Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Dicionário Financeiro Day Trade sem complicaç...

Day Trade sem complicação: o que é e como funciona

Entenda, de um jeito fácil, a estratégia de comprar e vender ações no mesmo dia.

Por muito tempo, a imagem que se tinha de investidores da bolsa de valores era aquela dos filmes e séries: homens engravatados, em salas recheadas de monitores com números e setas, gritando no telefone para comprar ou vender tal ação. Hoje em dia, entretanto, o cenário é diferente: cada vez mais pessoas “comuns” se aventuram na bolsa – inclusive em operações mais complexas, como day trade.

Segundo a B3 – a bolsa de valores oficial do Brasil –, o número de investidores pessoas físicas ativos chegou a 1,5 milhão em outubro do ano passado – um aumento de 95% em relação ao final de 2018.

Se você é iniciante nesse mundo, entenda, abaixo, o que é day trade, como funciona esse tipo de operação, quem pode ser um day trader e outros detalhes.

O que é day trade?

Day trade é uma expressão em inglês que significa, numa tradução livre para o português, “transação do dia”. No mercado financeiro, é o nome que se dá às operações de compra e venda de ações no prazo máximo de um dia – ou em um único pregão. 

Quem realiza esse tipo de transação recebe o nome de day trader – ou seja, a pessoa que faz o day trade.

Como funciona o day trade?

Basicamente, day trade é a compra e venda de ações em um único dia – tanto a compra seguida da venda quanto a venda seguida da compra.

Ficou confuso? Na prática, funciona assim:

  • Compra seguida da venda: um investidor adquire um lote de ações às 10h pagando R$10 por ação e, às 12h, vende cada papel por R$10,50 cada – ganhando R$0,50 por ação;
  • Venda seguida da compra: um investidor vende um lote de ações às 10h pelo valor de R$10 cada e, às 16h, recompra os papéis pelo valor de R$9 – lucrando R$1 por ação.

Quem pode ser day trader?

Hoje em dia, com diversas corretoras e plataformas online para compra e venda de ações, qualquer pessoa pode se tornar um day trader.

Não é preciso ter uma formação nem um certificado específicos, mas é essencial conhecer as dinâmicas do mercado financeiro para saber como navegar nessas operações de curtíssimo prazo.

Por isso, se você ainda não tem muita familiaridade com investimentos em ações, uma boa opção é começar aos poucos, estudar e entender as regras do jogo. Os conteúdos abaixo podem ajudar:

Day trade é furada? Entenda as vantagens e desvantagens 

Assim como qualquer outro investimento, day trade também tem suas vantagens e desvantagens. Conhecer esses pontos é importante para entender se este tipo de operação é ou não é para o seu perfil de investidor.

Vantagens do day trade

  • Alavancagem: é possível investir em day trade sem ter, necessariamente, todo o dinheiro necessário para comprar as ações – basta ter uma garantia. Dessa forma, você só precisa pagar pelas perdas ou receber o lucro da operação;
  • Agilidade: por ser uma operação de um único dia, permite aproveitar oscilações na bolsa para ter um ganho rápido;
  • Possibilidade de ganhar com a queda: além de ganhar com a valorização de ações, também dá para lucrar ao vender ações e depois comprá-las por um preço menor;
  • Liquidez: o lucro da operação fica disponível para ser “sacado” em cerca de 24 horas;
  • Controle de prejuízo: é possível programar a venda das ações automaticamente caso elas desvalorizem e cheguem em determinado preço – mecanismo chamado de stop loss;
  • Possibilidade de ganhos altos em um curto prazo: como é uma operação feita em um único dia, é possível (mas não garantido) ganhar dinheiro rápido.

Desvantagens do day trade

Ainda que exista um mecanismo como o stop loss, que evita enormes prejuízos, day trade é uma operação arriscada e pode gerar grandes perdas, dependendo de como for feita. Por isso, é indicada para quem tem mais conhecimento sobre o mercado financeiro.

Além disso, por ser um tipo de investimento muito dinâmico, é preciso ter tempo disponível para acompanhar as movimentações em tempo real da bolsa de valores. Caso contrário, você pode perder o momento certo para fazer a operação.

Os termos do day trade

Para navegar melhor no mundo do day trade, é importante conhecer alguns termos. São eles:

Stop loss e stop gain

Stop loss (“interrompa o prejuízo”, em português) é um mecanismo que limita o prejuízo máximo que você pode ter, caso o preço de uma ação caia até certo ponto. Com ele, o investidor pode escolher um valor específico que, caso seja atingido, as ações serão vendidas automaticamente – impedindo maiores perdas.

Também existe o stop gain (“interrompa os ganhos”, em português), que automatiza a venda dos papéis caso eles valorizem até certo valor. Dessa forma, o day trader não precisa se preocupar em ficar acompanhando a variação de perto.

Alavancagem

Com isso, é possível fazer day trading sem precisar pagar pelas ações. Basta ter uma margem de garantia para poder negociar até 10 vezes seu valor e pagar apenas pelas perdas ou, então, receber o lucro da operação.

Por exemplo: um investidor que comprou R$ 10 mil em ações de uma empresa e as vendeu algumas horas depois por R$ 11 mil, nunca terá de pagar pelo valor investido – apenas receberá o lucro de R$ 1 mil em sua conta.

Caso o preço das ações caia para R$ 9 mil, por outro lado, ele terá de pagar apenas a diferença de R$ 1 mil.

Margem de garantia

É o valor depositado em uma corretora que permite a negociação em day trade usando alavancagem. Com isso, um investidor que tenha R$ 5 mil na carteira pode negociar até 10 vezes seu valor – ou seja, R$ 50 mil.

Muitas corretoras, inclusive, aceitam como margem de garantia investimentos em CDB’s, Títulos Públicos, dinheiro ou até ações.

Zerar a posição

Quando um day trader vende o mesmo número de ações que ele comprou – ou compra a mesma quantidade que vendeu –, diz-se que ele “zerou a posição”.

Como fazer day trade?

Para investir em day trade basta ter uma conta em uma corretora online e um capital inicial como margem de garantia.

Mas, caso você não tenha experiência com a bolsa de valores, pode ser uma boa opção começar por investimentos menos arriscados ou contar com a ajuda de especialistas.

Além disso, como day trade é considerado de alto risco, é recomendado alocar apenas uma parte do dinheiro neste tipo de investimento.

A tributação do day trade

Quem investe em day trade só é tributado quando tem lucro e não tem prejuízos anteriores para serem compensados. Ou seja, basta calcular os ganhos e perdas do último mês para saber se é preciso pagar impostos ou não.

A alíquota é de 20% sobre o lucro líquido já descontado o custo de corretagem. Quem teve um lucro líquido de R$ 5 mil, por exemplo, deverá pagar R$ 1 mil de tributos.

O pagamento é feito via DARF, o Documento de Arrecadação de Receitas Federais. O investidor só precisa gerar o documento e pagar como se fosse um boleto comum.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

4.58

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post