Auxílio emergencial negado ou cancelado? Saiu novo calendário para contestar

10 de dezembro de 2020

Ministério da cidadania divulgou 3 situações em que é possível pedir revisão - mas os prazos acabm em dezembro!

Quem teve auxílio emergencial negado ou cancelado ganhou novos prazos para fazer contestação e tentar receber o benefício de R$600 ou R$300.

Há três situações em que será possível pedir a revisão. Os prazos acabam em dezembro e todas as contestações devem ser feitas pelo site da Dataprev. Confira a seguir →

1. Extensão do Auxílio Emergencial cancelada (auxílio de R$300 cancelado) Prazo para contestar é entre os dias 9 e 18 de dezembro.

2. Auxílio Emergencial de R$ 600 cancelado devido a indícios de irregularidades O prazo para contestar vai de 11 a 20 de dezembro.

3. Quem foi considerado inelegível para extensão do Auxílio (pessoas que não atendiam aos novos critérios do auxílio de R$300 Pode contestar a decisão entre 17 e 26 de dezembro.

Integrantes do Bolsa Família que tiveram o Auxílio Emergencial ou a extensão do Auxílio cancelada ou boqueada têm entre 20 e 29 de dezembro para fazer a contestação.

Como contestar o auxílio? Basta entrar no site da Dataprev e pedir a revisão do cancelamento ou indeferimento. O processo é digital: não é preciso comparecer às agências da Caixa, lotéricas ou postos de atendimento do Cadastro Único.

Vou ter o auxílio aprovado ao contestar? Depende. Essa é uma oportunidade de provar que a sua situação cadastral mudou e que você agora se encaixa nos critérios.

Existe uma checagem constante de documentos e dados para evitar que pessoas que não são mais elegíveis sigam recebendo o auxílio mas, em alguns casos, a situação de quem fez o pedido pode ter mudado e a base de dados do Governo Federal ficou desatualizada.

Segundo o Ministério da Cidadania, um exemplo é quem estava recebendo o seguro desemprego, deixou de receber o benefício e passou a ter direito ao Auxílio Emergencial.

Até quando vai o auxílio emergencial?

👆🏾