Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Cadastro Positivo libera...

Cadastro Positivo libera consultas – entenda o que mudou

Agora, bancos e instituições financeiras podem consultar o Cadastro Positivo de consumidores para oferecer ou não crédito a condições melhores. Saiba como isso afeta sua vida financeira

O cadastro positivo não é nenhuma novidade: o “banco de dados” de informações sobre a vida financeira de consumidores foi criado pelo governo brasileiro em 2011 e entrou em vigor em 2013. Mas, em 2019, ele ganhou bastante atenção. 

Em abril de 2019, o governo brasileiro sancionou o projeto de lei que permite a inclusão automática de todos os cidadãos brasileiros no cadastro positivo. Esse cadastro funciona como um histórico do comportamento financeiro, reunindo informações sobre pagamentos, empréstimos e sobre os consumidores no geral. 

Essa inclusão começou a valer em julho de 2019 e, quem não desejasse fazer parte da lista, deveria optar por ser excluído a partir desta data (veja abaixo como ser excluído do cadastro positivo). 

Agora, em janeiro de 2020, o cadastro positivo voltou a ser notícia. Mas qual foi a novidade? O que mudou? E, principalmente: como isso afeta a maioria das pessoas?

Cadastro Positivo – o que mudou?

A grande novidade de 2020 para o cadastro positivo é que, agora, bancos, instituições financeiras, varejistas e empresas que concedem crédito podem consultar o cadastro positivo antes da decisão de conceder o empréstimo. 

Importante: somente empresas que concedem crédito e que tenham sido procuradas pelo consumidor podem consultar o cadastro positivo. 

Vantagens do cadastro positivo

O Banco Central espera que, com a abertura do Cadastro Positivo para consultas e maior número de pessoas inscritas nele, as taxas de juros cobradas caiam e, consequentemente, sejam reduzidos os índices de inadimplência no país; hoje, mais de 40% da população adulta do Brasil se encontra inadimplente, segundo dados do Serasa Experian. 

Todas as pessoas que entraram para o cadastro positivo, cerca de 120 milhões de brasileiros, foram notificados via e-mail, SMS ou carta e também podem consultar a sua nota e histórico financeiro no cadastro positivo nos sites dos birôs de crédito – Serasa, Boa Vista, SPC e Quod. É necessário fazer um cadastro para ter acesso a essas informações.

Quais informações do cadastro positivo são consultadas?

No geral, são consultadas cinco informações sobre o histórico financeiro das pessoas:

  • Score, sua pontuação de crédito;
  • Índice de pontualidade de pagamento, calculado com base na quantidade de contas quitadas, vencidas ou canceladas por não pagamento;
  • Índice de comportamento de gastos; é importante dizer que, aqui, as instituições não conseguem ver exatamente quais são os gastos feitos, mas sim divididos em categoria por tipo de crédito – cartão, financiamento, empréstimo…;
  • Número de consultas que o CPF do consumidor possui, categorizado por segmento de empresas;
  • Histórico de compromissos assumidos, como valores e datas de pagamento de fatura de cartão de crédito, empréstimos, etc. Este item só pode ser consultado se o consumidor consentir ao fazer o cadastro. 

As instituições não têm acesso a informações mais específicas como os bens que o consumidor comprou, o nome das outras instituições onde tomou crédito e valores disponíveis em conta-corrente por conta do sigilo bancário

O que é o Cadastro Positivo?

O cadastro positivo é uma espécie de “currículo financeiro”. Com ele, o consumidor que deseja pegar um empréstimo ou pedir um cartão de crédito, por exemplo, pode ser melhor avaliado de acordo com todo o seu comportamento – incluindo as vezes em que pagou suas contas em dia.

A grande vantagem do cadastro positivo é que ele dá aos consumidores a opção de ser avaliado pelo conjunto de todos os comportamentos financeiros.

Antes, o comportamento dos consumidores só era registrado para o “lado ruim”, em listas de negativados de instituições como o Serasa – estar com o nome sujo significa ter o nome em listas públicas de mau pagadores, o que dificulta bastante conseguir crédito no mercado.

Com o cadastro positivo, as empresas que oferecem crédito podem ter informações para reconhecer bons pagadores. Para o cliente, isso significa a possibilidade de conseguir mais benefícios ou taxas menores nas hora de pedir um empréstimo, renegociar uma dívida, ou abrir um financiamento, por exemplo.

A lógica é a seguinte: se uma pessoa sempre pagou suas contas em dia e apresenta risco baixo de calote para os bancos, os juros cobrados deste consumidor podem ser mais baixos e as possibilidades de pagamento, melhores, como com prazos mais longos.

Quais dados são avaliados pelo Cadastro Positivo?

Desde que a inclusão automática no Cadastro Positivo entrou em vigor, inicialmente, estão sendo analisadas as informações bancárias dos consumidores. Um dos objetivos do Cadastro Positivo é atingir também a população desbancarizada e, por isso, nos próximos meses, informações de empresas de varejo, telefonia e concessionárias de água e luz também serão enviadas ao banco de dados – assim, quem não possui conta em banco ou instituição financeira também entrará para o cadastro positivo.

É possível sair do Cadastro Positivo?

Sim. Mesmo com a inclusão automática, é possível optar por tirar seu nome do Cadastro Positivo – basta solicitar no site de um dos birôs de crédito mencionados acima – Serasa, Boa Vista, SPC e Quod. Depois do pedido, seu nome deve deixar a lista de vez depois de dois dias.

Neste post, você encontra respostas para outras dúvidas sobre o Cadastro Positivo e seu funcionamento.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

5

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post