Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Investimentos Ações são investimentos ...

Ações são investimentos de renda fixa ou renda variável?

Resposta rápida: renda variável. Mas é importante entender como elas funcionam e quais os riscos na hora de investir.



Ao dar o primeiro passo para entrar no mundo dos investimentos, é normal que surjam algumas dúvidas na hora de investir e aplicar o seu dinheiro. Dentro desse universo, as ações estão entre as aplicações mais famosas, mas também tendem a gerar muitas dúvidas. Afinal, ações são investimentos de renda fixa ou renda variável?

Então, a resposta direta é: ações são investimentos de renda variável. Mas o que isso significa na prática? E quais cuidados os investidores devem tomar antes de decidir investir nelas?

O que são ações?

Começando do início: ações são títulos que representam uma pequena parte de uma companhia. Ou seja, são como pequenos pedaços das empresas que uma pessoa pode comprar.

Ao adquirir uma ação, o investidor se torna sócio da empresa que emitiu esse ativo, podendo receber parte dos lucros da companhia (os chamados dividendos) ou até mesmo arcando com eventuais prejuízos.

As ações de uma empresa são comercializadas na Bolsa de Valores. Para um investidor comprar ações na Bolsa, a empresa precisa ter um registro de Sociedade Anônima de Capital Aberto na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que é o órgão estatal responsável pela fiscalização e regulação do mercado de valores mobiliários brasileiros. Após o registro, a empresa pode ofertar suas ações e os investidores podem comprá-las.

Compreendendo melhor o assunto, dá para entender mais facilmente se as ações são investimentos de renda fixa ou renda variável.

Renda fixa e renda variável: o que são?

Renda fixa e renda variável são classificações de investimento de acordo com a forma como eles rendem. De forma simplificada, os investimentos de renda fixa têm uma remuneração ou retorno financeiro previsto no momento da aplicação. Os de renda variável não têm retorno previsível.

Ou seja, na renda fixa o investidor consegue prever a rentabilidade antes de aplicar seu dinheiro, pois ela é atrelada a um índice. Na renda variável, isso não é possível. Por conta disso, a renda variável costuma ter mais risco – e, no mundo dos investimentos, mais risco pode significar também mais rentabilidade.

Investimentos de renda fixa normalmente são mais conservadores, por não terem tantos riscos. Alguns dos produtos famosos desse tipo são Tesouro Direto, CDB, LCI e LCA.

Os investimentos em renda fixa podem ser pré-fixados (é possível saber o retorno exato da aplicação antes de investir) ou pós-fixados (o rendimento está atrelado a índices da economia, e muda de acordo com as mudanças nesse). Existe também o tipo híbrido, que funciona como uma mistura do pré-fixado e do pós-fixado.

Na renda variável, os ativos financeiros não possuem retornos previsíveis. Nesta categoria, ao investir não é possível saber quanto o dinheiro irá render.

Ativos de renda variável podem oferecer bom retorno, mas o investidor também está exposto às oscilações do mercado. É possível que um investimento caia em um momento, suba em outro, e existe sempre a chance de perder dinheiro. Sendo assim, são investimentos mais arriscados e voláteis (com grande variação de preços).

As ações são o tipo de investimento mais conhecido dentro da categoria de renda variável. Outros exemplos de ativos são:

Ação é um investimento de renda variável?

O rendimento das ações sofre oscilações constantes do mercado, podendo subir e descer a todo o tempo. Por não serem atreladas a nenhum índice, as ações são um investimento de renda variável.

Por isso, as ações são consideradas investimentos de risco e para longo prazo. Quem decide investir nelas precisa ter isso em mente. Elas podem oferecer chances de ganhos bem maiores que a renda fixa, mas também têm riscos bem maiores.

As instituições que negociam investimentos (como corretoras de valores, por exemplo) devem sempre aplicar um teste de perfil de investidor em seus clientes. Esse perfil tem a ver com o momento financeiro de cada pessoa: quanto dinheiro ela já tem guardado ou investido, quanto conhecimento de investimentos ela tem, quanto risco topa correr etc.

Entender e respeitar esse perfil é muito importante na hora de investir.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

5

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post