Pular navegação

Como usar o Pix com cartão de crédito sem se enrolar?

O Pix com cartão de crédito usa o seu limite em pagamentos instantâneos. Entenda como utilizar sem prejudicar o orçamento.

O Pix com cartão de crédito usa o seu limite em pagamentos instantâneos. Entenda como utilizar sem prejudicar o orçamento.

Em dois anos em operação, o Pix se tornou o meio de pagamento mais popular do país. O número de transações instantâneas superou aquelas feitas com cartões de crédito no primeiro trimestre de 2022, segundo dados mais recentes do Banco Central. Até agosto de 2022, os brasileiros tinham criado quase 500 milhões de chaves para receber transações via Pix.  

A popularidade da ferramenta é tão grande que o Banco Central criou outros métodos de pagamento instantâneo, como o Pix Saque e o Pix Troco. O mercado financeiro também investiu em novas formas de uso do Pix, como é o caso do Pix com cartão de crédito. 

Com tantas opções à disposição a um clique, fica mais fácil perder o controle das contas. E o resultado pode ser uma fatura maior do que você esperava. Mas tem como evitar uma bola de neve no seu orçamento. Saiba mais abaixo.     

O que é o Pix com cartão de crédito?

Nessa opção, a pessoa usa o limite do cartão de crédito para fazer pagamentos via Pix no cartão PF ou PJ. Ou seja, lojistas ou fornecedores recebem o dinheiro na hora, como em uma transação normal de Pix, mas quem fez a transação só paga quando a fatura chegar. 

Em muitos lugares, é possível até parcelar essa conta. A diferença entre essa forma de pagamento e o cartão de crédito é para quem recebe. Além disso, normalmente há taxas nas transações de Pix com cartão de crédito.

https://www.youtube.com/watch?v=gLDhZ6vVLrs

Veja aqui como funciona o Pix no Crédito, o Pix com cartão de crédito do Nubank.

Como fazer Pix com cartão de crédito? 

O fluxo e as condições do Pix com cartão de crédito dependem da instituição financeira de onde está saindo o dinheiro desse pagamento. Mas, em linhas gerais, a transação é bem parecida com o pagamento do Pix tradicional. 

A diferença é que você escolhe o cartão, e não a sua conta, na hora de fechar uma compra. Mas fique de olho nas condições e nos juros cobrados para entender se essa forma de pagamento faz sentido para a compra ou o serviço que você está pagando. 

E esse é o principal ponto de atenção, segundo Carlos Castro, planejador financeiro da Associação Brasileira de Planejamento Financeiro (Planejar). 

"As pessoas precisam ficar atentas porque o Pix com cartão de crédito tem juros e, normalmente, elas não sabem disso. Elas assumem que é como o cartão de crédito, que não tem juros quando o pagamento da fatura é feito até o vencimento. Precisa fazer conta." 

Carlos Castro

Como usar o Pix com cartão de crédito sem se enrolar? 

Como esse tipo de transação tem taxas e juros, o controle começa daí. Para o especialista em educação financeira, do ponto de vista do orçamento, essa opção vale a pena quando a soma das parcelas e das taxas é menor ou igual ao preço que você pagaria com outro meio de pagamento.

Por outro lado, como o lojista recebe o pagamento na hora, há mais abertura para negociação. 

"O Pix, mesmo o Pix com cartão de crédito, é análogo a pagar com dinheiro. Então, seu poder de barganha aumenta, além de dar um alívio no orçamento do mês, no caso do parcelamento", afirma Carlos Castro. 

Para usufruir desses benefícios, porém, o especialista listou alguns cuidados que fazem diferença e que precisam ser seguidos para você não se endividar.   

Avalie se essa é a melhor forma de pagamento 

Pix com cartão de crédito, Pix convencional ou o próprio cartão de crédito? Só você pode responder qual é o melhor meio de pagamento e para qual momento. Por isso, avalie: 

  • Você tem dinheiro na conta para esse pagamento à vista, no Pix convencional? 
  • Esse pagamento à vista vai comprometer seu orçamento ou tirar seu planejamento da linha? 
  • Caso a escolha seja pelo parcelamento no cartão de crédito ou Pix com cartão de crédito, será possível arcar com as parcelas futuras, sem estourar o orçamento?  
  • Algum desses meios de pagamento oferece alguma vantagem na hora do pagamento? 

Considere os pontos que são mais importantes para você e que fazem mais sentido para a sua realidade financeira.  

Faça as contas para checar se as taxas compensam

Caso você opte pelo Pix com cartão de crédito, é preciso considerar esse fator. Se o aplicativo do seu banco não tem essa informação de forma transparente, tente buscá-la em outro canal antes de fechar a transação. É preciso saber o custo final dessa compra para ver se ela realmente vale a pena.

Monitore a fatura do seu cartão de crédito

Pagamentos via Pix com cartão de crédito caem na sua fatura, como qualquer outra compra no cartão. Por isso, monitore essas compras no aplicativo ou site do seu cartão para não ter surpresas. É comum as pessoas acharem que fizeram um Pix convencional e se assustarem quando a conta chega na fatura. 

Esse monitoramento também ajuda a controlar os gastos feitos com o cartão.

"As pessoas começam a fazer as compras parceladas olhando apenas para a parcela que cabe no bolso. Mas precisa somar de parcela em parcela do mês, para a renda não ficar comprometida."

Carlos Castro

Não tente fazer contas mentais 

A economia comportamental já comprovou que tentar fazer qualquer conta de cabeça, principalmente dos boletos, não gera um resultado próximo da realidade. Na verdade, a tendência é que essa soma mental seja um valor menor do que o real.

"Para evitar essa armadilha tem que fazer o controle, não tem jeito. E o cartão traz um outro complicador: você gasta agora e vai pagar depois. Sem controle do que vai cair na fatura e do que vai entrar de renda, há um risco grande de a pessoa se endividar", afirma Castro. 

Estabeleça metas de gastos

Se bem usado, o cartão de crédito pode ser uma ferramenta de controle financeiro. Há quem concentre todos os gastos do mês nesse meio de pagamento, sem parcelar. Na avaliação do planejador financeiro, esse é um bom caminho para entender o seu custo de vida mensal. 

Além disso, ao concentrar todos os gastos no cartão, também é possível entender as categorias que você mais consome para, assim, fazer ajustes no orçamento quando necessário. 

Nesse planejamento, Castro recomenda estabelecer metas de gastos por categoria. E as compras feitas via Pix com cartão de crédito entram nessa conta.  

"Faz sentido usar o cartão de crédito como organizador. Neste caso, o Pix com cartão de crédito, em uma única vez, também faz sentido", afirma o planejador.

O especialista reforça que concentrar os gastos no cartão exige uma organização e controle maior. Por isso, as metas por categoria são importantes: elas ajudam a colocar um limite de gastos.  

Leia também 

Caí no golpe do bug do Pix em dobro, e agora?

5 situações para usar o Pix no Crédito do Nubank

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui. 

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossaPolítica de Privacidade.Ao continuar a navegar, você concorda com essa Política.