Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro

CDI Mensal: entenda o cálculo e veja o acumulado da taxa do CDI 2019

Os conceitos relacionados ao CDI são muitos; hoje vamos focar em explicar como funciona o CDI mensal e também em atualizar os números acumulados da taxa do CDI 2019. Confira

A taxa CDI, sigla para Certificado de Depósito Interbancário, determina o rendimento anual de diversos tipos de investimento. De forma bem direta: o CDI mensal é a média de taxas do CDI diário dos últimos 30 dias. (Post atualizado em setembro de 2019)

Como o CDI afeta diferentes tipos de investimento, é importante entender o que é o CDI Mensal (um dos indicadores da taxa CDI) e qual é a diferença dele para o CDI anual.

Antes de tudo: vamos lembrar o que é CDI e a taxa CDI?

CDI

CDI é a sigla para Certificado de Depósito Interbancário – o nome dos empréstimos que os bancos fazem entre si para fechar o caixa do dia no positivo.

Por determinação do Banco Central, todo banco deve fechar o dia com mais dinheiro entrando do que saindo dele (em outras palavras: fechar o dia com saldo positivo).

Contudo, por diferentes motivos, nem sempre isso acontece — o número de saques no dia pode ter sido maior que o de depósitos, por exemplo. Nesse caso, o banco precisa fazer um empréstimo para cobrir a diferença e deixar o caixa do dia positivo. Mas de quem eles pegam esse dinheiro emprestado? Dos próprios bancos.

Taxa CDI

Como todo empréstimo, os bancos também pagam juros que, neste caso, são definidos pela Taxa CDI. Como esses empréstimos acontecem diariamente, eles são de curtíssimo prazo — pagamento em um dia — e têm taxas prefixadas. 

A taxa CDI, portanto, é uma taxa diária – mas a taxa usada para indicar a rentabilidade de investimentos é determinada a partir da conversão do CDI diário em uma taxa anual, calculada com base nos 252 dias úteis que, em média, um ano tem. 

CDI 2019: veja o acumulado da taxa

O CDI afeta vários tipos de investimento. Vejamos agora quanto está o acumulado da taxa somando o CDI mensal de todos os períodos do ano de 2019 e, assim, entender como isso afeta seu dinheiro.

O CDI 2019 é, basicamente, o CDI acumulado do ano de 2019 – a soma das taxas do CDI mensal de todos os meses desse ano. Até o mês de agosto, o CDI 2019 acumulado era de 4,18%, considerando as taxas de janeiro, fevereiro, março, abril, maio, junho, julho e agosto.

A taxa CDI é bem conhecida – e importante – por ser um indicador do rendimento de muitas aplicações financeiras. Por isso, você provavelmente já ouviu falar em 100% do CDI, CDI mensal, CDI 2019 e em outras variações deste indicador.

Abaixo, veja uma tabela com o CDI 2019 mês a mês – mas, antes, uma breve explicação sobre o que quer dizer esse termo.

CDI Mensal 2019

Basicamente, o CDI mensal é a média de taxas do CDI diário dos últimos 30 dias. Em 2019, o CDI mensal teve os seguintes resultados:

Mês/2019CDI Mensal
Janeiro0,54%
Fevereiro0,49%
Março0,47%
Abril0,52%
Maio0,54%
Junho0,47%
Julho0,57%
Agosto0,50%
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro
ACUMULADO DO ANO4,18%

Fonte: B3

CDI, poupança e o histórico de rendimento

Um fato notório e muito comentado é que o rendimento do CDI tem sido consideravelmente superior ao da poupança nos últimos cinco anos.

A NuConta, por exemplo, rende mais do que a poupançaneste post, mostramos quanto rende R$ 1 mil na conta digital do Nubank e na poupança, e a diferença é significativa, você vai ver. 

CDI e a Selic

A taxa Selic o CDI sempre estarão muito próximos – por um simples motivo: se a Selic for muito maior que a Taxa CDI, fica mais vantajoso para os bancos emprestar dinheiro ao governo, e não a outras instituições financeiras. 

Por outro lado, se a Taxa CDI estiver muito acima da Selic, a rentabilidade dos títulos que têm  essa taxa como índice sobe, o que também não é interessante para os bancos.

No mês de Setembro, o Copom decidiu baixar a Selic de 6% para 5,5%, redução que terá impacto no CDI mensal e no CDI 2019. Uma explicação mais detalhada sobre isso se encontra aqui

Ficou com dúvidas? Saiba tudo sobre o CDI e suas aplicações aqui.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.