Complete abaixo para pedir sua NuConta e seu cartão de crédito

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Organizar as Finanças Boleto: o que é e como ...

Boleto: o que é e como ler o seu?

Entenda as linhas, códigos de barra e datas do seu boleto para nunca mais errar na hora de pagar uma conta.

Início de mês, caiu o salário. Hora de se dar um presentinho? Pode ser. Mas hora também de pagar aquele monte de boleto que estava só esperando esse dinheiro entrar.

No fim, é tanta linha, tanto código de barra, tanta data de vencimento, que o normal é ter que ficar espremendo os olhos até achar a informação necessária.

A seguir, explicamos cada campo do boleto para você se encontrar melhor.

O que é boleto mesmo?

É aquela coisa que a gente tem certeza que sabe, mas, se tiver que explicar, percebe que não sabe tão bem assim. Em termos simples, o boleto é um documento de pagamento que permite que um fornecedor possa receber uma determinada quantia de um pagador.

Quem pode emitir um boleto?

Muita gente associa este documento a bancos, mas a verdade é que qualquer um pode emitir um boleto, seja pessoa física ou jurídica. Empresas podem fazer isso para serem pagas por produtos adquiridos ou serviços prestados, enquanto pessoas comuns podem emitir o documento para facilitar transações e evitar pagar tarifas, por exemplo.

Importante: para emitir um boleto, é preciso que haja o intermédio de uma instituição financeira, seja ela um banco ou uma fintech.

Como pagar um boleto?

Boletos podem ser pagos pela internet, em um caixa eletrônico ou em uma casa lotérica. A gente explica aqui o passo a passo em cada caso.

Como ler um boleto?

O boleto deve, obrigatoriamente, seguir algumas convenções padronizadas pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), já que representa um título de cobrança intermediado por uma instituição financeira.

Tipicamente, estes serão os campos encontrados em um boleto:

  1. Beneficiário: a pessoa ou instituição que emite a cobrança – ou seja, quem irá receber a quantia discriminada no boleto.
  2. CNPJ / CPF: documento referente ao beneficiário.
  3. Nosso número: a identificação do boleto no software que o emitiu.
  4. Local de pagamento / banco: a instituição financeira responsável pela cobrança, que receberá o pagamento, realizará o processamento e creditará o valor na conta do beneficiário.
  5. Data do documento: dia em que o boleto foi gerado.
  6. Vencimento: data limite para que o boleto seja pago. Caso seja ultrapassada, para fazer o pagamento pode ser necessário atualizar ou emitir uma 2a via do boleto (veja aqui como fazer isso).
  7. Valor do documento: a quantia monetária sendo cobrada por aquele boleto.
  8. Desconto, mora, outras deduções e outros acréscimos: variações possíveis que podem incidir sobre o valor do documento em determinados casos.
  9. Pagador: aquele responsável por pagar o boleto.
  10. Instruções: quaisquer observações que devam ser transmitidas ao caixa no momento do pagamento, como “não aceitar pagamento em cheque”, ou “em caso de vencimento no fim de semana, aceitar o pagamento no próximo dia útil”.
  11. Código de barras: representação gráfica dos dados contidos no boleto. Pode ser lido por um sensor
  12. Linha digitável: número correspondente ao código de barras e que passa as mesmas informações.

Cuidados ao pagar um boleto

O boleto é uma maneira muito prática de cobrar ou pagar uma quantia. No entanto, é preciso ficar atento para evitar fraudes. Agora que você já sabe reconhecer os campos, fique atento a alguns detalhes quando tiver um boleto para pagar:

Problemas mais comuns em boleto

  1. Código de barras com falhas: Olho aberto para espaços maiores que o comum entre as barras ou outras características que fujam do padrão ou impossibilitem a leitura escaneada.
  2. Oferta para negociar o valor do boleto: Desconfie. Como explicamos, o boleto é um documento, ou seja, o que vale é o que está escrito. Se o beneficiário oferecer um desconto, peça que ele emita uma nova cobrança.
  3. Erros de português ou de design: Não é necessariamente uma regra, mas, caso identifique erros gramaticais ou uma diagramação fora do padrão (como impressão torta), é bom checar com a instituição financeira a veracidade do documento.
  4. Dados pessoais incorretos: não pague um boleto caso algum dos seus dados esteja incorreto. Pode ter sido um erro inocente do emissor, mas é melhor ser precavido.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.