Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Como cancelar empréstimo...

Como cancelar empréstimo consignado do INSS?

O empréstimo consignado pode ser cancelado em até 7 dias corridos. Saiba em que casos o cancelamento é aceito e veja o passo a passo para realizá-lo.



ilustração de notas de dinheiro em tom de roxo e uma folha roxa escura com uma estrela no meio.

Um empréstimo pode ser usado para ajudar a realizar um sonho ou mesmo ser uma boa saída em situações de emergência financeira, como pagar uma dívida ou bancar um tratamento de saúde, por exemplo. 

Mas talvez você se pergunte: “E se eu mudar de ideia e me arrepender? Dá para cancelar?”  No caso do consignado, a resposta é: sim! Abaixo, saiba como cancelar esse tipo de empréstimo.

Ganhe controle sobre suas finanças: assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo.

Primeiro, o que é empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é um tipo de empréstimo que costuma ser mais fácil de contratar. Nele, o valor das parcelas é descontado direto na folha de pagamento ou do benefício pago pela previdência.  

Muitas vezes, os juros do empréstimo consignado são bastante tentadores. Isso acontece porque, para as instituições que estão emprestando o dinheiro, o consignado oferece poucos riscos, já que as parcelas são descontadas automaticamente todo mês, e o cliente não precisa efetuar manualmente o pagamento e, consequentemente, não atrasa.

De acordo com a Lei Nº 10.820, de 2003, o limite máximo da parcela de empréstimo consignado não pode ser maior que 35% do salário ou benefício recebido (sendo 30% para empréstimo consignado e 5% para o cartão consignado).

Para garantir que o beneficiário do INSS possa pegar o empréstimo consignado, o mais importante é ter margem consignável disponível, assim é possível saber qual o valor máximo que ele pode pegar emprestado (ou seja, quanto dos 30% já esta consumido por outro empréstimo) e a quantidade máxima de parcelas, no caso do INSS, podendo chegar até 72.

Como cancelar um empréstimo consignado?

O aposentado ou pensionista do INSS que desistir do empréstimo consignado pode fazer o cancelamento diretamente com a instituição financeira em que o mesmo foi contratado. Vale dizer que nenhuma instituição ou banco pode se negar a cancelar o contrato. O não cancelamento pode implicar em penalidades administrativas e financeiras.

Após o cancelamento do empréstimo consignado, o contrato precisa ser desaverbado. Ou seja, a margem de crédito antes utilizada ou bloqueada precisa ser liberada.

A regra vale para empréstimos contratados presencialmente (em agências bancárias, correspondentes bancários ou caixas eletrônicos), por telefone e também pela internet (sites ou aplicativos). 

Importante: Somente o titular do benefício e do empréstimo está autorizado a solicitar o cancelamento.

O prazo começa a contar a partir do dia em que o dinheiro cai na conta. Depois do contrato cancelado, o valor emprestado deverá ser devolvido integralmente para o banco ou instituição financeira que emprestou o dinheiro.

Vale dizer que o cancelamento não se aplica ao refinanciamento ou portabilidade de crédito. 

Passo a passo para cancelar um empréstimo consignado

Para realizar o cancelamento do empréstimo consignado, basta fazer o seguinte:

  1. Solicite o cancelamento direto na instituição financeira contratada em até 7 dias corridos do recebimento do valor;
  2. A instituição irá disponibilizar um formulário com os dados de identificação do beneficiário, a forma como deverá ser feita a devolução da quantia contratada anteriormente e os tributos, como IOF (Imposto de Operações Financeiras);
  3. Faça a devolução do valor em até um dia útil após receber as instruções;
  4. A instituição financeira fica responsável por realizar a desaverbação do contrato junto ao INSS entre 3 e 6 dias úteis;
  5. Após esse período, o contrato é retirado do extrato de empréstimos do consumidor e a margem consignável, ou seja, o crédito liberado, é reestabelecido.

O que é desaverbação do contrato do empréstimo?

Essa palavra pode até ser difícil, mas o significado nem é tanto assim.

Todo empréstimo consignado deve ser averbado, ou seja, precisa ter seu desconto em folha aprovado por quem fará o pagamento. No caso dos beneficiários do INSS, é o próprio Instituto Nacional do Seguro Social que consigna e repassa o valor da prestação direto para o banco mensalmente.

Na prática, o INSS averba a margem consignável a favor do banco contratado, ou seja, registra o valor que está disponível para empréstimo. Portanto, em caso de cancelamento, a margem precisa ser liberada. Em outras palavras, desaverbada.

Se a desaverbação do contrato ou liberação da margem consignável não acontecer, é preciso entrar em contato com o banco contratado. A instituição financeira é a responsável por cancelar o empréstimo consignado junto ao INSS.

Leia também:

Como se planejar para pagar um empréstimo pessoal

Como fazer empréstimo: tudo o que você precisa saber antes de contratar

Empréstimo para negativado: saiba como funciona

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

4.29

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post