Pular navegação

Férias na praia: confira um checklist completo para sua viagem em família, do planejamento ao que levar

Não é só colocar o protetor solar na mala. Antes de pôr o pé na areia, vale se planejar para aproveitar as suas férias na praia.

Imagem de uma bolsinha lilás, refletida no espelho, com uma tag no zíper, escrito "N Possibilidades", tem uma câmera fotográfica verde clara na frente da bolsinha.

Seja pelo clima tropical ou pela infinidade de destinos no país (o Brasil tem mais de 7 mil quilômetros de litoral), passar férias na praia está entre as preferências dos brasileiros na hora fazer uma viagem. 

Três em cada quatro brasileiros vão à praia ao menos uma vez por ano, segundo a pesquisa “Oceano sem Mistérios: A relação dos brasileiros com o mar”, realizada em 2022 pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza em parceria com a Unesco e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Mas esse tipo de viagem não é só "pé na areia, água de coco e beira do mar", como diz a música. Para aproveitar o passeio, descansar e evitar imprevistos, ter um planejamento é fundamental. É preciso considerar gastos com transporte, hospedagem, alimentação e pensar em um roteiro que agrade a todos – em caso de viagem em família ou amigos. Sem falar nos itens indispensáveis e que precisam ser colocados na mala.

Para te ajudar nessa organização, confira, abaixo, um check list completo para sua viagem à praia. 

Como planejar as suas férias na praia?

Antes de cair na estrada com a família, a primeira coisa a se fazer é um planejamento.

Existem fatores que são comuns ao planejamento de qualquer viagem e que devem ser colocados no papel, como o clima do destino, meio de transporte, acomodação, alimentação e passeios. Para uma viagem em família, também é importante considerar as características do grupo.

1. Decida o tempo que você pretende ficar na praia

É importante responder essa pergunta porque é a partir dela que você poderá calcular os gastos. As despesas serão diferentes caso você decida ficar por uma semana inteira em vez de dois dias.

Além dessa, vale pensar sobre outra questão: quanto tempo você tem disponível para as suas férias na praia? Isso irá influenciar na escolha do destino. Por exemplo, para poucos dias de folga, talvez as praias mais próximas sejam a melhor opção, assim você não passa tanto tempo no trajeto e pode aproveitar mais o lugar.

A analista de operações regulatórias Caroline Soares, de 26 anos, viaja com a família há quatro anos. Eles são de Salvador, na Bahia, e costumam passar férias na praia, em um grupo de sete pessoas, incluindo uma criança de 6 anos.

"Quando não temos tanto tempo – feriado prolongado, por exemplo –, a gente prioriza ficar em hotel, porque os gastos não vão ser tão grandes, já que são poucos dias. Podemos contar com o café da manhã e o conforto", diz ela. "Nas férias de fim de ano, que temos mais dias, preferimos alugar um apartamento ou uma casa. Assim, conseguimos passar mais tempo juntos", comenta.

2. Defina um orçamento

Quanto você está disposto a gastar? Estabelecer um orçamento é importante, afinal, ele influencia diretamente a escolha do destino e hospedagem. Dependendo da quantia que você está disposto a desembolsar, pode fazer mais sentido ficar numa casa de aluguel por temporada em vez de reservar um quarto de hotel, por exemplo.

Defina um valor médio para gastar por dia e, se desejar, separe uma porcentagem para passeios e outra para imprevistos. Lembre-se: ao viajar em família ou com amigos, dá para dividir os custos. Caso existam crianças no grupo, a reserva para imprevistos precisa ser maior.

Na família da Caroline Soares os gostos são parecidos. Logo, a experiência de viagem fica mais prazerosa e também mais organizada financeiramente. "Todos nós gostamos de ficar na praia, curtir um visual bonito, comer frutos do mar, conhecer lugares e pessoas novas", conta. 

"A gente não gosta de ficar pagando infinitamente por uma viagem", diz. "Buscamos uma viagem à praia que seja bacana, que caiba no nosso orçamento e que todos se divirtam da mesma forma", finaliza.

