Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Organizar as Finanças 5 hábitos com o cartão...

5 hábitos com o cartão de crédito que atrapalham a vida financeira

Atrasar a fatura e pagar apenas o mínimo são dois dos piores erros. Veja o que mais evitar.

Em um cenário ideal, um cartão de crédito é uma ferramenta fantástica: permite organizar os gastos, gera pontos em programas de benefícios e, hoje em dia, é aceito por praticamente qualquer estabelecimento.

O problema? Para a maioria das pessoas, o cenário não é ideal. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou que 62,4% das famílias brasileiras estavam endividadas em março de 2019 – entre elas, o cartão de crédito representava 78% das dívidas.

Diversos  motivos explicam essa  porcentagem tão alta de endividados (a gente explica alguns deles aqui), mas alguns maus hábitos podem ser decisivos para fazer parte dessa estatística. Interrompê-los nem sempre é uma tarefa fácil, mas começar aos poucos é o primeiro passo em direção a uma vida financeira mais saudável.

Hábitos ruins com cartão de crédito

  1. Não ler a fatura
  2. Atrasar o pagamento
  3. Pagar apenas o mínimo e parcelar sempre
  4. Usar o cartão sem estratégia
  5. Não aprender com os erros

Abaixo, veja mais detalhes sobre cada um deles e porquê eles atrapalham as suas finanças.

1. Não ler a fatura do cartão de crédito

Saiba o que você está comprando. Não espere a fatura vencer para pagá-la, mas crie o costume de, ao longo do mês, ler cada item e garantir que sabe de onde ele veio. Essa é uma maneira de monitorar possíveis fraudes e erros, mas também de manter o controle sobre seus gastos e ver se está abusando em algum supérfluo.

2. Atrasar o pagamento com frequência

Pode ser que, vez ou outra, você não consiga pagar sua fatura no dia. Se for um caso isolado ou uma emergência, organize-se para realizar o pagamento o quanto antes – lembre-se que, além dos juros do rotativo, há também a multa por atraso (você pode ver as taxas do Nubank de maneira bem clara aqui).

Se perder a data de vencimento da fatura tiver virado um hábito, busque entender o que está acontecendo: faça um alarme mensal se for esquecimento, mude a data de vencimento se não estiver compatível com suas possibilidades de pagar, tente entender como priorizar essa conta. Os juros são muito altos para aparecerem todos os meses.

3. Pagar apenas o mínimo e/ou parcelar a fatura com frequência

Pagar apenas o mínimo e parcelar a fatura tambérm são eventualidades que podem acontecer – o problema é transformá-los em hábitos. Se não tiver possibilidade de cobrir o valor total, o ideal é pagar o máximo possível para que os juros sejam aplicados a uma quantia menor. E manter uma organização desta dívida é essencial para não acabar gerando uma bola de neve a perder de vista.

4. Usar o cartão de crédito sem estratégia

O cartão de crédito não deve ser um empurrador de despesas. Quem faz seus gastos com a ideia de que é melhor não sentir o peso agora costuma esquecer terá que lidar com esse “empréstimo” no futuro. Sem planejamento, é muito fácil cair nas ciladas dos itens acima. O cartão de crédito deve, portanto, ser usado com planejamento: saiba quais tipos de gastos precisará fazer nele para não ter grandes surpresas no fim do mês.

5. Não aprender com os erros

Imprevistos acontecem, sejam eles emergências pontuais ou desorganização. O essencial, novamente, é que isso não se torne a rotina. Se você contraiu uma dívida no cartão de crédito, negocie, entenda como chegou nesta situação e desenvolva estratégias para não cair nela de novo. A saúde financeira, afinal é construída no dia a dia.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.