Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Empreender Termos e siglas O que é OKR e como usá-l...

O que é OKR e como usá-lo para definir melhor as metas da sua empresa?

A metodologia OKR ganhou fama por ajudar as empresas a definir os objetivos e métricas do seu negócio de forma simples e direta.

O sucesso de um negócio depende diretamente das estratégias escolhidas pela gestão. Mas quem disse que isso é tarefa fácil? De acordo com o Sebrae, entre as pequenas e médias empresas, a falta de gestão estratégica é um dos principais motivos de falências. 

Nas últimas décadas, uma metodologia começou a ganhar destaque como a queridinha entre as empresas de tecnologia para criar metas e métricas de forma simples e objetiva: os OKRs.

Alguns negócios sabem como fazer isso bem e a maior parte das empresas mais inovadoras do mundo têm algo em comum: a precisão nas metas e o uso da metodologia OKR. 

Apesar da criação de OKRs não ser uma das etapas de um plano de negócio, sua aplicação pode ser um diferencial competitivo para o empreendimento. 

E o que é OKR?

OKR é uma sigla para o inglês Objective and Key Results –  objetivos e resultados-chave em português. É uma metodologia de gestão criada por Andrew Grove, ex-CEO da Intel, para traçar os objetivos do negócio e acompanhá-los ao longo do tempo.

O método ganhou fama ao ser adotado pelo Google e ter apoiado o crescimento da empresa de 40 pessoas para mais de 120 mil (número de colaboradores em 2020). 

Depois do Google, as startups – empresas inovadoras de base tecnológica – mundo afora têm adotado o método quase como um manual de gestão estratégica de negócio.

Como usar a metodologia OKR?

O primeiro passo para usar a metodologia é diferenciar objetivos de resultados – chamados de key results. Objetivos são qualitativos e servem para alinhar a direção do negócio. 

Por exemplo: Dobrar número de clientes

Já os resultados-chave são as metas detalhadas, numéricas e fáceis de entender. 

Por exemplo: 

KR 1: Aumentar em 50% o número de leads gerados por mídia paga;

KR 2: Trazer 3 mil novos compradores por MGM;

KR 3: Chegar a 30 cidades com mais de 50 mil habitantes.

Os key results (KRs) são a forma como a empresa vai alcançar cada objetivo e é indicado ter de 2 a 5 KRs por objetivo.

De maneira geral, os OKRs são definidos de três em três meses, mas isso não é regra. Há empresas que trabalham com ciclos de seis meses ou até de um ano, subdivididos em etapas menores.  A periodicidade precisa estar alinhada com o momento da sua empresa.

Veja a seguir o passo a passo para definir os seus OKRs:

1- Crie metas claras 

Liste as metas do seu negócio em um ciclo e escolha a mais importante delas. É fundamental que a meta escolhida seja clara e valiosa para a sua empresa.

Exemplo: “tornar o meu pet shop online conhecido na região de interesse do meu negócio”.

2- Trace os objetivos

Desdobre essa meta escolhida em outros objetivos que não necessariamente precisam ser mensuráveis. Uma estratégia de escolha é pensar nas dores dos clientes e entender o que te impede de alcançar a meta. Então, os objetivos seriam as maneiras de mudar isso.

Exemplo de objetivos:

Objetivo 1: tornar-se autoridade no mercado;

Objetivo 2: dobrar o número de clientes;

Objetivo 3: ser referência em atendimento;

Objetivo 4: oferecer um diferencial de qualidade nos materiais dos produtos.

3- Liste os resultados-chave

Os resultados, ou KRs, respondem como você vai chegar lá e precisam ser métricas detalhadas. No entanto, cuidado para não criar métricas impossíveis, pouco representativas ou fantasiosas –  elas precisam ser desafiadoras, porém coerentes com as projeções de crescimento da empresa. 

Lembrando que os KRs precisam ser traçados para o ciclo que você definiu: 3 meses, seis meses ou um ano.

É fundamental revisitar seus OKRs semanalmente ou quinzenalmente em reuniões com a equipe. Isso serve tanto para acompanhar a evolução dos resultados, quanto para ajustes finos. Afinal, no processo, você pode perceber que algumas métricas não fazem tanto sentido e precisam ser modificadas. 

Exemplos de key results:

O objetivo 2: “dobrar o número de clientes”, pode ser dividido em alguns key results (KRs).

KR 1: Aumentar em 50% o número de leads gerados por mídia paga;

KR 2: Trazer 3 mil novos compradores por MGM;

KR 3: Chegar a 30 cidades com mais de 50 mil habitantes.

Ao fim do ciclo, você irá alcançar (ou não) seus KRs e, mais importante até do que bater as metas é analisar os seus resultados para definir os próximos objetivos e KRs dos ciclos que virão de forma ágil e eficiente.

Quer saber mais sobre OKR? Leia também: Conheça o método do Nubank para traçar objetivos

Este texto faz parte da missão do Nubank de lutar contra a complexidade do sistema financeiro para empoderar as pessoas – físicas e jurídicas. Com a conta PJ, queremos ajudar donos de pequenos negócios, empreendedores e autônomos a focarem no que realmente importa. Saiba mais.

4.83

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post