Pular navegação

Viajar por conta própria ou com agência de viagens? Saiba o que funciona melhor para você

A escolha vai depender do perfil de cada pessoa. Antes de decidir, confira os prós e os contras de organizar uma viagem por conta própria ou com agência de viagens.

Imagem de seis bloquinhos de madeira empilhados uns sobre os outros, formando uma pirâmide. Há um desenho roxo em cada um deles, sendo: um avião, duas casinhas, um cofre de porquinho, um carro e duas alianças. Os bloquinhos estão apoiados em uma superfície branca.

Pensar no roteiro, pesquisar hospedagem, escolher os passeios, calcular os gastos… quando o assunto é viagem, tem gente que opta por fazer tudo isso por conta própria. E tem aqueles que não querem se preocupar com nada além de arrumar as malas e preferem deixar todos os cuidados para uma agência de viagens. 

Segundo a pesquisa Turismo 2023, feita pela Hibou, empresa de monitoramento de mercado e consumo, 53% dos brasileiros entrevistados pretendiam viajar em 2023.

A decisão de organizar a própria viagem ou contratar uma agência de viagens vai depender do perfil do turista e do tipo de viagem de cada pessoa. Abaixo, confira os prós e os contras de cada alternativa e saiba o que funciona melhor para você.

Aproveite e leia: Tudo o que o Nubank pode fazer pela sua viagem

Como funciona viajar com agência de viagens?

Para quem busca mais tranquilidade e está querendo descansar quase sem ter muitos imprevistos, ou para aqueles que não têm tempo (e nem a experiência) para se organizar, optar por uma agência de viagens pode ser a melhor opção.

Uma agência de viagens e turismo é uma empresa responsável por cuidados que vão desde a compra de passagens até a hospedagem e contratação de passeios e traslados no destino. É possível fechar pacotes de acordo com o gosto e orçamento do cliente, ou mesmo comprar  os itens separadamente por meio da agência.

A empresa costuma oferecer opções diversas de transporte, companhias aéreas, datas, horários e sugerir hotéis. O viajante só precisa escolher suas preferências, prestar atenção às informações do contrato e se preocupar com os pagamentos já que é papel da agência planejar os detalhes, como partida, hospedagem, atividades no destino e retorno.

Por isso, é muito importante escolher uma agência de viagens séria e confiável.

Como escolher uma agência de viagens?

Antes de fechar um contrato com a empresa que você encontrou na internet, vale ficar atento:

1. Busque referências

Visite as redes sociais e a página oficial da agência, e observe os comentários das pessoas em páginas de avaliações como o Reclame Aqui e o próprio Google. Clientes satisfeitos geralmente são um sinal de serviços de qualidade – o que faz com que você se sinta mais seguro na hora de escolher quem irá cuidar das suas férias.

Se algum amigo ou familiar já fez negócio com a companhia, pergunte a ele como foi a experiência. O tal do "quem indica" pode funcionar.

2. Pesquise sobre a assistência aos viajantes

A assistência prestada pela empresa aos viajantes é um ponto a ser considerado. Desde o suporte padrão (transmitir orientações e tirar dúvidas) até o auxílio em casos de emergências, como acidentes e doenças durante a viagem. Normalmente, as agências não oferecem um seguro próprio, mas indicam uma empresa parceira.

3. Pergunte sobre as condições e opções de pagamento

Uma das coisas que mais pesam em uma viagem é o custo. Por isso, o ideal é que a agência ofereça flexibilidade tanto nas condições como nas opções de pagamento. É possível utilizar boleto para pagar, ou apenas cartão de crédito? A agência parcela ou os pagamentos são à vista, por meio do Pix? Tem desconto?

Além do cartão, o Nubank, por exemplo, conta com as opções de Pix no crédito e o Boleto no crédito. Dessa forma, a empresa ou pessoa que vendeu um produto ou serviço recebe o pagamento integral de forma instantânea, mas quem paga tem a opção de parcelar o valor total usando o cartão de crédito. 

Já com o boleto no crédito você parcela o pagamento de qualquer boleto que normalmente deveria ser pago à vista (por exemplo contas de água, luz e boletos de compras em geral).

Assista ao vídeo abaixo e saiba em que situações você pode usar o Pix no crédito.

https://www.youtube.com/watch?v=Qwy-7LNAa9o

Quais as vantagens de viajar com uma agência de viagens?

Além de não ter que se preocupar com tantos detalhes, quem escolhe viajar com uma agência de viagens tem algumas outras vantagens. Confira:

  • Preços melhores: Operadoras costumam fazer acordos com companhias aéreas e bloqueiam apartamentos em hotéis e resorts. Por isso, muitas vezes acabam oferecendo um preço melhor do que o praticado em sites de reservas;
  • Pagamento: Geralmente, as empresas permitem o parcelamento. Ou seja, em vez de fazer um único pagamento, pagar uma quantia mensalmente pode facilitar a organização financeira e pesar menos no bolso;
  • Datas comemorativas: Se você decidir de última hora colocar o pé na estrada em um  feriado como Natal, Réveillon e Carnaval, os pacotes podem ser a única opção, já que as operadoras têm bloqueios de assentos de aviões e quartos de hotéis para os atrasadinhos de plantão;
  • Viagens internacionais: No caso de destinos fora do Brasil, a agência também assessora o viajante com as questões relacionadas à documentação, vacinação e compra de moeda local. Se você precisa tirar passaporte ou visto, por exemplo, a empresa irá ajudá-lo em todos os processos;
  • Destinos complexos: Questões como idioma, costumes, religião e dificuldade de deslocamento tendem a dificultar a vida dos turistas. Claro, não é impossível viajar por conta própria, mas é preciso uma boa dose de planejamento para lidar com imprevistos;
  • Passeios específicos e ecoturismo: Atividades turísticas em meio à natureza, como tirolesa, arvorismo, rapel, canoagem, etc, não podem ser realizadas de maneira independente – necessitam de guia. As agências cuidam de todos os processos e costumam fechar pacotes.

Como costuma funcionar uma viagem por conta própria?

Há aqueles que preferem planejar cada parte das férias, seja por prazer ou autonomia. Diferentemente de um pacote fechado com agência de viagens, ao decidir cair na estrada por conta própria, o viajante é quem faz todo o planejamento, inclusive financeiro. Isso inclui a pesquisa, compra de passagens aéreas, aluguel de transporte, reserva de hotéis, cuidados com a documentação, compra de bilhetes para as atrações e os demais detalhes da viagem.

É o turista quem escolhe o roteiro, determina o horário de saída e ainda tem a liberdade de mudar o programa se quiser, sem um plano engessado. 

Quais as vantagens de planejar uma viagem por conta própria?

Ao escolher viajar por conta própria, você tem mais liberdade para conhecer o destino da maneira como achar melhor, além de outros pontos vantajosos:

  • Flexibilidade de horários: Em uma viagem por conta própria, você tem a possibilidade de organizar os seus horários, mas sem ficar preso a eles, como costuma acontecer nos pacotes que contam com um cronograma fechado, horário de saída, chegada e de passeios e atividades, por exemplo;
  • Gastos financeiros: Organizando tudo por conta própria, existe a possibilidade de economizar escolhendo hospedagens muito baratas que as agências não costumam oferecer, como hostels, e opções de transporte coletivo que podem sair mais em conta, como o BlaBlaCar. Ainda assim, não é garantido que organizar a viagem por conta própria resulte em um preço melhor do que o praticado pelas agências de viagem, que compram no atacado assentos em companhias aéreas e quartos de hotéis direto com os fornecedores;
  • Programação: O turista não precisa ter uma rotina estabelecida e pode começar a curtir a sua viagem ainda durante o planejamento. Com isso, é possível fazer pausas mais longas ou simplesmente visitar um lugar que não estava previsto inicialmente. Nos pacotes de viagem, é normal existir um cronograma pré-estabelecido que precisa ser seguido;
  • Hospedagem: Outra vantagem é você terá acesso a mais opções de hotéis e casas de aluguel por temporada, que asagências não costumam oferecer. Caso tenha o orçamento mais apertado, você pode escolher ficar em hospedagens mais baratas;
  • Passeios com guias locais: No destino, dá para contratar operadores locais para fazer os passeios. Essa alternativa permite escolher o que você quer fazer e com quem, analisando preços e logística, por exemplo.

É importante ter em mente que essa modalidade de viagem exige mais organização e dá mais trabalho, afinal é a própria pessoa que fica responsável por cada detalhe, desde a pesquisa e compra das passagens até a verificação de documentos e eventuais vacinas necessárias. 

Além disso, se ocorrer qualquer problema no meio do caminho, como no aeroporto ou hotel, você precisará resolver sozinho. Por isso, tente se planejar com antecedência.

Opinião de quem viaja: o importante é estar feliz com a escolha

Desde 2020, a publicitária Bruna Battaglin, de 36 anos, só viaja com agência. Tudo começou quando, durante a pandemia, em 2020, ela ouviu dos médicos que precisava se cuidar, desestressar e fazer coisas das quais gostava. Como nem sempre a agenda dos familiares e amigos era compatível com a sua, ela decidiu buscar uma agência de viagens.

"Não tenho carro e pensei: 'vou fechar uma excursão'. A primeira vez, comprei o pacote para a Chapada dos Veadeiros, em Goiás", conta. "Fui sem conhecer ninguém".

A experiência foi tão boa que, depois disso, a goianiense já fez mais de 20 viagens com essa mesma agência da sua cidade. Bruna diz ser muito prática e sem paciência para grandes planejamentos.

"Não quero pesquisar, ficar entrando em contato com hotel e passeios", comenta. "Prefiro comprar o pacote, chegar no lugar e tudo estar pronto para mim, mesmo que, às vezes, isso saia um pouquinho mais caro. Eu simplesmente amo". 

Na foto, Bruna, uma mulher loira, alta, está sorrindo, com óculos de sol, sentada em uma pedra grande, com a natureza de fundo.

Na foto, Bruna em pé, com um conjunto esporte verde claro, com uma blusa preta amarrada na cintura e uma bota. Ela está encostada num pedra, próxima a uma cachoeira.

A publicitária destaca a troca de experiência com outras pessoas quando viaja sozinha. "Eu posso interagir, fazer amizade. Afinal, o que faz uma viagem ser maravilhosa não é só o lugar, é a companhia", diz. "Posso chegar num lugar sem conhecer ninguém e sair de lá com grandes amizades", complementa. 

Bruna se sente mais segura ao fechar com uma agência de viagens em vez de confiar diretamente nos prestadores de serviço. "Nessas viagens, é obrigatório ter guias credenciados e formados, e isso me deixa mais tranquila", conta. "Essa é a minha realidade hoje. Um dia, talvez, eu mude de ideia. Mas eu sou feliz assim", conclui.

Por outro lado, o casal de São Paulo, Gabriele Rios, de 30 anos, engenheira civil, e Tadeu Teixeira, 31, engenheiro de transportes terrestres, fazem tudo por conta própria. "Não buscamos agências, pois queremos economia e conforto do nosso jeito", diz a administradora de empresas.

Sobre as hospedagens, os dois sempre pesquisam boas localizações, seguras, perto de estações de metrô e com bons restaurantes. "Definimos o destino e começamos a pesquisar o quanto de dinheiro vamos precisar para passar os dias em cada lugar", conta ela.

"Depois, procuramos referências em vídeos no YouTube e páginas de turismo local para entender os valores cobrados para realizar os passeios e conhecer museus, por exemplo. A partir daí, levantamos uma média de valores com alimentação, porque nossa prioridade é comer pratos típicos da região, ir em restaurantes legais e conhecer lugares", complementa. 

Na fotos, o casal abraçado, ela com capa de chuva vermelha, e ele com capa de chuva azul. Eles estão no Peru,

Pronto para fazer as malas? Lembre-se que não há uma opção melhor. Cada pessoa tem uma característica. O que importa mesmo é descansar, se divertir e encher a bagagem de boas memórias. 

Está pensando o que fazer nas próximas férias? Leia também:

Ninja das passagens aéreas: confira dicas para se dar bem na hora da compra

Viagem de carro: 6 dicas para evitar surpresas no caminho e no orçamento

Como planejar uma viagem em família sem deixar as vontades de cada um de lado?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.