Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Negócio Qual a diferença entre ...

Qual a diferença entre lucro, receita e caixa?

Apesar de serem conceitos parecidos, eles se referem a aspectos diferentes da gestão financeira de uma empresa. Entenda.

Às vezes, alguns conceitos do mundo dos negócios são usados como sinônimos mesmo sendo diferentes. É o caso de lucro, receita e caixa – que, apesar de serem do mesmo universo financeiro, têm diferenças importantes.

Uma empresa pode ter uma receita enorme, por exemplo, mas não dar lucro. Ou, então, dar lucro, mas não ter caixa…

Ficou confuso? Calma que vai ficar mais fácil de entender com a explicação abaixo.

Afinal, qual a diferença entre lucro, receita e caixa?

De forma resumida: quando ouvir as palavras lucro, receita e caixa, lembre-se de que elas se referem a conceitos diferentes:

  • Receita é todo dinheiro que entra na empresa a partir de sua atividade principal – seja comércio, serviço ou indústria;
  • Lucro é todo o dinheiro que sobra depois de descontar da receita os custos e despesas para manter o negócio;
  • Caixa é quanto dinheiro a empresa tem disponível para usar.

Abaixo, veja detalhes de cada uma dessas definições.

O que é receita?

De forma geral, receita é todo dinheiro que entra a partir da atividade principal de uma empresa – seja comércio, serviço ou indústria. A receita de uma doceria, por exemplo, é todo o dinheiro que entra a partir da venda dos doces; a de uma loja de roupas, de todas as peças vendidas; e assim por diante.

Isso significa que investimentos de terceiros e empréstimos não são contabilizados como receita.

Além disso, é importante entender que existem dois tipos de receita: a bruta e a líquida.

Receita bruta

A receita bruta é igual ao faturamento de um negócio – ou seja, todo o dinheiro que entra a partir das vendas. Se uma doceria vende 1.000 doces de R$ 5 cada em um mês, por exemplo, a receita bruta é R$ 5.000.

Geralmente, quando a palavra receita é usada sem complemento – como em textos e notícias sobre o resultado de empresas –, ela está se referindo à receita bruta.

Receita líquida

Já a receita líquida é um pouco mais complexa e varia de acordo com os tributos pagos pela empresa. Mas, em geral, é o saldo final depois de descontar os impostos, vendas canceladas e outros descontos.

Se a receita bruta da doceria foi R$ 5.000 e ela teve de pagar R$ 500 de impostos, por exemplo, a receita líquida vai ser R$ 4.500.

O que é lucro?

Se, de forma simplificada, receita é todo o dinheiro que entra a partir das vendas, lucro (mais especificamente o lucro líquido) é todo o dinheiro que sobra depois do pagamento de impostos, comissões e salários, despesas e custos de operação.

Ou seja: lucro líquido = (receitas – descontos) – despesas e custos.

Esse valor pode ser usado para reinvestir no negócio, fazer uma reserva ou ser dividido entre acionistas (no caso de empresas de capital aberto) e colaboradores (em companhias com PLR).

Mas, atenção: justamente pelo lucro derivar da receita, empréstimos e investimentos externos não entram nessa conta do lucro.

Além do lucro líquido, também é importante entender o que é lucro bruto.

Lucro bruto

O lucro bruto é o resultado das receitas menos os custos envolvidos para prover um serviço ou produzir ou comprar um produto. 

Ou seja: enquanto o lucro líquido desconta das receitas todas as despesas e custos envolvidos na atividade principal de um negócio, o lucro bruto só contabiliza os custos. Justamente por isso, o lucro bruto é sempre maior que o líquido.

O que é caixa?

Basicamente, caixa é quanto dinheiro a empresa tem disponível para usar – seja para pagar despesas do dia a dia, investir no negócio ou deixar de reserva. Esse dinheiro pode vir da operação, de empréstimos ou de investimentos externos.

Quando uma empresa faz muitas vendas no cartão de crédito, por exemplo, ela pode ter lucro mas não ter caixa por um período, já que só vai receber o dinheiro depois de algumas semanas.

E o contrário também é verdade: uma empresa pode ter caixa, mas não ter lucro. É o caso de muitas empresas que priorizam investir no crescimento em vez da lucratividade.

A gigante global de e-commerce Amazon, por exemplo, só foi dar lucro depois de 6 anos de operação.

Este texto faz parte da missão do Nubank de lutar contra a complexidade do sistema financeiro para empoderar as pessoas – físicas e jurídicas. Com a conta PJ, queremos ajudar donos de pequenos negócios, empreendedores e autônomos a focarem no que realmente importa. Saiba mais.

4.75

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post