Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Afinal, o que é um tít...

Afinal, o que é um título de capitalização? Vale a pena?

Entenda melhor como funciona essa aplicação e porque ela não é uma boa opção para investir ou guardar dinheiro.

Pagar um valor mensal, concorrer a prêmios e, no final, pegar o dinheiro de volta com correção. Essa é a premissa geral de grande parte dos títulos de capitalização disponíveis no mercado. Mas atenção: o que parece uma boa opção não é algo realmente vantajoso para os clientes. 

Mas vamos por partes.

O que é um título de capitalização?

Títulos de capitalização são um tipo de aplicação que costuma ser oferecida com bastante frequência por gerentes de bancos. Eles podem ter vários nomes, mas a premissa básica é a mesma: 

  • O titular (cliente) se compromete com um valor, que pode ser pago de uma vez ou em parcelas mensais. Em troca, o título pode oferecer sorteios, como prêmios em dinheiro, durante um prazo determinado. Ao final do prazo do título, o cliente pode resgatar o dinheiro que guardou com alguma correção. 

A SUSEP, Superintendência de Seguros Privados, é quem aprova as entidades que podem emitir títulos de capitalização. 

E qual é o problema dos títulos de capitalização?

1. Nem tudo o que você paga pode ser resgatado

Bem, o primeiro problema é que apenas parte dos pagamentos mensais irão formar o chamado “capital de resgate”- aquilo que os clientes podem resgatar ao final. A outra parte do dinheiro pago vai para a instituição financeira “administrar” esse título e realizar os sorteios 

  • Do total pago, a instituição desconta as Quotas de Sorteio (um valor que serve para cobrir custos de eventuais prêmios e sorteios do título) e as Quotas de carregamento (cobradas para cobrir os custos de administração do dinheiro). 

Em outras palavras: você pode receber menos do que pagou, dependendo do plano e da correção. Embora alguns planos possam garantir o mesmo valor, ou até a mais, esse rendimento é muito baixo (ver próximo item).

2. Título de capitalização não é investimento – e rende menos do que a poupança

A correção do valor depositado é feita pela TR (a Taxa Referencial, muito comum no mercado financeiro) mais uma porcentagem definida em contrato. Hoje, o mínimo é 01%. 

Na prática, a TR está zerada no Brasil há alguns anos e a porcentagem usada na correção não vai ser aplicada a todo o dinheiro que o cliente pagar. Afinal, um pedaço do valor fica nas taxas administrativas, lembra?

Em outras palavras: o título de capitalização rende menos do que a poupança (que já rende pouco). 

Quer mais uma prova? Segundo a própria SUSEP, no caso dos títulos de capitalização, o “capital de resgate será sempre inferior ao capital constituído por aplicações idênticas na caderneta de poupança, já que, dos pagamentos efetuados num título, desconta-se uma parte para custear as despesas administrativas das Sociedades de Capitalização e, quando há sorteios, uma parcela para custear as premiações“.

3. As chances de ganhar prêmios são mínimas – e você paga por elas

Um título de capitalização não é obrigado a oferecer prêmios ou sorteios – mas esses itens costumam atrair muitas pessoas.

Ser premiado é uma chance bastante remota e, por isso, é preciso ficar muito atento às chances reais de premiação conferindo a Ordenação e Identificação de Títulos no contrato. Nesse campo é informado o tamanho da série (ou seja, o número de títulos emitidos).

De forma geral, quanto maior a série, menor a chance de ser sorteado. 

Outro detalhe importante: no geral, quanto maiores os prêmios oferecidos, menor será o valor destinado a compor o capital de resgate no final. 

Isso acontece porque, como explicado acima, as premiações são custeadas com uma parte do valor pago pelos clientes – somente parte das mensalidades, por exemplo, vai para o montante que pode ser resgatado.

Quanto maior o prêmio, maior a Quota de Sorteio paga ao título e menor o valor que compões o que vai para o resgate.  

4. Seu dinheiro pode ficar travado

O título de capitalização não é uma boa forma de poupar. Em primeiro lugar, porque os pagamentos são feitos em datas determinadas, e não quando o cliente desejar/puder separar uma quantia.

Em segundo lugar, o valor não pode ser resgatado a qualquer momento. Alguns títulos têm prazo de carência e é preciso ficar bastante atento.

Resumindo:

Da próxima vez que seu gerente oferecer um título de capitalização, pense com cuidado e de forma realista sobre as vantagens (incluindo a possibilidade de ser sorteado).

Quer saber mais sobre como guardar e investir dinheiro?


1

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post