Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Complete os campos ao lado para pedir sua Conta e Cartão de crédito

Agora complete abaixo para pedir sua conta e cartão de crédito

Precisamos de um CPF válido
Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu e-mail. Precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Educação financeira infa...

Educação financeira infantil: precisamos falar de dinheiro com as crianças

Planejar gastos e organizar as contas se aprende desde cedo. Por isso, incentivar a educação financeira com as crianças pode transformá-las em adultos com responsabilidade e melhor qualidade de vida.



Em uma visita qualquer ao supermercado, é comum ver as mãozinhas das crianças passeando pelas gôndolas e escolhendo um produto. Geralmente um doce ou alguma coisa com a embalagem colorida, que vai chamar a atenção delas. 

Aí tem duas opções: você pede que ela devolva e explica por que não vai poder comprar. Ou, então, coloca na cesta e continua perseguindo a lista da semana. O fato é que o contato dos pequenos com dinheiro acontece mais cedo do que as pessoas imaginam, mas a orientação para lidar com isso, não. 

Atualmente, o  termo educação financeira tem aparecido mais em notícias e em conversas informais, entre familiares e amigos. 

Segundo a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o conceito de educação financeira é o processo que permite melhorar a compreensão em relação aos produtos e serviços financeiros, tornando a pessoa capaz de fazer escolhas de forma bem informada. Ou seja, é a habilidade de entender como o dinheiro funciona.

Então… por que as famílias não conversam sobre esse assunto com as crianças? Abaixo, veja por que a educação financeira infantil é tão importante para a formação da personalidade de uma pessoa – e determinante para o seu futuro.

É necessário ensinar educação financeira para as crianças?

Sim, e muito. Um estudo do Banco Central, realizado entre 2010 e 2019, mostra que jovens que tiveram aulas de educação financeira em um projeto piloto com 17 meses de duração tendem a usar 9,03% menos o cheque especial e 6,75% menos o crédito rotativo do que os que não participaram do projeto.

Neste ano de 2021, o Governo Federal lançou o Programa Educação Financeira nas Escolas, que tem o objetivo de oferecer aos professores cursos gratuitos de formação em educação financeira, para que o tema esteja presente nas salas de aula.

A inclusão do tópico no currículo escolar parte do princípio de que, quanto mais cedo se aprende sobre finanças, maiores as chances de criar hábitos conscientes de consumo e traçar um planejamento de vida mais equilibrado.

Em 2020, o Ministério da Educação tornou obrigatório o ensino sobre educação financeira, fazendo com que as escolas brasileiras atendam às diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Com isso, o ensino fundamental deve passar a oferecer o estudo de conceitos básicos de economia e finanças, além de temas como taxas de juros, inflação, aplicações financeiras, rentabilidade, investimentos e impostos. No Ensino Médio, a educação é focada na compreensão de temas mais complexos como o sistema monetário nacional e de outros países.

Finanças para crianças: por onde começar?

Cerca de 47% dos jovens entre 18 e 24 anos não têm controle sobre as próprias finanças, mesmo quando têm renda própria, de acordo com a  pesquisa do CNDL com o SPC Brasil. Isto quer dizer que quase metade dos jovens não sabe lidar bem com seu dinheiro, o que deve levar ao endividamento e problemas futuros para conseguir crédito, por exemplo. 

Atualmente, 67,1% das famílias têm ao menos uma dívida – o maior patamar desde janeiro de 2010, segundo indica a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic). 

Para que esse cenário seja diferente no futuro, é essencial introduzir assuntos financeiros na vida das crianças.

Um estudo da University of Cambridge propõe algumas estratégias. Veja as dicas que os pesquisadores britânicos propõem para ensinar os pequenos a lidar com dinheiro.

Em resumo, a educação financeira infantil é importante para ajudar as crianças a aprenderem a desenvolver uma relação mais saudável com o dinheiro no futuro.

Leia também:

A educação financeira pode formar adultos menos endividados?

4 vezes em que as crianças entenderam de dinheiro melhor do que os adultos

Nubank lança curso em atendimento e tecnologia focado em jovens negros e negras da periferia de SP

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

3.88

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post