Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Receita suspende débito...

Receita suspende débito automático de prestações de parcelamento

Em decorrência da Covid-19, parcelamentos com garantia, sem garantia e parcelas de débitos do Simples Nacional, com vencimento em maio, junho e julho, foram prorrogadas para o fim de 2020.

No dia 10 de junho de 2020, o Ministério da Economia anunciou que a Receita Federal irá suspender o débito automático das prestações de parcelamentos de dívida com vencimento nos meses de maio, junho e julho deste ano. 

As cobranças foram passadas para agosto, outubro e dezembro – com juros correspondentes à taxa Selic (a taxa básica de juros da economia). Se você quiser pagar na data original, consegue fazer isso gerando o DARF no site da receita.

Ou seja, quem tem parcelamentos formalizados perante a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e pela Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil (RFB) e havia colocado o pagamento no débito automático não terá as parcelas de maio, junho e julho cobradas na conta cadastrada. 

A decisão tem o objetivo de ajudar as pessoas nesse período de pandemia e vale para parcelas são emitidas por meio do Regularize – como o parcelamento com garantia, sem garantia e parcelamento de débitos do Simples Nacional

Não quero adiar, e agora?

Caso o contribuinte queira pagar as parcelas nas datas originais (maio, junho e julho) precisará emitir o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) pela internet ou pelo Portal e-CAC, da Receita Federal. 

A parcela deve ser emitida dentro do mês em que será, de fato, paga.

Resumindo: Se você tem alguma parcela no débito automático com a Receita Federal, fique atento. Os meses de maio, junho e julho não serão cobrados de forma automática – mas sim em agosto, setembro e outubro – mas esse adiamento vem com cobrança de juros. Se quiser pagar na data original, acesse o site da receita para gerar um DARF. 

Lembrando que o Nubank não oferece a opção de débito automático.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

4

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post