Caroline conta que geralmente vai de carro e divide todas as despesas com a família. "O meu tio fica responsável por fazer todo o cálculo da gasolina e nós decidimos o que precisa comprar de comida”, conta. "Eu, minha mãe e minha namorada fazemos as nossas compras no supermercado/feira, e meus tios e primos fazem a deles. Daí juntamos ao chegar no local", finaliza.

Quanto custa viajar? Aprenda a calcular as despesas da sua próxima viagem

3. Escolha o destino

Hora de escolher para onde ir. Não é porque todo mundo vai para um lugar que você precisa ir também. Afinal, nem tudo o que atrai outras pessoas é atraente para você. Ao pesquisar o destino, leve em consideração seus gostos, orçamento e companheiros de viagem.

Está procurando algo mais tranquilo ou mais agitado? Dá para ir de carro ou compensa mais ir de avião? A ideia é ficar de frente para o mar ou numa região mais central? Prefere praias com água mais calma, assim as crianças podem brincar tranquilas, ou faz mais o estilo surfista, apaixonado por grandes ondas? Refletir a respeito desses pontos torna a escolha mais fácil e impacta os outros itens do checklist.

Como planejar uma viagem sem cair em golpes ou roubadas?

4. Reserve a hospedagem com antecedência

Ao pesquisar e reservar a hospedagem na praia com antecedência, você não corre risco de pagar um preço alto por uma reserva de última hora e até mesmo de não encontrar onde ficar. Além disso, colocar o pé na estrada sabendo que terá onde descansar faz com que o seu deslocamento seja mais sossegado.

Verifique as redes sociais do local escolhido, leia os comentários no Google, cheque sites de reputação, como o Reclame Aqui, e também sites especializados como Booking.com e TripAdvisor antes de fazer a reserva e para ter certeza de que o local atende às suas necessidades e expectativas.

Ninja das passagens aéreas: confira dicas para se dar bem na hora da compra

5. Pense em um roteiro

Se você não é desses que ficam na praia o dia inteiro, só aproveitando a brisa do mar e o barulho das ondas, provavelmente vai querer conhecer algum restaurante, fazer um passeio e conhecer pontos turísticos.

Busque informações sobre a cidade que irá visitar e as atrações que ela oferece. É possível realizar atividades com crianças? Existe alguma programação gratuita? Quais horários se encaixam no seu cronograma?

No caso de Caroline, os planos e o destino são sempre pensados considerando o primo, que tem 6 anos. "Como ele é a única criança pequena, a gente procura restaurantes e barracas que tenham espaço kids, assim ele pode brincar com outras crianças e ter um momento de lazer mais adequado para a idade, com parquinho, por exemplo", diz. 

"Mas, independentemente disso, levamos os brinquedos de areia para construir castelos, cavar buracos e fazer desenhos. Além de piscina inflável, que enchemos de água e colocamos perto de onde estamos, assim ficamos vigilantes e ele se diverte", conclui.

Como planejar uma viagem em família sem deixar as vontades de cada um de lado?

6. Atenção na hora de fazer as malas

Não permita que a empolgação da viagem te atrapalhe na hora de fazer as malas. Esquecer algo importante, como remédios, peças íntimas e roupas de banho, pode causar estresse – e a intenção das férias na praia é descansar. Fazer uma lista dos itens necessários pode te ajudar a não deixar o que é essencial para trás. 

O que levar na mala de viagem para a praia? Confira dicas da influenciadora Sabrina Dibynis

Roupas leves e confortáveis, itens de higiene pessoal, protetor solar e brinquedos para entreter as crianças. Parece simples, mas não é só isso: fechar a mala de viagem para as férias na praia exige algumas etapas que podem te ajudar a escapar de possíveis dificuldades e imprevistos. 

