Pular navegação

Empréstimo consignado: o que é e como funciona

Ele é fácil de conseguir e, justamente por isso, requer ainda mais atenção.

Pessoa sentada em uma mesa, comum café e um bloco de anotações

Um empréstimo pode ser usado para ajudar a realizar um sonho ou mesmo ser uma boa saída em algumas situações de emergência financeira, como pagar uma dívida ou bancar um tratamento de saúde, por exemplo. E o empréstimo consignado pode ser uma boa opção

Abaixo, entenda como funciona a modalidade.

O que é empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é um tipo de empréstimo que costuma ser mais fácil de contratar. Nele, o valor das parcelas é descontado direto na folha de pagamento ou do benefício pago pela previdência.  

Muitas vezes, os juros do empréstimo consignado são bastante tentadores. Isso acontece porque, para as instituições que estão emprestando o dinheiro, o consignado oferece poucos riscos: as parcelas já são descontadas automaticamente todo mês, o cliente não precisa efetuar manualmente o pagamento e, consequentemente, não atrasa.

Como funciona o empréstimo consignado?

No empréstimo consignado, a cobrança das parcelas não acontece por meio de conta corrente ou boleto bancário mas, sim, diretamente do benefício INSS de aposentados e pensionistas ou do salário de funcionários públicos ou privados.

Para contratar, é necessário ter em mãos os seguintes documentos: 

  • RG;
  • CPF; 
  • comprovante de residência;
  • comprovante de renda.

De acordo com a Lei Nº 10.820, de 2003, o limite máximo da parcela de empréstimo consignado não pode ser maior que 35% do salário ou benefício recebido (sendo 30% para empréstimo consignado e 5% para o cartão consignado). 

É importante dizer que o valor disponibilizado e a quantidade de parcelas dependem de uma análise de crédito que considera o score de crédito e o perfil financeiro de quem solicita.

Como qualquer outro tipo de empréstimo e crédito, é preciso ter alguns cuidados importantes antes de contratar o  consignado.

1. Planeje-se antes de pedir um empréstimo consignado

É indispensável ter um planejamento financeiro detalhado antes de contratar um empréstimo consignado. Isso impede que o cliente entre em dívidas, tenha problemas financeiros ou passe certo aperto.

Imagem deuma calculadora roxa com o número 890.12 escrito

E não se esqueça: como o desconto é feito direto na folha de pagamento, o salário que fica disponível para o cliente usar será menor.

O valor das parcelas fará falta no seu dia a dia? Você realmente precisa do empréstimo? Essas são perguntas que devem ser respondidas antes de fechar o contrato.

2. Entenda seus direitos: o empréstimo consignado tem características próprias

Nenhum desconto em folha de pagamento pode ser feito sem autorização.

Também vale lembrar que só é possível pegar um empréstimo consignado se a instituição que vai te emprestar dinheiro tiver um convênio com a sua fonte pagadora (empresas públicas, privadas, ou o INSS, no caso de aposentados e pensionistas).

E lembre-se: segundo o Banco Central, o desconto referente a operações de crédito, incluindo empréstimo consignado, devem ser de no máximo 45% do total de sua folha de pagamentos. 

Vale dizer que a margem consignável INSS, aplicável aos aposentados e pensionistas da Previdência Social e aos titulares do BPC (Benefício de Prestação Continuada) é de 45% da renda líquida. Foi definido pela Lei nº 14.431/2022, da seguinte maneira: 35% para operações de empréstimo consignado, 5% para o cartão de crédito consignado e outros 5% exclusivos para o cartão consignado de benefício.

Uma mão segurando uma carteira de onde saem duas setas pontilhadas, cada uma com um pequeno fogo de artifício no fim. Do meio sai uma seta com um fogo de artifício roxo

3. Leia com cuidado as condições do contrato

Fique atento às cláusulas do contrato de empréstimo consignado para entender, por exemplo, como será feita a cobrança das parcelas caso você perca o emprego – a instituição pode continuar debitando os pagamentos da sua conta se você tiver autorizado essa opção.

Ilustração de relógio despertador e uma moeda de um Real

Além disso, fique de olho nas taxas de juros especificadas no contrato: elas devem ser compatíveis com a sua situação financeira e a finalidade do empréstimo – alguns bancos impõem condições específicas dependendo do objetivo do empréstimo, e aí ele pode já não ficar tão vantajoso.

4. Verifique os custos extras

A maioria das instituições empurra uma série de produtos extras na hora de oferecer um empréstimo. Alguns deles são:

  • Taxa de abertura de crédito;
  • Taxa de cadastro;
  • Seguro (como seguro desemprego, para cobrir parcelas caso você perca o emprego);
  • Seguro prestamista.

Todos esses custos entram no valor total que você vai precisar pagar de volta ao fim do empréstimo – e mesmo os adicionais que parecem vantajosos podem ser uma grande cilada quando as contas são colocadas na ponta do lápis.

No fundo preto, um cofre de porquinho roxo, uma mão colocando uma moeda dentro dele e dois pontos de interrogação ao lado.

Observe o contrato de seu empréstimo para ter certeza de que nenhum adicional que você não deseja esteja incluso no “pacote”.

Lembrando que as instituições não podem te obrigar a contratar algum deles – essa prática é conhecida como venda casada e é proibida pelo Código de Defesa do Consumidor.

5. Acompanhe os descontos que são feitos

As parcelas do empréstimo consignado são descontadas na sua folha de pagamento ou no benefício da previdência. Por isso, é importante acompanhar mês a mês o valor que foi descontado para garantir que ele é igual ao que foi acordado no momento da contratação.

Esse também é outro motivo para ler o contrato com muita atenção, já que o valor de cada parcela é informado nele.

Em resumo:

Quando vale a pena pedir um empréstimo consignado?

  • Se a parcela não vai prejudicar seu orçamento e nem comprometer o pagamento de outras contas;
  • Caso você tenha uma dívida cara, no cheque especial ou no rotativo do cartão de crédito, por exemplo, o empréstimo consignado pode ser uma boa opção, já que os juros são mais vantajosos;
  • Se a ideia é abrir um negócio, fazer uma reforma em casaq, comprar um carro ou fazer um investimento, o consignado pode ser uma ótima alternativa, pois permite financiar os materiais em um prazo mais longo.

Conheça o NuConsignado para servidores públicos federais

Com o NuConsignado, servidores públicos federais que possuem margem consignável e que desejam ter mais controle sobre as suas finanças, resolver pendências ou realizar um sonho, podem ter acesso a empréstimo consignado com menor taxa de juros e de forma segura, na hora que precisar.

Pelo aplicativo é possível simular, contratar, pagar, antecipar parcelas e até mesmo quitar o seu empréstimo. Tudo no seu tempo, sem intermediários em quem você não confia e nem condições confusas.

Quer saber mais sobre empréstimo? Leia também:

Como se planejar para pagar um empréstimo pessoal

Como fazer empréstimo: tudo o que você precisa saber antes de contratar

O que é CET, o Custo Efetivo Total, e como isso afeta o seu empréstimo?

Cheque especial ou empréstimo pessoal: qual vale a pena?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Navegue