Os golpes mais comuns da Black Friday – e como evitá-los

Promoções falsas, preços que mudam ao confirmar a compra... Nem sempre as ciladas da Black Friday são óbvias, por isso é importante ficar atento.

“De R$ 699 por R$ 399”: essa á uma oferta que você pode encontrar na Black Friday. Mas o preço do produto ou serviço em questão realmente era R$ 699?

1. Promoções falsas – a famosa maquiagem

Embora isso não seja padrão, algumas empresas podem “maquiar” o preço original para fazer as ofertas parecerem mais atraentes.

Uma boa maneira de garantir que você não vai cair nessa na Black Friday é acompanhar o histórico de preços dos produtos que você pretende comprar. Sites como Zoom e Buscapé permitem consultar essa informação.

Ficar de olho no preço que aparece em seu carrinho de compras é essencial: pode acontecer da loja cobrar o valor inteiro no momento de confirmar a compra.

2. Preço que muda ao confirmar a compra (e o frete)

Essa é uma infração dos Direitos de Consumidor e, se perceber algum caso deste tipo, é recomendado abrir uma reclamação no Procon de seu estado.

Além disso, também é importante observar o preço cobrado pelo frete e o prazo de entrega de suas compras. Pode acontecer do valor ser muito mais caro que o normal e o prazo ser muito longo.

É assim que se chama a prática de condicionar a venda de um produto a outro. Um exemplo: só é possível comprar um smartphone se, junto dele, o consumidor adquirir também o seguro para o celular.

3. Venda casada

Isso é proibido pelo Código de Defesa do Consumidor. Portanto, não caia nessa prática.

Se a oferta for boa demais, desconfie: podem estar tentando te enganar.

4. Produto bom demais pra ser verdade

O Procon disponibiliza – e está sempre atualizando – uma lista de sites não recomendados que devem ser evitados pelos consumidores.

No site www.consumidor.gov.br também é possível verificar quais são as reclamações já feitas sobre lojas e sites. Antes de realizar sua compra, vale ver quais foram os problemas que outros consumidores enfrentaram.

Conheça 4 táticas que as marcas usam para te induzir a comprar na Black Friday

👆🏼