Início Seu Dinheiro Cartão de crédito sem ...

Cartão de crédito sem anuidade: como escolher o melhor

Tchau taxas abusivas. Descubra como funciona um cartão de crédito sem anuidade e aprenda a evitar ciladas ao pedir o seu.

Mais de 52 milhões de brasileiros usam cartões de crédito no dia-a-dia – e muitas dessas pessoas pagam tarifas abusivas em troca desse serviço. Um bom jeito de se livrar de pelo menos parte das cobranças é pedir um cartão de crédito sem anuidade – uma opção cada vez mais fácil de encontrar no mercado.

Mas, afinal, um cartão de crédito sem anuidade é seguro? Dá para confiar que ele é mesmo gratuito?

A resposta está em como os bancos, operadoras e fintechs ganham dinheiro com cartão de crédito. Entender o funcionamento do sistema é o primeiro passo para evitar ciladas na hora de pedir um cartão de crédito com anuidade grátis.  

Abaixo, listamos três coisas que você precisa saber antes de pedir um cartão sem anuidade.

Sem tempo para ler toda a explicação? Vá até o fim da página e veja o resumo de tudo o que você precisa saber antes de pedir um cartão sem anuidade.

1. Como é possível oferecer um cartão de crédito sem anuidade?

Toda instituição financeira que oferece um cartão de crédito pode ganhar dinheiro de algumas formas diferentes.

  • Taxas de transação: paga pelos lojistas. Os estabelecimentos desembolsam um valor para oferecer o serviço de pagamento por crédito aos consumidores. Parte desse dinheiro fica com a operadora/ empresa/banco que emite o cartão (outra parte fica com a maquininha e a bandeira).
  • Juros: pago pelo cliente ao atrasar a sua parcela – como o crédito do rotativo.
  • Tarifas ou taxas de manutenção: aqui entram a anuidade e diversas outras tarifas que os cartões cobram de seus clientes (como taxa para pagamento de contas, por exemplo)

Ao analisar essas 3 grandes categorias de cobranças, fica claro que existem sim outras formas de sustentar a operação do cartão sem cobrar anuidade.

Muitas empresas que oferecem cartão de crédito sem anuidade, inclusive, decidem abolir todas as tarifas de manutenção. Outras, no entanto, podem escolher cortar apenas a anuidade e continuar cobrando por outros serviços básicos oferecidos ao cliente.

2. Anuidade não é a única taxa que pode ser cobrada na sua fatura

A operadora de um cartão de crédito sem anuidade ainda pode cobrar do seu cliente uma série de outras tarifas.

Existem duas categorias de cartão de crédito: básico e diferenciado. O cartão de crédito básico é o seu cartão comum (usado para compras); já o diferenciado oferece programas de benefícios ou recompensas, como programas de recompensas ou milhagens.

Normalmente, o cartão de crédito sem anuidade oferecido pelas instituições se encaixa na categoria básico – e existe a opção de pagar uma anuidade para ter acesso programas de benefícios, por exemplo.

Dentro da categoria cartão básico, existem cinco tipos de taxas de cartão de crédito que podem ser cobradas do cliente:

  • Taxa de Anuidade – ou anuidade;
  • Avaliação emergencial de crédito (paga pelo cliente quando gasta além do limite);
  • Taxa de pagamento de contas (pagar fatura ou boleto no cartão);
  • Saque: valor pago a cada saque em dinheiro feito com o cartão de crédito no Brasil ou exterior;
  • Segunda via do cartão, é a taxa cobrada para emissão de novo cartão em caso de perda, roubo, furto etc.

Quer se livrar de todas essas taxas? Conheça o cartão de crédito Nubank: sem anuidade, sem taxas abusivas e sem letras miúdas no contrato. Saiba mais sobre o Cartão Nubank.

Ou seja: antes de solicitar seu cartão sem anuidade, verifique se há cobrança de outras taxas. Assim, você evita surpresas no fim do mês quando precisar pagar uma tarifa que nem sabia que existia.

3. Ficou na dúvida? Descubra se a empresa é confiável

Recebeu uma oferta de cartão de crédito sem anuidade e ficou desconfiado? Nunca ouviu falar da empresa e não tem certeza se ela é confiável?

Na dúvida, é sempre melhor checar se a empresa que está te oferecendo o cartão realmente existe.

Hoje, há diversas empresas novas no mercado oferecendo serviços financeiros no país – e, por isso, o cliente pode não conhecer algumas das opções disponíveis.  No entanto, há também golpistas tentando agir nesse mercado.

Por isso, o Banco Central controla e monitora as atividades do setor financeiro no Brasil.

Se a empresa existe, ela irá aparecer na consulta feita no banco de dados do Banco Central. Basta acessar o link e digitar o nome da empresa do campo de buscas (ou seu CNPJ).

Outra dica é pesquisar no site do ReclameAqui e ver se há muitas queixas de clientes ligadas à empresa.

“Não li. Resume, por favor?”

Não teve tempo de ler o post inteiro? Sem problemas. Aqui vão os principais pontos que você precisa levar em conta antes de pedir um cartão de crédito sem anuidade:

  • As operadoras de cartão ganham dinheiro também com tarifas pagas pelos lojistas e com os juros de faturas atrasadas – por isso, é sim possível oferecer um cartão de crédito sem anuidade.
  • Cuidado. A anuidade é apenas uma das tarifas de manutenção que a operadora pode cobrar no seu cartão. Ser livre de anuidades não significa ser livre de tarifas. Cheque exatamente o que é grátis no cartão que você vai solicitar.
  • Na dúvida se a empresa é confiável? Cheque se a instituição existe no banco de dados do Banco Central. Também vale consultar o ReclameAqui e ver se há muitas queixas de clientes.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Digite seu nome

Quero receber a newsletter