Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Dicionário Financeiro O que é CET, o Custo Ef...

O que é CET, o Custo Efetivo Total, e como isso afeta o seu empréstimo?

Não basta comparar juros: entenda o que é o Custo Efetivo Total, a porcentagem que aparece na hora que você pede dinheiro emprestado a uma instituição financeira.

Ao pensar em fazer um empréstimo, é muito importante ter em mente o que você vai pagar – e isso vai muito além das taxas de juros cobradas. É por isso que o consumidor precisa ficar atento ao CET , o Custo Efetivo Total, que reúne todos os gastos envolvidos na operação – juros, IOF, seguro, tributos, registros e demais despesas, que devem ser especificadas no contrato.

Em outras palavras: o CET é o valor que você, de fato, vai pagar pelo seu empréstimo. Ele varia de acordo com a instituição.

Como consultar o CET

Ele precisa estar no seu contrato. De acordo com a Resolução CMN 3.517/2007, criada pelo Banco Central em 2007, toda instituição financeira é obrigada a informar o Custo Efetivo Total em qualquer financiamento ou empréstimo.

Ou seja, todos os bancos ou instituições precisam informar qual é o CET antes da efetivação do contrato e sempre que o cliente solicitar.

Em empréstimos, o IOF, sigla para Imposto sobre Operações Financeiras, é de 0,38% sobre o valor total mais uma porcentagem de 0,0082% por dia, calculada de acordo com o prazo de pagamento.

Saber o valor do Custo Efetivo Total ao optar por um empréstimo pode impactar no seu orçamento. Por isso, é fundamental ter visibilidade dos gastos para o seu planejamento financeiro.

Cuidados na hora de contratar um empréstimo

Para muitas pessoas o empréstimo pessoal é usado para realizar sonhos, como viajar, fazer um intercâmbio, ou abrir o próprio negócio, por exemplo. Para outras, esse recurso é utilizado para resolver alguma situação de emergência.

De toda forma, é fundamental ter alguns cuidados na hora de pedir um empréstimo.

  1. Se planeje: Pegar dinheiro emprestado sem planejar os gastos significa trocar um problema por outro. Pergunte a si mesmo o quanto você pode comprometer da sua renda mensal em parcelas e quais as taxas desse empréstimo.
  2. Compare as opções e escolha a que cabe no seu bolso: Talvez renegociar as dívidas ao invés de contratar um empréstimo para quitá-las seja a melhor solução. Procure a instituição para quem você deve e tente negociar as melhores condições de pagamento.
  3. Não misture PF com PJ: Contratar um empréstimo pessoal e usar o dinheiro para contas da empresa é um erro bem comum. O ideal é separar os gastos da pessoa física das despesas da pessoa jurídica.

Veja aqui mais cuidados na hora de pedir empréstimo.

Empréstimo Nubank

Diferente de outras instituições financeiras, é importante ressaltar que na opção de empréstimo oferecida pelo Nubank o CET inclui apenas juros e IOF (imposto obrigatório), que estão especificados no contrato do empréstimo.

No nosso app, oferecemos uma simulação em tempo real: você diz o valor que deseja contratar, escolhe o número de parcelas e vê, na hora, os juros e o valor total e mensal que irá pagar – o tal do CET de uma forma muito mais transparente e simples.

Saiba mais aqui.

Está pensando em pegar um empréstimo? Veja alguns conteúdos que podem ajudar:

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.