Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Por que os brasileiros a...

Por que os brasileiros ainda investem na poupança?

Oito em cada dez brasileiros investem na poupança, mesmo com outras opções mais vantajosas no mercado. Entenda as motivações e tire suas dúvidas sobre a poupança.

Muita gente sabe que a poupança não é o investimento mais vantajoso que existe no mercado: ela rende, ao ano, só 70% da Selic; e, apesar de ter liquidez diária, os resgates devem ser feitos a cada 30 dias, no aniversário do depósito, para que os rendimentos não sejam perdidos.

Mesmo assim, a poupança ainda é o produto financeiro preferido entre quem guarda dinheiro e/ou investe. Um estudo da Anbima que identifica o perfil do investidor brasileiro e os lugares que ele escolhe aplicar identificou que 90% dos brasileiros conhecem a poupança e outros 88% guardam dinheiro nela. Essa é a maior taxa identificada pelo estudo.

Não é à toa: outros estudos e pesquisas mostram que esse investidores têm suas razões e justificativas para investir na poupança. Mas será que elas fazem sentido?

Neste post, você confere as principais motivações de quem investe na poupança e se elas realmente são verdade.

Facilidade e comodidade 

De acordo com o estudo da Anbima, 27% das pessoas que investem na poupança dizem que o fazem por facilidade e comodidade – na maioria dos casos, quem tem uma conta poupança usa uma conta-corrente vinculada a ela; assim, é possível programar uma reserva mensal ou fazer a transferência entre contas.

Mas a poupança não é a única a oferecer isso.

Existem outras modalidades de investimento e contas com rendimento que também oferecem essa facilidade e comodidade, como a NuConta, a conta do Nubank; ela tem a função Guardar Dinheiro, que permite separar os valores que você deseja guardar daquele usado no dia a dia e ainda rende 100% do CDI. 

Além disso, é possível programar a quantia que você deseja guardar todo o mês – e em qual dia específico do mês – para que, a cada 30 dias, ele seja automaticamente guardado. Você não precisa se preocupar em, todo o mês, separar a mesma quantia. E vale lembar: o dinheiro guardado fica somente separado do saldo disponível para uso, não em uma conta de número diferente, como acontece na poupança. Por isso, ele pode ser resgatado a qualquer momento, sem que você perca rendimentos.

A conta do Nubank é só um exemplo de como pode ser fácil guardar dinheiro e ter rendimentos. Existem outros produtos que oferecem a mesma facilidade.

Não ter o suficiente para aplicar em outros investimentos

Outra justificativa comum para investir ou guardar dinheiro na poupança é o fato de não sobrar dinheiro no final do mês para buscar outros investimentos. Também segundo a pesquisa da Anbima, essa é a justificativa de 28% dos investidores da poupança – por isso, acabam aplicando valores baixos, aqueles que restam do orçamento mensal, na caderneta.

Entretanto, nem todos os investimentos têm um valor mínimo de aplicação; e mesmo aqueles que têm, nem sempre são altos. Um bom exemplo é o Tesouro Direto, cujo valor mínimo de investimento fica em torno dos R$ 30, dependendo do título. Ele também é um investimento considerado seguro e sua rentabilidade  é maior que a da poupança. 

Veja mais sobre o Tesouro Direto aqui.

Costume

Outra justificativa para investir na poupança é ter o “costume” de fazê-lo – ou seja, não investir em outros produtos financeiros por já estar acostumado com o investimento na caderneta de poupança. 

Isso não é, necessariamente, um problema, mas é importante saber que, ao investir mês após mês na poupança, você deixa de ganhar – afinal, existem opções de melhor rentabilidade e a poupança, hoje, oferece um rendimento pouco maior que o da inflação. 

Medo de perder dinheiro

Outra pesquisa, da SPC Brasil com a CNDL, aponta que mais da metade dos investidores da poupança têm medo de perder dinheiro e, por isso, não optam por outros investimentos. 

A verdade é que a poupança é um investimento de renda fixa com garantias do FGC; isso significa que, no caso de uma instituição financeira quebrar, quem tiver aplicado até R$ 250 mil por CPF na poupança terá seu dinheiro de volta. Além disso, por ser de renda fixa, o risco do investimento é baixo – por isso, dificilmente se perderá dinheiro ao investir na poupança. 

Mas, da mesma maneira que a poupança, outros investimentos de renda fixa também são considerados seguros, com baixo risco e cobertura do FGC. Aqui você fica sabendo mais sobre eles e como eles funcionam.

Afinal: vale a pena investir na poupança?

A poupança é um investimento seguro, com risco quase zero e que permite que os saques sejam realizados a qualquer momento.

É melhor deixar o seu dinheiro na poupança do que parado em uma conta sem rendimento, claro. Mas, no geral, não vale a pena investir na poupança – se você pode aplicar esses valores em outros investimentos, pode ser uma boa medida.

Existem dois principais motivos para a poupança não valer a pena:

Aniversário do depósito

O rendimento só é creditado no “aniversário da poupança”, 30 dias depois do depósito. Ou seja: existe uma data específica, todo mês, em que o rendimento dos últimos 30 dias fica disponível. Você pode, sim, sacar antes desse prazo, mas perderá os rendimentos do período. 

Vale acrescentar: as aplicações realizadas nos dias 29, 30 e 31 de cada mês terão como data de aniversário sempre o dia 1°; Você pode, sim, sacar antes desse prazo, mas perderá os rendimentos do período.

Rendimento

Existem, além da poupança, outras opções de investimentos tão seguras quanto ela e com rentabilidade maior. Os CDBs (confira aqui o que são) e os títulos do Tesouro Direto são algumas das opções.

A própria NuConta, a conta do Nubank, rende mais do que a poupança – comparamos aqui como o seu rendimento com o da caderneta. 

Quer saber mais sobre a poupança?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

4.7

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post