Pular navegação

Quando vale a pena pedir um empréstimo?

Um empréstimo pode ser a solução para um imprevisto financeiro ou a alternativa para antecipar um sonho.

Empréstimo vale a pena - Imagem de uma sacolinha de dinheiro com um cifrão ($), duas moedas de cobre e um bolinho de dinheiro, em uma superfície roxa.

Comprar um carro, quitar uma dívida, reformar o apartamento, pagar uma despesa médica inesperada. Existem diversas situações em que vale a pena pedir um empréstimo. Mas em todos esses casos, é preciso se planejar e avaliar bem cada proposta, para que o compromisso financeiro caiba no seu orçamento. 

Para descobrir se realmente pegar um empréstimo é a melhor opção, alguns fatores devem ser levados em consideração. Confira, abaixo, algumas dicas para quando vale a pena pegar dinheiro emprestado.

Quando vale a pena pedir um empréstimo?

Cada modalidade de empréstimo é mais adequada a um tipo de situação. De modo geral, as pessoas que os pedem se dividem em dois grupos:

  1. Pessoas que precisam pagar uma dívida ou débito existente;
  2. Pessoas que precisam de dinheiro para adquirir um bem ou realizar um plano, como viajar.

Mas existem outras situações em que contratar um empréstimo pode ser vantajoso. É preciso considerar, porém, as condições do crédito – como prazo, valor da parcela e juros – e as suas necessidades, realidade financeira e momento de vida.

Conheça algumas situações em que pode valer a pena contratar um empréstimo.

  • Investir nos negócios: se a ideia for expandir o seu negócio para gerar renda, um empréstimo pode ser muito bem-vindo. Pesquise muito e avalie se compensa. Neste caso, vale checar as modalidades que estão disponíveis para o público empreendedor, como o crédito para capital de giro. Evite contratar modalidades que são voltadas para pessoas físicas para investir no seu negócio; 
  • Financiar os estudos: para impulsionar a carreira por meio de um curso de idiomas, uma pós-graduação, um intercâmbio etc. Esse tipo de empréstimo é aquele em que se espera um retorno no médio e longo prazo pois, ao investir em conhecimento, suas chances de ser contratado para uma vaga melhor, promovido ou receber um aumento de salário aumentam;
  • Trocar dívidas: quando já existe um endividamento e você precisa fazer um empréstimo com taxas menores do que a atual dívida. Isso significa trocar um empréstimo caro por outro com taxas de juros mais em conta;
  • Limpar o nome: contas não pagas levam à negativação do CPF e prejudicam qualquer tipo de movimentação financeira. Além disso, acumulam juros e multas. Ficar no azul é fundamental; 
  • Remediar emergências: se surgir uma emergência médica e você não tiver como pagar a conta, o empréstimo pode ajudar. Mas, se possível, o melhor é construir uma reserva de emergência para esse tipo de situação.

Quando não vale a pena contratar um empréstimo?

A decisão por contratar ou não um empréstimo é individual e cada pessoa tem uma realidade que deve ser levada em conta. Contudo, existem algumas situações em que não é recomendável a contratação de crédito. Saiba quais são elas e planeje-se:

  • Acúmulo de dívidas: dívida que gera mais dívida é uma grande armadilha. Empréstimo só vale a pena para trocar uma dívida cara por outra mais barata, ou em algumas situações, como as mencionadas acima. Pegar um empréstimo para continuar gastando além das suas possibilidades só vai gerar um efeito bola de neve, que pode te complicar por um bom tempo;
  • Ajudar terceiros: é importante aconselhar as pessoas devedoras a honrarem os seus compromissos. Essa dívida não deve ser de sua responsabilidade;
  • Cenário de crise econômica: fazer empréstimos com um cenário econômico turbulento não é uma boa alternativa. Eles são diretamente afetados por variações na taxa de juros Selic e, em momentos de crise, essa taxa costuma subir, encarecendo ainda mais o crédito; 
  • Descontrole financeiro: não tome empréstimo apenas para ter mais dinheiro para gastar. O descontrole financeiro é uma das razões para o endividamento;
  • Compras desnecessárias: só você pode definir o valor das coisas na sua vida, mas verifique a real necessidade de comprar algo que não é importante para você. Não precisa deixar de gastar, mas pense bem para não se arrepender depois.

Quais os principais tipos de empréstimos?

Os tipos de empréstimo mais comuns são:

  1. Empréstimo consignado: nele, as parcelas são descontadas automaticamente da folha de pagamento ou do benefício de Previdência (aposentadoria ou pensão do INSS) de quem contratou esse tipo de crédito; 
  2. Empréstimo pessoal: o contrato é feito diretamente entre a instituição financeira e a pessoa que solicita. A instituição financeira é livre para estabelecer alguns critérios, como os prazos para pagamento, taxas de juros mensais e o valor do empréstimo;
  3. Empréstimo com garantia: funciona como um empréstimo pessoal, mas com uma diferença: a instituição utiliza algum bem de quem contrata o empréstimo, como imóvel, automóvel, investimentos ou dinheiro guardado em conta, como garantia do pagamento;
  4. Antecipação do Saque-Aniversário do FGTS: é uma modalidade de empréstimo em que é possível antecipar até 12 parcelas do saque-aniversário e o seu saldo do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é a garantia do pagamento; 
  5. Cheque especial: sim, ele também é um empréstimo! Trata-se de um limite pré-aprovado que o cliente usa automaticamente quando gasta mais do que o saldo em sua conta-corrente;
  6. Financiamento: é um tipo de empréstimo no qual a finalidade do uso do dinheiro é acordada entre o cliente e a instituição financeira – ou seja, ele só pode ser usado para pagar por algo pré-determinado, normalmente um carro ou imóvel. O bem financiado serve como garantia;
  7. Empréstimo com portabilidade de salário: clientes que fazem a portabilidade de salário têm acesso a juros menores na hora de contratar um empréstimo na instituição escolhida para receber a remuneração mensal.

Clique aqui para saber mais sobre cada tipo de empréstimo, suas vantagens e desvantagens.

Quais modalidades de empréstimo o Nubank oferece?

Desde 2013, o Nubank oferece produtos e serviços simples de usar, sem burocracia e sem letras miúdas. É exatamente assim que funcionam as opções de empréstimo no app do Nu.

O Nubank oferece quatro opções de empréstimo: 

Para saber quais modalidades estão disponíveis para você, basta entrar na seção "Empréstimo", que aparece na tela inicial do seu app. Lá, você também pode conferir dicas práticas que  ajudam a aumentar suas chances de conseguir um valor emprestado.

Tudo o que você precisa saber antes de contratar um empréstimo no Nubank.

https://www.youtube.com/watch?v=IxMgd3Vq8lk

Leia também:

Vale a pena pedir empréstimo para quitar dívidas?

Empréstimo bom x Empréstimo ruim: saiba diferenciar

Cuidados na hora de pedir empréstimo pessoal

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossaPolítica de Privacidade.Ao continuar a navegar, você concorda com essa Política.