Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Dicionário Financeiro Pretensão salarial: o q...

Pretensão salarial: o que é e como falar sobre isso?

Quanto você gostaria de ganhar? A pergunta pode vir de várias formas em uma entrevista de emprego - veja como se preparar para ela.

Você sabe o que é pretensão salarial? Qual é o melhor jeito de abordar esse tema? Muitas pessoas ficam nervosas ou em dúvida sobre qual a melhor forma de conversar a esse respeito com o chefe (ou futuro chefe).

Mas primeiro:

O que é pretensão salarial?

Pretensão salarial nada mais é do que valor que alguém deseja receber para executar determinada função ou ocupar um cargo. Geralmente, a pretensão salarial é informada durante a entrevista de emprego ou nas fases finais de um processo seletivo.

Algumas empresas não colocam o valor do salário na descrição da vaga, por isso, dúvidas como: “Devo colocar no currículo o quanto quero ganhar?” ou ainda “Falo sobre pretensão salarial na entrevista de emprego?” costumam ser comuns. 

No geral, existem alguns pontos que devem ser levados em conta quando o assunto é pretensão salarial.

O que considerar quando o assunto é pretensão salarial

Antes de mais nada, especialistas recomendam: não informe sua pretensão salarial no currículo. Só faça isso se a empresa para a qual você estiver aplicando solicitar essa informação. O mesmo vale, também, para entrevistas de emprego.

Abaixo, 4 dicas simples que podem ser consideradas sobre pretensão salarial.

1. Pesquise o mercado

Se estiver mudando de cargo, procure saber qual a faixa salarial e como outras empresas remuneram funcionários que ocupam a mesma posição que você em seu emprego atual.

É importante ter em mente quanto o mercado está pagando por profissionais da sua área e com a sua experiência.

Se a mudança for de empresa, vale se informar sobre a cultura, os valores, a forma como trabalham e a maneira que desenvolvem o negócio.

2. Considere a sua experiência 

Formação acadêmica e experiência profissional são levadas em conta. Portanto, o ideal é que o valor que você deseja ganhar esteja de acordo com a sua trajetória no mercado de trabalho.

Se estiver buscando uma mudança de carreira, por exemplo, suas experiências anteriores podem não ser tão relevantes para a vaga nova.

3. Leve em conta seu custo de vida

É importante ter em mente os seus gastos fixos. Ou seja, aquelas contas que você tem todo mês, com moradia, alimentação e transporte, por exemplo.

Geralmente, salários em grandes centros urbanos são  maiores do que em cidades menores, justamente para acomodar os custos mais elevados, como moradia

4. Analise os benefícios

Não considere apenas o salário bruto (que é a remuneração que um trabalhador recebe, por mês, sem considerar os descontos oficiais obrigatórios), mas também os benefícios, como plano médico e odontológico, PLR (Participação nos Lucros e Resultados), vale refeição e flexibilidade de horário são alguns exemplos.

Quer saber mais sobre salário?

7 dicas para não zerar o salário antes do fim do mês

10 dúvidas comuns sobre o décimo terceiro salário

Quando cai o pagamento do 13º salário em 2019?

Como calcular a segunda parcela do décimo terceiro salário?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter