Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Organizar as Finanças Como não perder a mão ...

Como não perder a mão do orçamento durante a Black Friday

Na Black Friday, o excesso de ofertas faz com que muita gente perca o controle de suas despesas. Damos dicas para controlar o orçamento nesse período.

Conforme o segundo semestre avança, duas coisas aparecem na sua vida:

  • Panetone nas prateleiras do supermercado;
  • Gastos de fim de ano.

Nesse segundo caso, a largada é dada oficialmente em novembro, com a Black Friday. De repente, sua caixa de e-mail fica lotada de promoções, as vitrines nas ruas são cobertas por porcentagens gigantes e aquele tênis caro que você viu uma vez na vida não para de aparecer nos seus links patrocinados.

Para algumas pessoas, esse é um período muito vantajoso. Dá para juntar dinheiro ao longo do ano e quitar à vista com o desconto ou até economizar em algo que precisaria comprar de  qualquer jeito. Mas esse não é o caso de quem tende a se endividar – dependendo da sua situação, a Black Friday pode ser um empurrão a mais na perda do controle financeiro

Se isso te contempla, calma: a gente dá, a seguir, algumas dicas de como sobreviver a essa Black Friday sem perder a mão do orçamento.

Leia mais:
Como preparar seu cartão de crédito para a Black Friday
4 golpes e ciladas para fugir na Black Friday

1. Avalie sua situação financeira

Antes de decidir o que (e se) vai comprar na Black Friday, você deve olhar para suas finanças e refletir se este é um bom momento para gastar. Não caia na história de que, já que a situação está meio ruim, não é uma comprinha a mais que vai piorar – acredite, perder a mão de uma dívida é muito, muito fácil.

Isso dito, não vamos dizer “não compre na Black Friday de jeito nenhum”. Se você examinou suas despesas atuais e decidiu que quer fazer uma compra, é hora de tomar algumas precauções para aproveitar esse momento de uma forma sustentável.

2. Estabeleça um orçamento

Com as finanças organizadas, é hora de decidir o máximo que você pode gastar. Faça esse cálculo levando em conta não apenas seu limite do cartão de crédito, mas também as parcelas que você tem em aberto, acordos que esteja pagando e despesas dos próximos meses – afinal, a Black Friday vem logo antes das dezenas de amigos secretos, happy hours e presentes que aparecem em dezembro.

Com isso em mente, estabeleça um teto de gastos que você conseguirá pagar com sua renda prevista.

3. Tenha um objetivo claro

Tem algo específico que você quer comprar ? Um produto, uma passagem aérea, um serviço que você namora há tempos? A Black Friday pode ser a oportunidade de conseguir. Tenha em mente, então, que é isso que você vai comprar e faça a promessa de não gastar por impulso com qualquer oferta interessante que apareça.

Importante: não é porque um item entrou na sua lista de compras que você deve comprá-lo. Se o celular que você quer caiu de R$ 6000 para R$ 1000, mas você só pode pagar R$ 700… Há outros celulares. Pense muito bem antes de estourar o orçamento. Não importa o tamanho do desconto, o que importa é se você consegue pagar a porcentagem restante.

4. Pesquise, pesquise, pesquise

Já comece, desde cedo, a comparar os preços da sua compra em várias lojas. Alguns sites, como Zoom e Buscapé, ajudam a pesquisar e traçar gráficos históricos do valor do produto – olho aberto para não cair em uma das mais famosas ciladas da Black Friday, a do preço que vai aumentando gradualmente para fingir que o desconto é alto.

5. De olho no Natal

Algumas pessoas aproveitam a Black Friday para antecipar os presentes de Natal. Você até pode fazer isso – contanto que, de novo, tenha os gastos mapeados e saiba que conseguirá arcar com eles. Essa é uma tática que só vale a pena, também, para quem é bom de se planejar. Se você acha que, chegando mais perto do Natal, não vai resistir a comprar mais, melhor não aumentar esse gasto agora.

6. Desative seus e-mails de ofertas

Sabe aquela loja que vive te mandando sugestão de compra? Pode acreditar que ela vai começar a bombardear sua caixa de mensagens com promoções “imperdíveis”. O apelo psicológico é muito forte para fazer com que você sinta que está perdendo algo ao não comprar. Desative esses e-mails para não cair na tentação – você pode sempre assinar mais tarde de novo.

7. Na dúvida, não compre

Não é exatamente o produto que você queria, o preço não está lá aquelas coisas, você não tem 100% de certeza que vai conseguir pagar? Não compre. Essa não é a última Black Friday, nem o último período de descontos, nem o último produto. Você terá outras oportunidades de fazer essa compra. Tome um ar, pense bem e, a não ser que esteja totalmente certo de que você quer isso, deixe para depois.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter