Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Dicionário Financeiro Qual a diferença entre D...

Qual a diferença entre DDA e débito automático?

Apesar dos nomes parecidos, os sistemas são bem diferentes – e entender isso é essencial para saber quando e como utilizar cada um.



Na hora de buscar soluções que facilitem o controle das contas a pagar, duas opções conhecidas são o DDA, Débito Direto Autorizado, e o DA, Débito Automático. Mas não se deixe enganar pelos nomes parecidos: os dois sistemas são bem diferentes, e entender isso é essencial para saber quando e como utilizar cada um.

Basicamente, o DDA permite visualizar em um único lugar os boletos de cobrança a pagar, já o débito automático realiza o pagamento das contas cadastradas de forma automatizada (e cada sistema funciona para tipos de contas diferentes).

Abaixo, veja como funcionam o DDA e o débito automático e quais as diferenças entre eles.

O que é DDA, o Débito Direto Autorizado?

Criado em 2009, o DDA é um sistema que permite acessar de forma eletrônica (app, internet, telefone, caixa eletrônico ou outros canais da instituição financeira) os boletos de cobrança emitidos em nome de uma pessoa (física ou jurídica).

Com isso, sempre que um novo boleto for emitido, a pessoa será avisada pela instituição financeira e poderá autorizar o pagamento da cobrança utilizando o saldo da conta – por isso o nome Débito Direto Autorizado.

Quais contas podem ser incluídas no DDA?

Basicamente, podem ser incluídos no DDA os boletos de cobrança, como de condomínio, escola, faculdade, plano de saúde, entre outros. 

Contas de serviços públicos, como água e luz, e arrecadação de tributos, como o IPTU, não podem ser incluídos no DDA, pois não são do tipo boleto de cobrança.

Como funciona o DDA?

Para usar o DDA, a pessoa precisa se cadastrar como “sacado eletrônico” (o nome formal para pagador) em uma instituição financeira em que ela tem conta e que oferece o Débito Direto Autorizado aos seus clientes (o Nubank ainda não oferece esse serviço).

Então, sempre que empresas emitirem cobranças em seu nome, será possível visualizá-las por meio do app, internet banking, caixas eletrônicos e outros canais da instituição financeira onde você cadastrou o DDA. 

Vale dizer que também é possível visualizar cobranças que não estão em seu nome, mas que são de sua responsabilidade (como o boleto da faculdade dos filhos ou o plano de saúde dos pais).

Para isso, a pessoa para quem a cobrança foi emitida originalmente (como o filho, no caso da faculdade) precisa autorizar o DDA no nome de quem vai pagar a conta.

O que é débito automático?

Débito automático é um serviço oferecido por bancos e outras instituições financeiras para quitar automaticamente contas recorrentes usando o saldo em conta do cliente. Com isso, o responsável pela conta não precisa fazer o pagamento de forma manual todos os meses.

Quais contas podem ser pagas com débito automático?

De forma geral, o débito automático pode ser utilizado para quitar contas de serviços públicos e alguns tributos. Os exemplos mais comuns são luz, água, gás, telefone, internet e o IPTU.

Como funciona o débito automático?

O débito automático funciona como um meio de pagamento automatizado para contas frequentes. Em vez de pagar o boleto de forma manual, a pessoa autoriza o débito automático e a instituição financeira faz o pagamento automaticamente todos os meses usando o saldo da conta.

Para usar o débito automático, é necessário ser cliente de uma instituição financeira que oferece esse serviço (como o Nubank) e ter alguma conta mensal que permita essa forma de pagamento – como de água, luz e gás.

Depois, é só cadastrar a conta em débito automático e garantir que tenha saldo suficiente para quitar o boleto no dia do vencimento.

Saiba tudo sobre o débito automático do Nubank

Qual a diferença entre DDA e débito automático?

De forma resumida, o DDA, Débito Direto Autorizado, permite visualizar em um único lugar os boletos a pagar, já o débito automático realiza o pagamento das contas cadastradas de forma automatizada. Além disso, cada sistema funciona para tipos diferentes de contas.

Para ficar mais fácil de visualizar essas diferenças, veja a tabela abaixo:

O que fazContas permitidasComo funciona
DDA (Débito Direto Autorizado)Permite visualizar no app, internet banking e outros canais eletrônicos todos os boletos de cobrança que uma pessoa tem para pagar. Boletos de cobrança, como de condomínio, escola, faculdade e plano de saúde.Ao se cadastrar no DDA, a pessoa consegue visualizar os boletos a pagar e, se quiser, autorizar o pagamento utilizando o saldo da conta.
Débito automáticoRealiza o pagamento automático de contas mensais utilizando o saldo da conta.Contas de serviços públicos e alguns tributos, como água, luz, telefone, internet e IPTU.Ao cadastrar uma conta em débito automático, o pagamento é realizado automaticamente com o saldo da conta no dia do vencimento.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

5

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post