Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Produtos Tudo sobre o RDB na NuCo...

Tudo sobre o RDB na NuConta

A nova opção de investimento continua com o rendimento acima da poupança mas conta com cobertura FGC.

A NuConta é a conta digital do Nubank pensada para os dias de hoje: ela não tem tarifas de manutenção, oferece transferências gratuitas para qualquer outra conta e pode ser completamente controlada pelo aplicativo.

Além disso, a NuConta tem mais um detalhe importante: ela tem um rendimento de 100% do CDI. Assim, o seu dinheiro não fica parado e rende a uma taxa maior do que a poupança.

Quando foi lançada, a NuConta oferecia apenas uma forma de rendimento: em títulos do governo. Todo o dinheiro depositado nela era automaticamente aplicado pelo Nubank nesses títulos.

No entanto, a gente quer continuar dando cada vez mais opções aos nossos clientes  – por isso, agora, a NuConta também oferece a opção de aplicação em RDB – os Recibos de Depósito Bancário do Nubank.

Na prática, a nova opção oferece o mesmo rendimento – mas todo o dinheiro colocado em RDB do Nubank tem a proteção do Fundo Garantidor de Créditos – o FGC, que garante até R$250 mil para os clientes.

Ficou confuso acompanhar tantas siglas?

Abaixo, a gente explica em detalhes cada uma delas e o impacto que têm na NuConta.

1.O que é RDB?

RDB, ou Recibo de Depósito Bancário, é o termo técnico para a nova opção de aplicação na NuConta.

Ele é um tipo de investimento de renda fixa de baixo risco. Assim como outros tipos de investimento de renda fixa, o rendimento do RDB também está atrelado ao CDI. Ou seja: ele rende uma porcentagem do CDI.

Ao contrário da conta de pagamentos tradicional, cujo dinheiro fica aplicado em títulos públicos, o valores aplicados em RDB do Nubank podem ser usados pela gente para outras finalidades – como, por exemplo, oferecer empréstimos.

Justamente por poder ser misturado ao nosso patrimônio, essa modalidade de depósito oferece a proteção do FGC – o Fundo Garantidor de Créditos.

2. E o que é o FGC?

O Fundo Garantidor de Créditos (FGC) é uma instituição que protege o dinheiro dos clientes caso aconteça algum problema com a instituição financeira.

O FGC é uma instituição sem fins lucrativos que funciona como um seguro para as instituições. Essa proteção não é cobradas dos clientes.

Na prática, caso alguma coisa aconteça com o Nubank, cada cliente recupera tudo o que tiver aplicado conosco em RDB até R$ 250 mil. Vale ressaltar que valores acima de R$ 250 mil não estão protegidos pelo FGC.

3. Qual é a vantagem do RDB?

Hoje, pouca coisa muda – mas nós sabemos que, para muitos clientes, a proteção do FGC é um reforço de que seu dinheiro está seguro com a gente. Para eles, passar a oferecer proteção do FGC é uma vantagem.

Mas vale reforçar que o dinheiro em títulos públicos também é considerada uma opção muito segura, dado que o dinheiro colocado é separado do patrimônio do Nubank.

Na prática, portanto, depositar o dinheiro em RDB continua garantindo as principais vantagens de sempre da NuConta:

4. O que acontece com o dinheiro depositado em RDB?

Todo o dinheiro depositado na NuConta aparece para os nossos clientes como saldo, no aplicativo (tanto depósitos na conta, em Títulos Públicos, como aplicações em RDB). É possível acompanhar o rendimento dessas aplicações.

Além disso, esse dinheiro fica livre para ser usado quando o cliente quiser.

Ou seja: todo o dinheiro continua visível, disponível e livre para o cliente usar quando quiser. A única diferença é a forma como o Nubank irá aplicar esse dinheiro para poder oferecer rendimento.

5. Como controlar esses dois tipos de depósito?

Como tudo em nossos produtos, essa parte é bem simples: o cliente poderá escolher se quer ou não aplicar na nova modalidade RDB. Uma vez feita essa escolha, todos os novos depósitos serão aplicados em RDB. Se o cliente não aceitar, todos os novos depósitos continuam em títulos públicos.

No dia-a-dia, o cliente continua vendo o saldo e os rendimentos de forma única.

E na hora de usar o dinheiro?

Continua valendo a mesma regra de antes: qualquer valor retirado da NuConta, seja para pagamentos, transferências ou saques, é feito para minimizar os impostos cobrados sobre os rendimentos.

Ou seja: sempre que você movimentar o dinheiro, a NuConta vai automaticamente selecionar a melhor opção para que você pague menos impostos.

Lembrando que o Imposto de Renda e o IOF são dois impostos obrigatórios e cobrados pelo governo. Eles incidem somente sobre o rendimento da NuConta – e não sobre o valor depositado. Quanto mais tempo o dinheiro fica sem ser movimentado, menos imposto é pago.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter
  • Dennio
    17 de junho de 2019, 16h56
    Eu amo vocês 😍😍😍
    • Bruno Feitosa
      17 de junho de 2019, 07h25
      Excelente opção!
      • Rodrigo Augusto
        16 de junho de 2019, 14h40
        Explicação impecável, parabéns! ps: sobrou um S aqui, \"não é cobradas dos clientes.\"
        • Jacirlania
          14 de junho de 2019, 20h28
          Perfeitooooooo. Sempre pensnando nos clientes. Isso é o que é uma conta de verdade. E simples e transparente. Continuem assim dai pra melhor. Pode ser?????😄😄😍😍