Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Cadastro Único: entenda...

Cadastro Único: entenda o que é, como se inscrever e consultar

Trabalhadores informais, desempregados e MEIs registrados irão receber auxílio de R$600 do Governo. Veja como consultar o cadastro.

Com o anúncio do auxílio emergencial de R$600 mensais para trabalhadores informais, desempregados e MEIs impactados pela crise do novo coronavírus, o Cadastro Único surgiu como uma das possibilidades das pessoas receberem este benefício.

A medida vale para aqueles que realizaram o cadastro até 20 de março. Mas não se preocupe: quem não está inscrito também poderá receber o benefício.

Neste caso, a verificação será feita por meio de autodeclaração em um aplicativo (disponível para Android e iOS). O cadastro também poderá ser feito por telefone (em um número que ainda vai ser divulgado) ou pelo site.

Se você, assim como muita gente, ficou se perguntando o que é esse tal de Cadastro Único, confira abaixo tudo o que você precisa saber.

O que é o Cadastro Único?

O Cadastro Único (também chamado de CadÚnico) é, como o próprio nome diz, um cadastro que reúne diversas informações sobre as famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza.

Esses dados são usados pelos governos Federal, Estaduais e Municipais para implementar políticas públicas que ajudem essas famílias.

Quem deve estar no Cadastro Único?

Devem se inscrever no Cadastro Único as famílias que:

  • Ganham até meio salário mínimo (R$522,50) por pessoa;
  • Ganham até 3 salários mínimos (R$3.135) de renda mensal total;
  • Tenham uma renda acima dos valores acima, mas que recebam ou pretendam receber algum programa ou benefício que usa o Cadastro Único.

Além disso, pessoas em situação de rua também devem se cadastrar – independentemente da situação familiar.

Quais programas e benefícios sociais utilizam o Cadastro Único?

De acordo com a Caixa Econômica Federal, diversos programas e benefícios sociais usam o CadÚnico para selecionar as famílias beneficiadas. Dentre eles estão:

  • Programa Bolsa Família;
  • Programa Minha Casa, Minha Vida;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI);
  • Aposentadoria para pessoas de baixa renda;
  • Carteira do Idoso;
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais (Fomento);
  • Entre outros que você pode conferir aqui

É importante entender que, além do governo federal, estados e municípios também utilizam o Cadastro Único para seus programas sociais. 

Como se inscrever no Cadastro Único?

Geralmente, os próprios municípios organizam visitas regulares às famílias de baixa renda para incluí-las no Cadastro Único. Mas, caso sua família se encaixe no perfil de quem deve estar cadastrado e ainda não está, é possível fazer isso presencialmente.

Para saber onde, entre em contato com o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo. Alguns, inclusive, também realizam o cadastro.

Para cadastrar a família toda, é necessário que uma pessoa se responsabilize por informar os dados de todos os membros. Essa pessoa, chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF), precisa:

  • Fazer parte da família, morar na mesma casa, ter pelo menos 16 anos de idade e ser, preferencialmente, mulher;
  • Apresentar seu CPF ou Título de Eleitor (exceto em casos de famílias indígenas e quilombolas, que podem apresentar qualquer um dos documentos abaixo);
  • Mostrar pelo menos um documento de cada membro da família (pode ser certidão de nascimento ou casamento; CPF; RG; certidão administrativa de nascimento do indígena, RANI; carteira de trabalho; ou título de eleitor);
  • Não é obrigatório apresentar um comprovante de endereço, mas, se tiver, ajuda no preenchimento do cadastro.

Mas como fazer isso se a recomendação é ficar em casa?

Pelo serviço prestado pelos CRAS ser considerado essencial, o Ministério da Cidadania decretou que todas as unidades devem permanecer abertas – priorizando os atendimentos individualizados apenas para as situações graves ou urgentes e evitando a aglomeração de pessoas nas salas de espera ou recepção das unidades.

De toda forma, a melhor opção é ligar para a unidade mais próxima e pedir informações. Você pode pesquisar o telefone neste site.

Como saber se já estou no Cadastro Único?

Existem três maneiras de consultar o CadÚnico: pelo site do Ministério da Cidadania, pelo app Meu CadÚnico e pelo telefone 0800 707 2003.

Consultar Cadastro Único via Site

  1. Acesse o site (que pode apresentar instabilidade por ter muitas pessoas acessando);
  2. Preencha o formulário na parte de baixo da tela;
  3. Clique em “Emitir”;
  4. Pronto! Já é possível saber se o seu nome está ou não cadastrado no CadÚnico.

Consultar o Cadastro Único via App “Meu CadÚnico”

  1. Baixe o aplicativo Meu CadÚnico no seu celular;
  2. Clique em “Entrar”;
  3. Insira as informações solicitadas e pronto!

Consultar Cadastro Único via Telefone

O telefone de contato para consultar o Cadastro Único é o 0800 707 2003. Ao ligar, selecione a opção 5 da URA.

A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer aparelho. Os horários de atendimento são:

  • Das 7h às 19h de segunda a sexta-feira.
  • Das 10h às 16h aos finais de semana e feriados nacionais  e também durante o Calendário de Pagamento do Bolsa Família.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

3.77

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post