Pular navegação

Golpe da conta bloqueada: como se proteger da falsa central de atendimento

O golpe da conta bloqueada acontece quando um criminoso convence a vítima de que há algo de errado com a conta bancária dela e exige dinheiro para solucionar o problema. Entenda.

Ilustração em preto, branco e roxo de uma mão segurando uma plaquinha de atenção, com um ponto de exclamação ao centro dela.

Você recebe uma mensagem de uma suposta central de atendimento do seu banco dizendo que há um problema com a sua conta e que ela está bloqueada temporariamente. Ao continuar a conversa, o falso atendente diz que a conta será liberada após um procedimento de teste. 

Nisso, ele te convence a fazer um Pix, que teoricamente será estornado depois, para garantir que tudo voltou ao normal. O golpe da conta bloqueada parece novo, mas na verdade ele usa táticas de persuasão e engenharia social que são velhas conhecidas. Entenda, abaixo, quais são os riscos e como se proteger.

Como funciona o golpe da conta bloqueada?

Esse golpe se assemelha ao da falsa central de atendimento, que é quando um cliente é convencido de que há algo de errado com a sua conta bancária e entrega, sem nem perceber, informações sensíveis como a própria senha ou até mesmo dinheiro para os criminosos. 

No golpe da conta bloqueada, depois de abrir o contato, o fraudador alerta a vítima sobre um suposto bloqueio e pede que ela realize uma série de ações no app para recuperar o acesso. 

Mas, em vez de se tratar de um bloqueio legítimo, tudo não passa de uma armação: com o alerta falso, os golpistas enganam o usuário com mensagens que causam pânico e despertam o senso de urgência. 

Durante a conversa, esses criminosos fazem de tudo para que você caia na armadilha, trazendo informações como seu nome e data de nascimento, por exemplo, para deixar o golpe com uma cara mais real. 

SMS e telefones falsos

Sabe aqueles números de cinco ou seis dígitos que costumam aparecer em mensagens de empresas via SMS? Também é comum que, em vez de uma ligação, os golpistas enviem mensagens de texto para as vítimas a partir de números como esse. 

A mensagem é quase sempre a mesma: há o nome do banco em que você é correntista e uma informação alarmista dizendo que um empréstimo foi autorizado ou que uma transação de Pix suspeita foi feita no seu nome. O detalhe é que, ao final, a mensagem indica um número de contato iniciado em 0800 e pede para que a própria vítima entre em contato com a instituição.

O problema é que o número fornecido no texto é falso: em vez de cair em um atendimento legítimo, a vítima é levada para uma central de atendimento falsa e corre o risco de ter seus dados financeiros expostos. Essa técnica de falsificação de telefone é chamada de spoofing e, a partir dela, os criminosos conseguem dar uma cara real para números falsos. 

No caso do Nubank, os telefones de atendimento oficiais são 4020 0185 e 0800 591 2117.

Como me proteger do golpe da conta bloqueada?

O melhor jeito de se proteger é prestando bastante atenção nos sinais de que há algo de errado. Aqui vão algumas dicas:

  • Desconfie sempre de qualquer ligação: lojas, bancos e outros prestadores de serviços nunca vão te pedir informações como a sua senha durante uma chamada de telefone;
  • Conheça os canais oficiais do seu banco: é importante que você conheça os canais de atendimento oficiais do seu banco. Desse modo, fica mais fácil identificar números de telefones falsos; 
  • Desconfie de mensagens de texto via SMS: se você recebeu uma mensagem SMS com o nome do seu banco dizendo que há algo de errado com a sua conta, desconfie. Caso ela tenha um número de contato iniciado em 0800 com um complemento que você desconhece, não ligue. Ao invés disso, abra contato direto com o banco por outro canal de atendimento, como o chat no app ou e-mail;
  • Também não é normal que um banco te peça para fazer um Pix em troca de algum serviço;
  • Na dúvida, não faça nada até ter certeza de quem está do outro lado da linha;
  • Se você receber uma mensagem de bloqueio, entre em contato com o seu banco por meio de um canal oficial e espere orientações do time de atendimento. No caso do Nubank, nossos canais de atendimento são o chat do app, os telefones 4020 0185 e 0800 591 2117, além do e-mail meajuda@nubank.com.br
  • Mesmo que você tenha recebido alertas reais sobre transações suspeitas, nunca faça Pix ou outras transações no seu app com base em uma ligação supostamente recebida pela sua instituição. Nestes casos, o ideal é buscar proativamente por ajuda em um dos nossos canais oficiais;
  • Não baixe nenhum app fora da loja oficial do seu celular, nem clique em links suspeitos. Em geral, links e apps estranhos podem carregar malwares e vírus nocivos para o seu aparelho e seus dados;
  • Proteja suas senhas, não só as do app do banco mas também a do e-mail de recuperação que está vinculada à conta. Troque essa senha com frequência e, quando possível, use autenticação de dois fatores.

Sua conta do Nubank está segura

O Nubank é uma das maiores instituições financeiras do Brasil e há 10 anos trata a segurança dos clientes como uma prioridade. 

O app e todos os outros serviços financeiros do Nubank são protegidos com sistemas avançados de segurança, que envolvem  criptografia, limitação de acessos, autenticação de dois fatores, reconhecimento biométrico, inteligências artificiais e machine learning.

Além disso, nosso sistema tem ferramentas que você pode ativar (como o Modo Rua) e outras que funcionam em silêncio (como as Defesas Inteligentes e o Alerta de Golpes), atuando nos momentos em que você nem percebe que está em risco.

Por isso, se você suspeita que há algo de errado ou foi abordado por alguém te informando de algum risco, o melhor a se fazer é encerrar a chamada e procurar ativamente por atendimento em um dos nossos canais oficiais. 

Você pode tentar por quatro canais: os telefones 4020 0185 para capitais e regiões metropolitanas e o telefone 0800 591 2117 para demais localidades, o e-mail meajuda@nubank.com.br e o chat do aplicativo.

E lembre-se: Nubank nunca liga ou envia mensagens para solicitar que você compartilhe sua senha, token ou código de segurança. Também não pedimos para que os clientes realizem alguma operação como baixar um app, efetuar um reconhecimento facial ou até mesmo enviar um Pix para desbloquear a conta ou anular outra transação. Se alguém te pedir por isso, tome cuidado: é golpe.

Leia também: 

Nunca confie em alguém que te manda instalar algo no celular: é golpe

Novos golpes? Descubra como os criminosos têm dado uma outra cara para golpes antigos

O que é o golpe da falsa central de atendimento?