Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Como cancelar empréstimo...

Como cancelar empréstimo consignado do INSS em caso de fraudes?

Aposentados e pensionistas do INSS que descobrirem um empréstimo feito em seu nome, sem autorização, podem cancelar a solicitação. Saiba o que fazer em caso de golpes envolvendo empréstimo consignado.



Três cadeados de tamanhos variados, em ordem crescente, em um fundo laranja e verde.

Você vai lá, solicita um empréstimo para resolver uma emergência ou tirar um plano do papel e percebe que, na verdade, sofreu um golpe. Dinheiro nenhum cai na sua conta. Ou ainda descobre que tem um empréstimo em seu nome, sem você ter solicitado nada.

Em 2021, as fraudes contra clientes de bancos cresceram 165%, e muitas delas tiveram como alvo idosos e pessoas que, antes da pandemia e do isolamento social, não eram tão familiarizadas com operações financeiras no ambiente virtual. É o caso do golpe do empréstimo consignado

Ganhe controle sobre suas finanças: assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo.

Foi vítima de uma fraude envolvendo empréstimo consignado? Calma, dá para pedir o cancelamento. Abaixo, veja como resolver a situação.

Como fazer o cancelamento do empréstimo consignado em caso de golpe?

1. Entre em contato com o seu banco ou instituição financeira

Assim que suspeitar e identificar qualquer problema no contrato, o beneficiário precisa entrar em contato diretamente com a instituição financeira. Para a análise antifraude, o banco pode solicitar alguns documentos que comprovem o golpe.

2. Entre em contato com a Ouvidoria do seu banco, instituição ou do Banco Central

O aposentado ou pensionista também pode abrir um chamado na Ouvidoria da própria instituição. Se não tiver retorno do banco ou se a instituição financeira se negar a avaliar o caso, a vítima pode procurar a Ouvidoria do Banco Central ou ligar para o telefone 145 para registrar uma queixa formalmente.

Depois que a reclamação for feita, a instituição financeira tem até 10 dias úteis para dar uma resposta. Se a fraude for comprovada, o valor deve ser ressarcido em 2 dias úteis.

3. Abra um Boletim de Ocorrência

Para evitar dor de cabeça no futuro, em casos de golpe é indicado abrir um Boletim de Ocorrência na polícia. Isso pode ser feito de maneira online.

Quais as fraudes mais comuns no empréstimo consignado?

Infelizmente, pessoas mal intencionadas aplicam golpes financeiros e acabam causando prejuízos para as vítimas. 

A seguir, veja as fraudes mais comuns envolvendo empréstimo consignado e saiba como se proteger.

1. Documentos falsos

Em golpes do empréstimo consignado, os fraudadores costumam falsificar documentos pessoais do beneficiário. Isso pode acontecer com o RG, CPF, certidões e holerites.

Para evitar que isso aconteça, nunca entregue documentos pessoais para desconhecidos. Em caso de perda ou roubo de documentos, faça um boletim de ocorrência e informe os órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Além disso, nunca compartilhe o login e senha do “Meu INSS” e nem o número do seu cartão.

2. Assinaturas falsas

Para se prevenir desse tipo de fraude, você não deve assinar qualquer documento ou contrato sem ler atentamente.

Vale dizer que, atualmente, o sistema de prevenção à fraudes no empréstimo consignado leva em consideração análise grafológica (ou seja, da escrita da pessoa) biometria e inteligência artificial de reconhecimento facial. No entanto, é importante sempre ficar de olho.

3. Assinatura de contratos sem informações ou em branco

Nesse golpe do consignado, o criminoso apresenta “o falso contrato” e pede a assinatura do documento – que pode aparecer em branco ou sem informações suficientes.

O contrato de empréstimo sempre deve conter os dados do solicitante, valor total do empréstimo, valor e quantidade das parcelas, prazos de pagamento, taxas de juros e o CET (Custo Efetivo Total).

4. Cobrança de valores antecipados

Uma prática comum entre os fraudadores é cobrar depósitos ou valores antecipados para análise ou liberação do crédito. O argumento utilizado geralmente é que, dessa forma, o dinheiro será liberado de forma mais rápida.

Lembre-se: isso nunca acontece. Esse comportamento é indevido e deve ser denunciado.  Ao ser abordado por qualquer pessoa ou empresa que solicite o recebimento de qualquer valor de forma paralela, desconfie.

Leia também:

Golpe do empréstimo consignado: veja como funciona e como se proteger

Golpe usando revisões do INSS: veja como funciona e como se proteger

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

4.25

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post