Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Negócio Entenda o que é razão ...

Entenda o que é razão social e a diferença do nome fantasia

Ao abrir uma empresa, é importante ter em mente qual você deseja que seja sua razão social - todas precisam, obrigatoriamente, ter uma. Entenda.

Toda empresa possui, necessariamente, uma razão social e um nome fantasia – são algumas das informações de registro obrigatórias que elas devem possuir. Mas o que é razão social, nome fantasia e qual a diferença entre eles?

O que é razão social?

A razão social é o nome de registro de uma empresa junto aos órgãos do governo e cartório e é o que vai constar em contratos, escrituras, documentos legais, notas fiscais, etc. Ela é criada junto com o CNPJ e também é chamada de Denominação social exatamente por ser, na prática, o nome da pessoa jurídica.

A razão social de uma empresa deve ser exclusiva – nenhuma outra pessoa jurídica pode ser registrada sob uma razão social já existente. Por isso, no momento de registrar sua empresa em um cartório ou junta comercial, é importante garantir que o nome escolhido para a razão social não exista; do contrário, o registro não pode ser feito.

Como escolher uma razão social?

Esse nome normalmente é composto por três palavras, cada uma indicando uma informação diferente: a primeira é um nome qualquer, escolhido por quem abre a empresa; a segunda, indica o ramo principal de atividade da empresa; e a última, seu enquadramento (limitada, S.A., MEI, ME, etc).

Por isso a razão social é importante – ela também vai permitir que a empresa exerça suas atividades de forma legal e dentro de seu enquadramento na legislação (o tipo de empresa).  

O que é nome fantasia?

O nome fantasia é o nome popular da pessoa jurídica – ou nome comercial, como também é conhecido. Ele será usado para divulgação comercial da empresa e, na prática, é como ela será conhecida pelo público em geral. 

É importante dizer que não existem regras específicas para o nome fantasia: ele é escolhido livremente pelo empreendedor e até pode ser igual à razão social. No entanto como o principal objetivo é que o público memorize e se lembre do nome, ele normalmente é diferente.

Vale dizer: o registro do nome fantasia não é obrigatório, mas, caso o empreendedor deseje, ele pode ser feito junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), onde são registradas marcas e patentes. 

Entretanto, esse registro só dá direito à utilização do nome da marca ou produto ao registro que for feito primeiro – e, neste caso, passa a se tornar uma marca registrada, impedindo que outras empresas usem o mesmo nome fantasia. Ou seja: se um empreendedor deseja usar um nome fantasia que já foi registrado por outra companhia, por lei ele não poderá.

Razão social e nome fantasia: quais são as diferenças, afinal?

Basicamente, a principal diferença entre razão social e o nome fantasia está na finalidade que cada um possui. A razão social é um nome de registro e uma informação básica de qualquer companhia, e que deve seguir algumas regras. Por outro lado, o nome fantasia é quase opcional. Eles são atributos diferentes de uma mesma empresa. 

Vai começar seu negócio? Veja aqui outras dúvidas comuns:

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter