Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Como economizar dinheiro...

Como economizar dinheiro: 4 dicas para quem usa cartão de crédito

Veja alguns cuidados para não perder o controle do orçamento (e nem das compras parceladas)

A receita básica de como economizar dinheiro não tem lá muitos segredos: é preciso gastar menos do que se ganha. Na prática, no entanto, essa fórmula não é tão simples de seguir. Existem diversos motivos que dificultam a vida de quem está tentando economizar – e um deles é fazer mau uso do cartão de crédito.

Em 2018, três em cada 10 brasileiros não sabiam o quanto haviam gastado no cartão de crédito em um único mês, aponta uma pesquisa da CNDL com o SPC Serasa; outra pesquisa, da mesma instituição, mostrou que 48% dos usuários de cartão de crédito foram negativados por não pagarem a fatura.

Existe uma explicação por trás disso: um estudo de economistas norte-americanos sobre o uso do cartão de crédito descobriu que pessoas comprando no crédito estão propensas a gastar duas vezes mais por um mesmo item.

Por quê? De acordo com o estudo, usar um cartão de crédito em vez de dinheiro — particularmente em itens com um valor difícil de especificar, como ingressos — de alguma forma atrapalha nosso julgamento e nos leva a gastar mais do que planejamos.

Veja abaixo algumas dicas de como usar o cartão de crédito com responsabilidade – elas valem para qualquer um que deseja organizar melhor as finanças, mas são especialmente importantes se o seu objetivo é economizar dinheiro.  

1. Pagar o valor total da fatura

A grande vantagem do cartão de crédito é poder fazer compras ao longo do mês e só desembolsar o valor no pagamento da fatura. Por outro lado, sempre que existe algum tipo de atraso, são cobrados juros.

Por isso, um dos maiores erros de quem usa cartão de crédito é pagar apenas o mínimo e deixar valores em aberto rolando mês após mês.

Evite entrar em dívidas com seu cartão de crédito: gastar dentro do limite de sua renda mensal e pagar integralmente a fatura do cartão mês após mês são boas maneiras de evitar dívidas.

Quer saber mais? Entenda como funciona o parcelamento do cartão de crédito.

2. Não atrasar o pagamento da fatura

Além de pagar sua conta na íntegra, é preciso também pagar a fatura em dia – caso contrário, podem ser cobradas multas por atraso e juros do crédito rotativo.

Pagar em atraso também afeta sua pontuação de crédito, já que ela é baseada, em parte, no seu histórico de pagamento.

Por isso é importante ter controle sobre as datas de vencimento da fatura de seus cartões de crédito – e também de suas demais contas.

Defina lembretes mensais no celular para lembrar do pagamento.  Outra opção, se você já tem maior controle sobre suas finanças, é ajustar as configurações da sua conta para que sua fatura seja paga automaticamente em um determinado dia do mês, por meio do débito automático.

3. Acompanhar seus gastos

Quanto você pode gastar por mês no cartão? Quanto já gastou até agora? Quanto limite ainda resta até o dia do fechamento da fatura? Quanto já passou no débito esse mês?

Conferir sua fatura do cartão de crédito com frequência — pelo menos uma vez por semana — é um hábito que pode ajudar bastante  a manter o controle financeiro.

Checar as atividade da sua conta também pode ajudar a identificar quais gastos são dispensáveis e podem ser cortados.

A maioria dos cartões de crédito, como o Nubank, oferece aplicativos para checar os gastos ao longo do mês.

4. Pagar apenas por programas de recompensa que valem à pena

Os programas de pontuação de cartão de crédito têm uma lógica simples: fazendo compras no cartão, você acumula pontos que podem ser convertidos em produtos, serviços e até descontos.

No entanto, a grande maioria dos programas possui um custo – seja uma mensalidade separada ou um valor incluído na anuidade cobrada por muitos cartões.

Para conseguir medir quais as vantagens reais de cada programa – e evitar pagar por vantagens que nunca são usadas – é preciso prestar atenção às características de cada um deles e entender se elas fazem sentido para o seu perfil:

  • Custo: existe alguma anuidade cobrada para participar do programa?
  • Pontos: qual é a taxa de conversão de gastos para pontos? Ou: quanto dinheiro gasto equivale a um ponto?
  • Resgate: como é possível aproveitar os pontos? É preciso usar outras plataformas para convertê-los em vantagens? Qual é a taxa de conversão dos pontos em benefícios?
  • Prazo: qual é a validade dos pontos? Eles expiram? Em quanto tempo?
  • Moeda: qual moeda é considerada para a taxa de conversão? Alguns programas utilizam o dólar e, outros, o real.

Veja mais sobre como funcionam programas de pontuação e milhagem de cartão de crédito.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter
  • Juliana Aparecida Pires
    29 de maio de 2019, 15h17
    Não tenho cartão de crédito Nubank, mas possuo a Nuconta e até o momento tem me agradado muito. Mas em relação a essas dicas, são de extrema utilidade e vindo de um banco mostra o quão transparente ele é e o quanto se preocupa com a saúde financeira de seus clientes. Vocês estão de parabéns!
    • Débora
      23 de maio de 2019, 23h00
      Gosto muito do NUBANK sempre resolvem meus problemas rapidinho e sem longas filas haha....<3
      • Jéferson
        17 de maio de 2019, 16h27
        Escrevendo só pra dizer que é um prazer ser cliente de um “banco” que “manda os clientes pagarem o valor total da fatura”. É incrível! A maioria do “mercado” está aí adorando que as pessoas atrasem e paguem o “mínimo”, só pra ganhar mais dinheiro com juros e outros produtos financeiros. Parabéns, Nubank, por ter valores.