Por isso, enquanto aproveitava a visita aos espaços do Nubank Ultravioleta na Riviera de São Lourenço, litoral Norte de São Paulo, a influenciadora digital Sabrina Dibynis (@sabrinadibynis), que é mãe da Júlia, de 3 anos, preparou uma lista com dicas de como montar uma mala de viagem e o que levar para a praia.

Segundo ela, o primeiro passo dessa organização é pesquisar sobre o local de destino. 

“Sempre pesquiso a região, o que tem por perto, a previsão do tempo por lá e tudo o que estará disponível para uso no local em que estaremos hospedados. Assim, fica mais fácil de entender o que eu vou precisar levar ou não, e também se há a possibilidade de comprar, caso haja um imprevisto”, explica Dibynis. 

Checklist de itens para levar na mala para a praia

Para te ajudar na organização, confira, abaixo, um checklist com sugestões do que levar para as  suas férias na praia:

Indispensáveis

  • Canga;
  • Protetor solar;
  • Toalha de praia;
  • Repelente;
  • Remédios de uso contínuo e emergenciais (como antialérgico e analgésico);
  • Óculos de sol;
  • Boné ou chapéu;
  • Chinelos;
  • Roupa de banho (biquíni, maiô, sunga, shorts);
  • Peças íntimas;
  • Chinelos;
  • Roupas leves como shorts, bermudas, macaquinhos, vestidos, regatas;
  • Calçados confortáveis como tênis e rasteirinha/sandália;
  • Bolsa de praia.

Higiene pessoal/necessaire

  • Escova e pasta de dente;
  • Fio dental;
  • Escova de cabelo;
  • Desodorante;
  • Perfume;
  • Hidratante corporal;
  • Shampoo e condicionador;
  • Sabonete e esponja de banho.

Bolsa/Mochila

  • Carteira (com documentos, cartões de crédito e débito e dinheiro em espécie);
  • Celular;
  • Carregador de celular;
  • Bateria portátil;
  • Fones de ouvido;
  • Álcool em gel;
  • Lanchinho rápido;

Outros

  • Sempre é bom ter uma calça, jaqueta e blusa de frio ao alcance, principalmente para as crianças. Assim, caso a temperatura mude, você não será pego de surpresa;
  • Se você gosta de ler com os pés na areia, de frente para o mar, vale levar um livro. 

Também é necessário considerar tudo o que outros tipos de atividades na praia podem demandar, como roupas para um passeio de barco e tênis para trilhas. Ter uma garrafa térmica de água sempre à mão também ajuda a manter a hidratação em dia. E as crianças precisam ter uma também. 

Planejamento e organização da mala

Praticidade é palavra de ordem. Para não correr o risco de esquecer algo importante, Sabrina recomenda que os pais reservem um período na agenda para a tarefa, com pelo menos três dias de antecedência da viagem. 

“Gosto de fazer isso à noite, quando já está todo mundo dormindo e consigo ter mais foco. Faço uma lista no bloco de notas do meu celular com tudo o que preciso levar e se tem algo que ainda preciso providenciar”, conta a influenciadora. 

Divisão por categorias

Dividir a montagem da mala por categorias também é uma técnica que ajuda na organização, fazendo a separação dos itens pessoais e das crianças ao mesmo tempo. 

Para a seleção de roupas, por exemplo, Sabrina Dibynis sugere que os adultos e adolescentes da família experimentem em casa as combinações do guarda-roupa que vão levar, pensando no que gostariam de usar em dias específicos e deixando possibilidades extras. Isso facilita a escolha durante a viagem e evita que carreguem peças de mais ou de menos.

Já está pensando em colocar o pé na areia? Assista ao vídeo abaixo para se organizar melhor:

https://www.youtube.com/watch?v=Umj98F_ii0I

Leia também:

Pacotes de viagem valem a pena? Saiba o que considerar antes de contratar 

Viagem de carro: 6 dicas para evitar surpresas no caminho e no orçamento

Viajar por conta própria ou com agência de viagens? Saiba o que funciona melhor para você

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossaPolítica de Privacidade.Ao continuar a navegar, você concorda com essa Política.