Pular navegação

Open Finance: como funciona o compartilhamento de dados?

Com o Open Finance, os clientes podem autorizar o compartilhamento de dados pessoais e financeiros entre diferentes instituições. Saiba detalhes.

ilustração em fundo branco, com círculos, triângulos e quadrados coloridos se conectando

Após a conclusão da segunda fase do Open Finance, em agosto de 2021, o compartilhamento de dados entre bancos tornou-se uma realidade. Isso significa que os clientes podem compartilhar suas informações pessoais com diferentes instituições financeiras.

Antes, se você resolvesse trocar de banco, teria que construir um relacionamento e um histórico do zero. Por meio do Open Finance, é possível dividir suas informações facilmente e, assim, receber ofertas e produtos mais adequados ao seu perfil.

Entenda, a seguir, quais dados podem ser compartilhados no Open Finance.

O que é o compartilhamento de dados no Open Finance?

O compartilhamento de dados entre instituições permite que os clientes escolham levar as suas informações pessoais e financeiras de uma empresa para outra. Esse processo envolve a autorização do cliente, autenticação por meio de senha e confirmação. Tudo acontece de forma digital – por aplicativo ou internet banking.


Ou seja, quem decide compartilhar ou não seus dados são as próprias pessoas. As instituições financeiras não podem fazer isso por conta própria, a não ser para atender a solicitação de um cliente.

Como funciona a autorização de compartilhamento de dados?

Inicialmente, o cliente deve solicitar o compartilhamento à instituição que vai receber os dados. A partir daí, essa instituição é responsável por entrar em contato com o banco em que o cliente já tem uma conta (e, portanto, possui seus dados armazenados) para verificar se há autorização para receber as informações.

Por exemplo: você tem conta no Banco A e quer fazer um empréstimo, mas a opção oferecida tem juros bem altos. Então, você resolve pesquisar e descobre que o Banco B pode ter condições melhores. Porém, você não tem uma conta no Banco B.

O Open Finance permite que o seu histórico financeiro, enquanto cliente do Banco A, seja acessado pelo Banco B. Tendo acesso aos seus dados, a instituição pode avaliar o seu perfil e fazer uma proposta de crédito. 

Por meio do aplicativo, o Banco A pede sua autorização para compartilhar os dados.

Quais dados podem ser compartilhados no Open Finance?

Pelo aplicativo da instituição ou pelo internet banking, devem ser especificadas informações como a identificação da instituição que vai receber os dados, e o período de validade do consentimento (que pode ser de até 1 ano).

Além disso, é possível verificar os dados que serão compartilhados, como:

  • Nome;
  • CPF;
  • Endereço;
  • Renda;
  • Tempo de relacionamento
  • Entre outros.

Vale ressaltar que a autorização de compartilhamento pode ser cancelada a qualquer momento.

É seguro compartilhar meus dados no Open Finance?

Sim! As instituições participantes devem cumprir uma série de requisitos para garantir a autenticidade, a segurança e o sigilo das informações compartilhadas, segundo o Banco Central.

O Open Finance não prevê que os dados se tornem públicos, mas que as pessoas tenham controle para levá-los para as instituições que desejarem. Isso se dá por meio de APIs, uma tecnologia que permite que essa “conversa” aconteça de forma mais simples e barata. No entanto, é sempre importante ficar atento e tomar alguns cuidados para evitar fraudes:

  • Tudo é feito direto pelo aplicativo ou internet banking da instituição financeira: se desconfiar de algum e-mail com relação ao compartilhamento dos seus dados, não clique. Entre em contato com a sua instituição financeira por meio de canais oficiais de atendimento;
  • Lembre-se que você precisa autorizar o compartilhamento das informações: e o período de duração é de até 12 meses – após o prazo estipulado pelo cliente, o compartilhamento de dados para aquela finalidade específica é finalizado e, se quiser, será necessário autorizar novamente;
  • Empresas nunca pedem que os usuários forneçam suas senhas via e-mail ou mensagem: bancos, instituições financeiras e operadoras de cartão não podem pedir esse dado, nem o número completo do seu cartão;

Se você solicitou uma mudança de senha ou algum tipo de alteração de cadastro, é comum que enviem um e-mail de confirmação com um link: desconfie caso receba um e-mail desses sem ter realizado nenhuma ação na sua conta ou plataforma.

https://www.youtube.com/watch?v=uAL0fvf7E1Y

Leia também: 

Phishing: o que é e como funciona esse tipo de golpe

4 vantagens do Open Finance para os clientes e instituições

Open Finance: como visualizar o seu saldo de outro banco no app do Nubank?

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.