Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Como e o que comprar na ...

Como e o que comprar na Black Friday?

Entre os itens que costumam ter ótimas ofertas durante a Black Friday, estão vestuários, eletrodomésticos e eletrônicos. Saiba como aproveitar os descontos.



imagem de quatro etiquetas de preço brancas sobre um fundo rosa claro

Novembro chega e com ele a percepção de que o ano está, de fato, chegando ao fim. Com isso, muita gente já começa a fazer planos: presentes de Natal, viagem de férias, confraternizações entre amigos e familiares… Porém, antes de dezembro tem ela, a Black Friday.

A Black Friday é uma data internacional conhecida por ofertas e promoções atraentes – muito maiores do que o normal. A data surgiu nos Estados Unidos no início dos anos 2000, mas existe com mais força no Brasil desde 2010 e, neste ano de 2021, ocorre em 26 de novembro. 

Ganhe controle sobre suas finanças: assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo.

Mas, você sabe o que vale a pena comprar na Black Friday? Sabe no que deve ficar atento ao adquirir um produto? Será que o item que você deseja está mesmo mais barato? Abaixo, veja como aproveitar os descontos.

O que vale a pena comprar na Black Friday?

A Black Friday acontece na última sexta-feira do mês de novembro e, para se ter uma ideia dos itens que podem oferecer bons descontos, vale olhar para os números da edição de 2020. Não é garantia, mas eles podem significar que as boas ofertas se repitam em 2021.

No ano de 2020, itens como celulares, eletrodomésticos, cosméticos, roupas e acessórios foram as categorias mais adquiridas pelos consumidores, segundo estudo da Behup

Em 2019, segundo pesquisa da plataforma Promobit, os produtos que mais valeram a pena comprar na data foram os livros e e-books (média de 77% de desconto), eletrodomésticos (média de 51% de desconto) e  artigos de informática (com 42% de desconto, em média).

Ainda em 2020, para ajudar os consumidores na escolha dos produtos com descontos significativos na Black Friday, a Confederação Nacional do Comércio (CNC) estudou a variação de preços no decorrer de 40 dias seguidos, encerrados em 15 de novembro – cerca de duas semanas antes de o evento começar. 

O resultado da análise apontou que, entre os itens com maiores ofertas estavam: consoles de videogame, notebook, calça masculina, smart TV Box, tênis, entre outros. 

E o que pode não valer a pena?


Segundo dados da CNC de 2020, produtos que não sofreram tanta variação nos preços e, portanto, não ofereceram bons descontos, estavam: bicicleta, colchão, camisas de clubes de futebol, móveis para cozinha.

Por isso, vale ressaltar que nem sempre os produtos mais desejados são aqueles com os melhores descontos. Para conseguir as melhores ofertas, veja as dicas a seguir.

Como comprar na Black Friday?

Parece que os consumidores não estão, assim, tão animados para a edição 2021 da Black Friday. Segundo dados da pesquisa do Reclame Aqui, divulgada no mês de setembro, 79,5% dos entrevistados revelou que não pretende comprar na data. Os principais motivos citados foram que “na Black Friday não há promoções de verdade” e que “tudo está muito caro por conta da pandemia”.

Os 66,1% que pretendem fazer compras durante o período de promoções já vem monitorando os preços dos produtos para aproveitar as ofertas da melhor  maneira. Os itens de maior desejo são eletrônicos, smartphones, roupas, calçados, notebooks ou tablets e linha branca de eletrodomésticos.

Seja em loja física ou online, para já se preparar, economizar e evitar cair em ciladas, fique atento a essas dicas:

1. Busque o histórico de preços do produto

Sites como o Zoom e Buscapé rastreiam os preços anteriores que determinado produto já teve. Ou seja, quanto o preço subiu, diminuiu ao longo do tempo, o maior e menor preço que já teve, etc. Ao observar o histórico de preços, é possível identificar se a oferta da Black Friday é real mesmo e se vale a pena considerando o preço normal do produto.

2. Verifique a reputação do site ou loja

A reputação da loja pode dizer muito sobre como serão suas ofertas na Black Friday e até mesmo se elas são reais. O Reclame Aqui faz, anualmente, um balanço das reclamações da Black Friday e aponta quais foram as lojas que mais receberam reclamações, além do motivo de cada uma. Observar as reclamações em anos anteriores é uma boa estratégia. 

3. Fique atento ao frete

Pode acontecer de um produto ter descontos e o preço estar mais barato na Black Friday, mas, na hora de finalizar a compra, o frete estar maior que a média e o normal. Desconfie do valor do frete e compare com o que é cobrado em outras lojas online. 

4. Pesquise em outras lojas

Compare os preços de um mesmo produto em lojas diferentes, inclusive aquelas que não oferecem descontos da Black Friday, para saber se realmente existe desconto sobre o preço original. 

5. Atenção ao prazo de entrega

Ficar de olho no prazo de entrega é importante. Às vezes, as lojas podem demorar mais do que o normal para realizar a entrega e, neste caso, será que os descontos realmente compensam? 

Cuidados na hora de comprar online durante a Black Friday

O número de tentativas de golpe aplicadas pela internet aumentou em quase 400% desde 2019, de acordo com o relatório “2020 – O Ano em Resumo” publicado pela Apura, empresa especializada em Segurança Cibernética e Investigação em Meios Digitais, . Em épocas como a Black Friday, pode ser fácil cair neles. Por esse motivo, é importante prestar atenção na ao escolher realizar suas compras pela internet.

  • Link: Viu uma oferta, anúncio ou notícia que te interessou? Cuidado com o link. Se estiver em dúvida, entre no site oficial da instituição financeira pelo seu navegador e confirme as informações por lá;
  • Baixar aplicativo: Baixe apps apenas pelas lojas oficiais e nunca instale nada no seu celular a partir de um link. Verifique também o nome correto do aplicativo para não fazer o download de um app falso;
  • Sites não recomendados: O Procon disponibiliza uma lista de sites não recomendados que devem ser evitados pelos consumidores. No site www.consumidor.gov.br, do Ministério da Justiça, também é possível verificar quais são as reclamações já feitas sobre lojas e sites. Antes de realizar sua compra, vale ver quais foram os problemas que outros consumidores enfrentaram.

Uso do cartão virtual na Black Friday

Na Black Friday 2020, 37% das compras online foram feitas com cartão de crédito virtual, de acordo com levantamento do Nubank. O aumento do uso do cartão virtual nesta data está relacionado a maior preocupação do brasileiro com a segurança das suas transações financeiras e a proteção de dados, já que essa é uma opção mais segura para uso exclusivo em compras pela internet.

Nubank agora permite ter mais de um cartão virtual ao mesmo tempo

Leia também:

4 táticas que as marcas usam para te induzir a comprar na Black Friday

Black Friday: 3 dicas para comprar de sites chineses

Vale a pena pedir empréstimo para a Black Friday?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.2

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post