Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Guardar Dinheiro O guia para economizar d...

O guia para economizar dinheiro e começar a guardar

Todo mundo quer economizar, poucos sabem como fazer isso. Não existe receita de bolo, mas algumas mudanças simples no dia a dia podem ajudar.

Quando se tem grandes objetivos, como fazer uma viagem, aposentar-se mais cedo, comprar uma casa ou mobiliar uma, saber como economizar dinheiro é fundamental. Mas, isso às vezes parece uma missão impossível: mês após mês você descobre que não sabe guardar – e isso é frustrante.

O consolo é que você não está só nessa. No Brasil, segundo uma pesquisa da CDNL, quase 47% dos jovens ainda não começaram a organizar suas finanças – o primeiro passo para economizar. Então, como fazer isso, afinal?

Como economizar dinheiro sem estresse?

Tem muito conteúdo na internet sobre como economizar, mas vários deles vão te orientar a cortar tudo o que dá prazer na vida. Não caia nessa. Economizar não é sinônimo de abrir mão de tudo.

Guardar dinheiro não é fácil mesmo e exige paciência, dedicação, organização… Mas algumas mudanças no dia a dia podem te ajudar a dar um primeiro passo.

O passo a passo para economizar dinheiro

  • Organize suas finanças pessoais: uma tabela, aplicativo, bloco de notas, caderno…O método não importa tanto desde que funcione para você. O objetivo disso é que você visualize os valores;
  • Calcule o quanto você ganha: entenda qual é o seu salário líquido e coloque também outras fontes de renda se elas existirem;
  • Liste suas contas em um controle mensal;
  • Liste outros gastos que você tenha: comprou no débito, crédito, Pix ou dinheiro? Anote. Pode parecer chato (e é mesmo), mas isso é eficiente para que você consiga entender para onde vai o seu dinheiro e consiga ver onde pode economizar;
  • Veja quanto sobra, ou falta: subtraia a soma de tudo o que você ganha com a soma de tudo o que você gasta. O resultado é o quanto você já economiza por mês – e a missão, agora, é tentar aumentar esse valor;
  • Classifique os seus gastos: além de saber o quanto você gasta, é importante saber com o que você gasta. Os tipos de despesas mais comuns são: moradia (aluguel e/ou condomínio, água, luz, IPTU, gás); transporte (gasolina, aplicativos, passagem, estacionamento; alimentação (restaurante, mercado); saúde (convênio, farmácia, consultas); educação (cursos, mensalidade, material escolar); casa (produtos de limpeza, faxina); serviços (internet, celular, TV a cabo, serviços de streaming); dívidas (financiamentos, empréstimos, parcelas atrasadas); lazer (compras, passeios, viagens, festas, etc).
  • Defina um valor máximo para cada categoria: olhando para as suas despesas você consegue ver o que é essencial, o que não é e o que pode ou precisa reduzir. Estabeleça um teto para cada categoria;
  • Crie um orçamento: existem muitas maneiras eficientes de fazer um orçamento. Ele é um guia para te ajudar a planejar e cumprir metas, mas não deve ser algo que te engessa. Um exemplo é o modelo 50-15-35 (explicamos aqui);
  • Agora comece a guardar e comece pela reserva de emergência: a reserva de emergência deve ser prioridade para quem vai guardar dinheiro. Afinal, é com esse dinheiro que vai cobrir uma eventual emergência ou imprevisto. Esse dinheiro precisa estar acessível a qualquer momento;
  • Já tem reserva? Agora dá pra começar a investir. Quando você tiver a sua reserva de emergência guardada é hora de planejar para onde irão as próximas economias, como fundos de renda fixa ou renda variável.  

“Tenho dívidas, como posso economizar?”

Antes de guardar dinheiro é importante quitar as dívidas – que podem virar uma bola de neve. Veja algumas dicas de como fazer isso:

  • Corra do cheque especial: os juros são muito altos;
  • Evite acumular compras no cartão de crédito: ao menos até quitar as dívidas, sempre que possível, pague no débito ou Pix;
  • Tente não comprar por impulso: tenha sempre em mãos uma lista do que você realmente precisa. 

Saiba tudo sobre como guardar dinheiro aqui

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

3.4

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post