Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início O Nubank “Ninguém precisa ...

“Ninguém precisa ser sua melhor versão sempre”

Marcel Izar, Médico do Trabalho no Nubank, fala sobre a importância de cuidar da saúde mental durante o período da quarentena.

Por Doutor Marcel Izar, Médico do Trabalho no Nubank

As medidas para conter a propagação do novo coronavírus mudaram totalmente a rotina de muita gente, deixando os sentimentos à flor da pele. Mas calma! Respira fundo! Nesse momento tentar manter as emoções sob controle é fundamental, afinal elas são grande parte da nossa saúde.

Saúde mental: como ela afeta o dia a dia

A saúde mental (ou emocional) interfere no nosso bem estar, afeta o humor, influencia a nossa produtividade e nossa capacidade cognitiva (intelectual). Não à toa, de acordo com dados da própria Organização Mundial de Saúde (OMS), fatores emocionais são um dos principais motivos de adoecimento no mundo.

Nesse período de quarentena e distanciamento social, a saúde emocional pode ficar ainda mais abalada. Alguns já comparam, inclusive, as circunstâncias que estamos vivendo com  condição de luto. Passamos a lidar com o sentimento de perda não apenas de amigos e familiares que foram afetados diretamente pelo novo coronavírus mas também o luto pela liberdade cerceada e pelas mudanças que vivemos. Sem falar do medo e todos aqueles questionamentos envolvidos nos deixando muitas vezes mais ansiosos: quando voltaremos a rotina? Será que estou tomando todos os cuidados possíveis? E a minha família? Como vai ser quando isso acabar?

Um outro ponto é o fato de estarmos em isolamento social (cenário de confinamento), afetando as relações interpessoais de duas formas:

  1. A solidão e saudade de compartilhar afeto;
  2. Convivência forçada com parceiros, roommates, pais (para quem voltou para suas cidades por exemplo).

Neste cenário já delicado, ainda temos de enfrentar o receio de não conseguir produzir ou realizar todas as tarefas do dia a dia.  

Redes Sociais e a necessidade de “ser produtivo”

No início da quarentena, disseminou-se na internet a ideia de que era preciso  ocupar o “tempo livre” com atividades altamente produtivas – cozinhar, ler, fazer cursos, aprender a costurar, ficar em forma… Veja bem, embora todas essas ocupações sejam válidas, acreditar que precisamos ou vamos dar conta de tudo isso pode gerar mais frustração do que algo realmente benéfico.  

Boa parte das pessoas simplesmente não têm o tempo ou a disposição emocional de se dedicar a tantas atividades em meio às já difíceis tarefas de casa, dos filhos, do trabalho ou simplesmente diante da grande pressão que estamos vivendo.  

Seja generoso com você mesmo. Não se cobre tanto. Ninguém precisa ser “sua melhor versão sempre”, em especial durante uma pandemia como a que estamos enfrentando. 

As postagens em redes sociais, por diversas vezes, influenciam a vida das pessoas. Seja em perfis de gente famosa ou daquele conhecido da academia ou faculdade. É preciso ter em mente que as publicações são apenas uma parte da vida daquele indivíduo.

Se comparar com um fragmento da vida alheia postado e editado pode ser perigoso. Lembre-se: cada pessoa encara determinada situação de forma diferente.  

Dicas (possíveis) para manter a saúde mental na quarentena

No trabalho

  • Procure estabelecer uma rotina: se possível, busque um  horário específico para iniciar e encerrar o seu expediente. Trabalhar de casa não deve significar estar conectado o tempo todo. É essencial separar as tarefas profissionais e as pessoais. Isso pode ser bastante desafiador com filhos, especialmente pequenos – mas tentar criar algum horário (nem que seja com intervalos ao longo do dia) pode ajudar.
  • Comunique-se: pode ser que você esteja muito bem em alguns dias e em outros, nem tanto. É válido deixar claro para a sua liderança as dificuldades que você está passando. Não apenas porque isso poderá afetar suas entregas mas, principalmente, porque o seu bem estar deve ser sempre prioridade.
  • Tenha empatia: a situação atual é complicada para muita gente. O medo de contrair o novo coronavírus, a preocupação com a família, a organização do dinheiro para pagamento das contas… A pandemia afeta cada um de uma forma.

Na vida pessoal

  • Procure ocupar  a cabeça com coisas leves: seriados, filmes, conversas que fogem do assunto “coronavírus”, olhar álbuns de fotos antigas … Se a pressão das notícias for demais, fuja um pouco delas.
  • Experimente organizar partes da casa: seu guarda-roupa, seus livros…Quando você organiza o externo, essa ação se reflete internamente, dando uma sensação de “ordem em meio ao caos”. Mas não precisa se cobrar para entregar a arrumação perfeita. E se isso não te fizer bem neste momento, pule esta dica. 
  •  Conecte-se com as pessoas: procure falar com amigos e familiares, inclusive aqueles com quem você não conversa há algum tempo. O distanciamento deve ser físico, mas não de relações. Realize videoconferências, ligações e – por que não?-  um happy hour remotamente?
  • Limite informação: é tanta coisa acontecendo que é difícil controlar o consumo excessivo de notícias. Por esse motivo, é importante buscar informação em fontes confiáveis e se desligar um pouco. Talvez uma saída seja escolher um horário do dia para isso, e não o dia todo. A sua mente precisa respirar!

Por fim, tente sempre pensar no dia de hoje. Um dia de cada vez. Não podemos mudar o que vai acontecer no futuro e refletir sobre isso pode causar aflição.

O que estamos fazendo no Nubank

Além das ações para ajudar nossos clientes a passarem por esse momento de incertezas, nos preocupamos com os nossos funcionários.

Recentemente, enviamos para colaboradores que fizeram a solicitação, cadeiras e materiais de escritório, como roteadores, mouses e apoio para notebook. Tudo isso pensando em melhorar a experiência durante o trabalho remoto.

Também disponibilizamos o NuCare – um programa de apoio psicológico e jurídico, em parceria com profissionais das respectivas áreas. O mesmo já ocorria há algum tempo, mas reforçamos para os nossos funcionários que o atendimento via telefone acontece 24h por dia. O programa é aberto para todos os funcionários do Nubank e familiares de primeiro grau. Nosso serviço médico também segue dando apoio à distância.

Lembre-se: ninguém precisa estar bem sempre! Ninguém precisa ser sua melhor versão sempre! E se estiver muito difícil, busque ajuda profissional. Você não precisa passar por essa avalanche de sentimentos sozinho!

4.35

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post