentos tão seguros e simples quanto a caderneta. 

Em comum, esses investimentos têm alta liquidez, ou seja, você pode resgatar o dinheiro e tê-lo na sua conta assim que precisar dele. Por isso, eles são indicados para a reserva de emergência – aquele dinheiro que você precisa ter disponível para usar imediatamente, caso tenha que cobrir as despesas com algo inesperado. 

Confira a diferença entre eles.

ComparaçãoPoupançaTesouro SelicCDBsConta do Nubank
SegurançaGarantida pelo FGCGarantido pelo
Tesouro Nacional
Garantidos pelo FGCGarantida pelo FGC
(para depósitos feitos em RDB)
Resgate (Liquidez)ImediatoNo mesmo dia para resgates até às 13h. Passou desse horário, cai no próximo dia útilHá opções com liquidez diária e com vencimentos de longo prazoImediato
Imposto de RendaIsentaSegue tabela regressiva (de 22,5% para 15%)Também possui tabela regressiva (de 22,5% para 15%)Segue tabela regressiva (de 22,5% para 15%)
RentabilidadeMensal, no aniversárioAnual (com variações diárias)Anual (com variações diárias)Em dias úteis
Quanto rende hoje?
(ano ano)
6,17%; fixos com Selic acima de 8,5%.9,25%; e acompanha a Selic.Há várias opções, dependendo do prazo e emissor. Para substituir a poupança, o ideal é que fique acima dos 100% do CDI.100% do CDI

Leia aqui para saber como ficam os investimentos em 2022 com a alta da Selic.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.02

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post