Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Dicionário Financeiro Rendimento da poupança:...

Rendimento da poupança: como funciona

Sete em cada dez brasileiros investem na poupança, mesmo que seu rendimento não seja dos melhores.

A poupança é o investimento queridinho dos brasileiros: uma pesquisa da CNDL em parceria com a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) aponta que sete em cada dez brasileiros guardam dinheiro na caderneta de poupança. O que pouca gente sabe, no entanto, é que o rendimento da poupança é um dos mais baixos do mercado. (Post atualizado em setembro de 2019)

Não tem problema: existem opções tão seguras quanto a poupança que trazem mais retorno e são mais vantajosas.

Abaixo, explicamos tudo o que você precisa saber sobre o rendimento da poupança e por que ela não é a melhor opção para o seu bolso.

Qual é o rendimento da poupança?

Esta é a conta para calcular o rendimento da poupança:

Rendimento da poupança = 70% da Selic + TR (Taxa Referencial)

Há anos a Taxa Referencial vem sendo zero (ou próxima disso), portanto, comumente se fala que o rendimento da poupança é 70% da Selic, a taxa básica de juros da economia.

Rendimento da poupança hoje

De janeiro a julho de 2019, o rendimento da poupança mensal ficou em 0,3715% para depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012. Para depósitos até 3 de maio de 2012, o rendimento ficou em 0,5%.

Em agosto, entretanto, o rendimento da poupança caiu para 0,3434% para depósitos feitos a partir de 4 maio de 2012.

Isso aconteceu porque, no dia 31 de julho de 2019, o Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) decidiu cortar a Selic de 6,50% para 6,00% ao ano.

Até o final do ano, entretanto, muita água pode rolar. A expectativa do mercado é que a taxa básica de juros caia ainda mais, o que impactará diretamente no rendimento da poupança. 

Em 18 de setembro de 2019, por exemplo, o Copom cortou a taxa Selic mais uma vez, caindo de 6% para 5,5% ao ano.

Saiba mais sobre o rendimento da poupança em 2019

Rendimento da poupança anual

Veja o rendimento anual da poupança desde 1995, considerando o rendimento absoluto, a inflação do ano e o ganho real.

AnoRendimento absoluto (%)Inflação (%)Ganho real (%)
20184,623,750,84
20176,612,953,55
20168,306,291,89
20158,1510,67-2,28
20147,166,410,71
20136,375,911,43
20126,475,840,60
20117,506,500,94
20106,805,910,94
20097,054,312,63
20087,905,901,89
20077,774,463,17
20068,403,145,10
20059,215,693,33
20048,107,600,46
200311,219,301,75
20029,2712,53-2,90
20018,637,670,89
20008,325,972,21
199912,768,943,50
199815,161,6513,28
199716,855,2211,05
199616,349,569,19
199540,3822,4114,69

Fonte: Banco Central

Conta poupança ou caderneta de poupança?

É importante explicar que o termo “poupança” pode estar relacionado tanto à conta poupança quanto à caderneta de poupança – diferentes, apesar de parecidas.

A caderneta de poupança é um investimento de baixíssimo risco controlado pelo governo federal para arrecadar recursos. Já a conta poupança é oferecida pelos bancos para que os correntistas possam aplicar na caderneta.

É exatamente por ser controlada pelo governo federal que há tão pouco risco – o que também explica o rendimento da poupança ser igualmente baixo.

Como o rendimento da poupança é calculado?

Como explicamos acima, o rendimento da poupança está ligado a duas taxas no mercado brasileiro: a Selic e a Taxa Referencial (TR).

Atualmente, o rendimento da poupança está fixado em 70% da Selic + TR e a liquidez do investimento é diária. Isso significa que você pode sacar os valores que investiu a qualquer momento.

Mas atenção: apesar de ter liquidez diária, existem datas específicas para sacar os valores investidos na poupança com todos os seus rendimentos – o aniversário da poupança.

O que é aniversário da poupança?

Na poupança, o rendimento é recebido a cada 30 dias, quando os depósitos fazem aniversário. Se alguma quantia for retirada antes da data de aniversário, perde-se o rendimento do período.

Por exemplo, se você investir na poupança no dia 10 de um mês e sacar no dia 9 do mês seguinte, perderá todos os rendimentos do período, pois não completou o aniversário da poupança. Mas, se sacar no dia 10, o valor já incluirá os tais rendimentos.

Tem mais: os valores investidos nos dias 29, 30 e 31 terão como data de aniversário oficial o dia 1º do mês seguinte.

Outros investimentos de renda fixa, como o CDB e Tesouro Direto, podem permitir que você saque a qualquer momento, garantindo os rendimentos até o momento do saque – mas é sempre importante checar antes a liquidez de cada um.

Poupança e inflação

A inflação é uma velha conhecida dos brasileiros. De forma resumida, ela indica o aumento dos preços de uma série de produtos e serviços importantes no dia a dia das pessoas.

Na prática, a inflação faz com que seu dinheiro perca valor, já que ele não acompanha as altas nos preços. Uma inflação alta demais também distorce os preços – as pessoas perdem a noção de referência e têm dificuldade de acompanhar o que está barato ou caro. 

E o que o rendimento da poupança tem a ver com a inflação?

O dinheiro parado naturalmente perde valor por causa da inflação. No início do ano, uma nota de R$100 comprava uma série de produtos; ao final do mesmo ano, essa mesma nota comprará um pouco menos do que antes. Essa desvalorização acontece devido à variação da inflação.

Isso significa que o consumidor ganha mais (ou perde menos poder de compra) escolhendo investir seu dinheiro em vez de deixá-lo parado em uma conta corrente tradicional.

Vale a pena investir na poupança?

O rendimento da poupança é a melhor opção?

Resumindo tudo que falamos até agora: a poupança é um investimento seguro, com risco quase zero e que permite que os saques sejam realizados a qualquer momento, mas não vale a pena investir nela.

Existem dois principais motivos para a poupança não ser vantajosa:

  • O fato do rendimento ser creditado somente no “aniversário da poupança”, 30 dias depois do depósito. Ou seja: existe uma data específica, todo mês, em que o rendimento dos últimos dias 30 fica disponível.

    Você pode, sim, sacar antes desse prazo, mas perderá os rendimentos do período. Vale lembrar que as aplicações realizadas nos dias 29, 30 e 31 de cada mês terão como data de aniversário sempre o dia 1°.
  • Existem, além da poupança, outras opções de investimentos tão seguras quanto ela e com rentabilidade maior, como CDBs, títulos do Tesouro Direto e a NuConta, a conta digital do Nubank.

Além de render mais do que a poupança (100% do CDI) e oferecer liquidez diária (o seu dinheiro fica livre e rende todos os dias), a NuConta não tem tarifas de manutenção e tem transferências ilimitadas para qualquer instituição financeira.

Saiba tudo sobre a NuConta, a conta digital do Nubank

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.