Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Como o real desvalorizad...

Como o real desvalorizado afeta o seu bolso?

Dólar alto não impacta só quem vai viajar: seu mercado, seu aluguel e seu custo de vida no geral podem ficar mais caros.



A maior parte das 30 moedas mais negociadas do mundo se desvalorizou em relação ao dólar em 2020 – e o real teve a pior perda de todas.

“Ah, mas eu não vou viajar nem invisto em dólar“. Pode até ser, mas essa desvalorização ainda assim impacta seu bolso. A gente explica.

O que significa real desvalorizado?

Quando se fala em valorização ou desvalorização do real, geralmente é em relação ao dólar – como a moeda norte-americana é referência na economia, a cotação do real em relação ao dólar é um sinal do quanto a moeda está valendo.

E quem achava o câmbio ruim no fim de 2019 mal tinha ideia de como ele estaria quase um ano depois: em 9 meses, o real perdeu 28% do seu valor perante o dólar. Hoje, o comercial está em aproximadamente R$5,60 – em seu momento mais desvalorizado, chegou a bater os R$5,90.

O movimento foi mundial. Muitos países viram suas moedas se desvalorizarem em meio à crise causada pela pandemia – os piores, junto ao Brasil, foram Turquia (-24,8%), Argentina (-22,3%) e Rússia (-19,5%), segundo a Fundação Getúlio Vargas.

Por que essa queda?

A pergunta principal, na verdade, é por que o dólar sobe em momentos de crise. Basicamente, ele é o que se chama de moeda de referência: o que acontece com ele afeta todas as moedas e reflete o cenário econômico global.

Há uma série de motivos para isso, incluindo a força da economia dos Estados Unidos e o fato de que commodities são negociadas em dólar. Isso significa que existe uma confiança internacional na moeda norte-america.

O dólar passa a sensação de segurança e, em tempos de incerteza, é para ele que as pessoas correm. De forma simplificada, os investidores tendem a tirar seu dinheiro de mercados emergentes e apostar no que consideram mais estável – a moeda e o mercado americanos.

Como o real desvalorizado te afeta?

Há os casos óbvios – pessoas que vão viajar para o exterior, comprar produtos importados ou investir em ativos ligados ao dólar, por exemplo. Mas a desvalorização do real impacta o bolso do brasileiro em várias situações do cotidiano.

No mercado

Lembra da história do arroz alto? O pacote de 5 kg chegou a custar R$40, acompanhado por outros produtos básicos da alimentação do brasileiro (como óleo de soja e feijão). O dólar alto foi um dos fatores: com uma maior demanda internacional e preços mais vantajosos para exportar, os produtores começaram a vender mais pra fora, diminuindo a oferta interna e aumentando os preços por aqui.

Nos negócios

Mesmo com a pressão dos preços, o atual índice de desemprego (que bateu recorde na última semana de setembro) também pode fazer com que pequenos vendedores não repassem o aumento de custos (diminuindo as margens de lucros) para não perder clientes.

Na moradia

O IGP-M, índice usado como referência para ajustar os aluguéis de imóveis, é composto por vários fatores – entre eles o preço das commodities, produtos que são comerciados em… você adivinhou, dólar.

Com a alta do IGP-M, os reajustes podem, em teoria, subir mais do que nos últimos anos.

Quando isso tudo vai melhorar?

A crise continuada da pandemia torna difícil ter uma previsão exata de fortalecimento da economia – enquanto o mundo está inseguro, a tendência pela busca por estabilidade continua.

O melhor caminho para quem está passando por dificuldades financeiras é se informar sobre alternativas, como auxílios de renda e possibilidades de negociação.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.49

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post