Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro PIB dos EUA despencou: o...

PIB dos EUA despencou: o que isso significa e como te afeta?

A queda foi de 32,9% no segundo trimestre, a pior nos últimos 90 anos.



A pandemia do novo coronavírus impactou drasticamente as economias de diversos países. Os Estados Unidos foram um dos mais recentes a virar notícia: no dia 30 de julho, foi anunciada uma queda de 32,9% no PIB dos EUA do segundo trimestre de 2020.

Essa é a maior contração sofrida pelo PIB americano desde 1929, início do período chamado de Grande Depressão. No primeiro trimestre de 2020, que refletia apenas o início da pandemia, a queda foi de 5%.

Mas… Por que a queda do PIB dos EUA é uma notícia tão importante? E o que ela significa para os outros países?

Mas antes… O que é PIB mesmo?

PIB é a sigla para Produto Interno Bruto, considerado um dos principais termômetros da economia. Ele é calculado a partir da soma de todos os produtos e serviços finais produzidos em um país. No Brasil, esse cálculo é feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).

De maneira simplificada, quanto maior o PIB de um país, maior sua atividade econômica – ou seja, maior a produção e consumo de produtos e serviços.

O PIB é avaliado a cada trimestre e ao final do ano. Os resultados são comparados com o trimestre ou ano anterior para avaliar o crescimento econômico e atividade do país.

Leia mais em: O que é PIB, como ele é calculado e o que indica 

Por que o PIB dos EUA caiu tanto?

O PIB dos EUA, em dólares, foi estimado em US$ 19,41 trilhões neste segundo trimestre, contra US$ 21,54  trilhões no período anterior. 

De acordo com o FED (Banco Central dos Estados Unidos), a atividade econômica do país teve uma aceleração em maio, com a reabertura de muitos estabelecimentos e empresas. Porém, com o aumento do número de novos casos do vírus, vários voltaram a fechar. Com isso, a economia sofreu uma desaceleração e, consequentemente, a esperança de recuperação perdeu força. Por isso a queda tão brusca.

Para tentar amenizar os efeitos da crise decorrente da pandemia do novo Coronavírus, o FED manteve sua taxa de juros básicas entre 0,10% e 0,25% e sinalizou que elas devem permanecer assim até 2022.

Um dos vários efeitos de uma taxa de juros baixa é o estímulo ao consumo: em teoria, o crédito fica mais acessível ao consumidor, botando mais dinheiro em circulação e aquecendo a economia. Em outras palavras: com juros baixos, fica mais fácil pegar dinheiro emprestado.

Como a queda do PIB dos EUA afeta a economia brasileira e global?

Os Estados Unidos são a maior economia do mundo, o que significa que o PIB dos EUA funciona como um termômetro global: quando a economia americana vai mal, o resto do mundo reage.

Os EUA também afetam diretamente a economia de várias nações. Por serem grandes produtores e importadores de produtos e commodities (mercadorias) em todo o mundo, notícias negativas sobre a economia dos EUA podem afetar de forma significativa as operações comerciais com tais países.

Com isso, os mercados e as bolsas de valores, por exemplo, fazem projeções. Na quinta-feira, 30 de julho, o Ibovespa Futuro abriu em queda. A Ibovespa futuro é justamente um tipo de investimento de renda variável que tem seus ganhos ou perdas ligados à variação do Ibovespa ao longo do tempo.

De acordo com o FMI (Fundo Monetário Internacional), a previsão era que, em 2021, a maioria dos países começasse a mostrar sinais de recuperação – partindo da premissa de que a pandemia atingisse seu pico agora, no segundo trimestre, e fosse recuando até o fim do ano.

Porém, mesmo com a flexibilização e o retorno de algumas atividades desde maio, a melhora na economia dos Estados Unidos parece distante. 

Vale lembrar que desde o início da pandemia (oficialmente em março de 2020), fazer projeções para o futuro ainda causa muita incerteza.

Entenda também: Recessão econômica: o que significa e quais são as causas

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.63

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post