Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Devido ao coronavírus, ...

Devido ao coronavírus, 13º de aposentados será antecipado

Outras medidas, como a suspensão de prova de vida ao INSS por 120 dias, também devem entrar em vigor.

No dia 12 de março, o Ministério da Economia anunciou a criação de um grupo de monitoramento dos impactos econômicos relacionados à pandemia do coronavírus Covid-19. Com ele, foram divulgadas cinco medidas, a maior parte delas relacionada à população aposentada.

As medidas do ministério

1. Antecipação do 13º

A primeira parcela, de 50% do 13º salário para aposentados e pensionistas do INSS, será antecipada para abril – normalmente, costuma ser paga apenas em julho. Isso representa aproximadamente R$ 23 bilhões em pagamentos.

Segunda parcela do décimo terceiro de aposentados e pensionistas começa a ser paga em 25 de maio

De acordo com o governo, 30,8 milhões de beneficiários vão receber a segunda parcela do 13º – que começa a ser paga na segunda-feira, 25 de maio.

2. Suspensão da prova de vida

De acordo com a lei, os beneficiários do INSS devem, todos os anos, comprovar presencialmente que estão vivos – a intenção é evitar fraudes e pagamentos equivocados. Nesse momento, o governo anunciou que suspenderá a prova de vida por 120 dias.

3. Proposta de redução de juros do consignado do INSS

O governo irá propor ao Conselho Nacional de Previdência Social a redução do teto dos juros do empréstimo consignado para beneficiários do INSS. Também serão propostas a ampliação do prazo máximo de operação e da margem consignável (valor máximo do empréstimo relativo ao benefício).

4. Definição de produtos com preferência tarifária

Para garantir a disponibilidade de itens médicos e hospitalares essenciais, o governo e o Ministério da Saúde irão elaborar uma lista de produtos com preferência tarifária – ou seja, eles poderão ter impostos de importação mais baixos para que não acabem no mercado.

5. Diminuição da burocracia

Finalmente, será priorizado um desembaraço aduaneiro dos produtos médicos e hospitalares. O que isso significa: produtos desse tipo que chegarem ao Brasil serão processados mais rapidamente.

Para quê tudo isso?

As providências anunciadas têm o objetivo de prevenir casos sensíveis – facilitando o benefício para idosos, por exemplo, que são um dos principais grupos de risco, e buscando garantir o abastecimento de produtos de saúde essenciais.

A nota do Ministério da Economia indica que, conforme os acontecimentos forem se desenrolando (e em conjunto com as orientações do Ministério da Saúde), pode adotar novas medidas.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

4.67

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post