O valor das contribuições para o INSS vai aumentar em 2021

15 de janeiro de 2021

Reajustes acontecem com base na inflação acumulada em 2020. Confira os novos valores.

Em 2021, o valor das contribuições para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai ser reajustado com base na inflação do ano passado.

O reajuste segue o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que fechou 2020  em 5,45%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – impactando os recolhimentos para a Previdência Social.

Com isso, trabalhadores com carteira assinada, MEIs, contribuintes individuais e segurados facultativos terão de desembolsar um valor maior todos os meses para contribuir com o INSS.

Confira, a seguir, como ficam os novos valores para cada categoria de contribuinte →

Para este grupo, as alíquotas permanecem iguais, mas as faixas salariais sofrem um reajuste.Confira a tabela a seguir.

Trabalhadores com carteira assinada

Até R$1.100

Faixa salarial

Alíquota do INSS para a faixa

7,5%

De R$1.100,01 até R$2.203,48

9%

De R$2.203,49 até R$3.305,22

12%

De R$3.305,23 até R$ 6.433,57

14%

Fonte: INSS

O cálculo é feito de forma progressiva: cada alíquota incide somente sobre a parte do salário correspondente àquela faixa. Quem recebe R$2 mil, por exemplo, pagará 7,5 % sobre R$ 1,1 mil e 9% sobre o restante, R$900, resultando em uma contribuição mensal de R$ 163,50.

Trabalhadores com carteira assinada

Este reajuste começa a valer a partir da folha de pagamento de janeiro.

Trabalhadores com carteira assinada

A contribuição do microempreendedor individual para o INSS corresponde a 5% do salário mínimo – reajustado para R$1.100 em 2020. 

MEIs

Com isso, o valor mensal que deve ser pago ao INSS será de R$55 – mais os valores de ICMS e ISS, de acordo com a categoria do MEI.

MEIs

Mas, atenção: o novo valor só passa a valer a partir de fevereiro. Em janeiro, portanto, a contribuição permanece igual ao ano passado.

MEIs

A contribuição deste grupo será calculada com base na mesma tabela dos trabalhadores com carteira assinada, seguindo o salário de contribuição mensal.

Segurados domésticos e trabalhadores avulsos

Até R$1.100

Faixa salarial

Alíquota do INSS para a faixa

7,5%

De R$1.100,01 até R$2.203,48

9%

De R$2.203,49 até R$3.305,22

12%

De R$3.305,23 até R$ 6.433,57

14%

Fonte: INSS

Assim como trabalhadores com carteira assinada, o cálculo para este grupo também é feito de forma progressiva: cada alíquota incide somente sobre a parte do salário correspondente àquela faixa.

Segurados domésticos e trabalhadores avulsos

Quer entender melhor como organizar suas finanças?

☝🏽