Pedir Conta e
Cartão de Crédito

em menos de 1 minuto
e grátis

Precisamos seu nome completo. Precisamos seu nome completo.
Precisamos do seu CPF Precisamos de um CPF válido
Precisamos do seu e-mail. Aqui precisamos de um email válido.
Ops. Está diferente do campo acima.
Para prosseguir, você deve concordar com as políticas de privacidade.

Início Seu Dinheiro Barra ou ovo de chocolat...

Barra ou ovo de chocolate: afinal, por que o preço varia tanto?

“A barra é mais barata!”, “o ovo é mais especial!”: entenda a polêmica dos preços do chocolate na época da Páscoa.

Entra ano, sai ano e o calendário de tretas brasileiras continua com pelo menos uma constante: a briga pelos preços dos ovos de chocolate, consideravelmente mais caros que as barras de mesmo peso e qualidade.

Em março de 2020, um levantamento mostrou que um ovo chegava a custar até 270% a mais que o seu “equivalente” no formato de tablete. E aí as redes sociais se enchem de comentários sobre qual é o valor real de comprar o ovo, quando ele é tão mais caro.

Nessa polêmica, que rende tanto quanto a da uva passa no arroz de fim de ano, resta a questão: por que, afinal de contas, o ovo de chocolate é mais caro que a barra?

O que está por trás do preço do ovo de chocolate?

O primeiro ponto a ser entendido é que a barra e o ovo de chocolate não são o mesmo produto – por mais que pareçam ser.

“Ah, mas é tudo chocolate”. Sim, é verdade. Um tablete de 150 gramas e um ovo de mesmo peso e marca têm, a princípio, o mesmo sabor. Mas há uma série de custos a mais envolvidos na produção do ovo e logística, como:

  • Máquinas adicionais: a demanda na época do feriado de Páscoa faz com que a produção precise aumentar. Para isso, a indústria embute nos preços o custo de máquinas que são usadas apenas nessa época do ano.
  • Contratações temporárias: o mesmo aumento de produção exige mais pessoas contratadas para este período. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), cerca de 12 mil funcionários temporários devem ter sido contratados neste ano.
  • Parte do processo manual: enquanto as barras têm produção automatizada o ano inteiro, os ovos passam por um processo diferente – e algumas etapas são manuais, encarecendo a produção.
  • Pagamento de royalties: certos ovos, principalmente os infantis, têm embalagens, brindes ou brinquedos de personagens famosos. Nestes casos, a empresa também paga royalties.
  • Armazenamento e transporte: os ovos de chocolate são mais delicados e precisam ser armazenados em temperaturas controlados para não derreter. O transporte também precisa ser mais cuidadoso – como os ovos têm mais risco de quebra, menos unidades podem ser transportadas de uma só vez.

Existem, ainda, dois fatores menos “concretos” que colaboram para o encarecimento do ovo.

O primeiro é a percepção de valor dos ovos – ou seja, o valor que os consumidores atribuem a eles, que não necessariamente tem a ver com o seu custo de produção. Existe uma tradição cultural que impulsiona a demanda por ovos de chocolate. A emoção que uma pessoa sente ao receber um ovo, por exemplo, é diferente de quando ela recebe uma barra.

Ou seja, a percepção de valor de um ovo de chocolate é maior do que a de seu equivalente em barra, permitindo que o mercado regule os preços para cima.

O segundo fator é a possibilidade de desperdício: por ser um produto sazonal, o ovo de chocolate tem um período útil em que pode ser vendido – até o feriado de Páscoa e por algumas poucas semanas após a data, com preços promocionais. Depois disso, o que não for vendido entra como prejuízo dos fabricantes.

Vale dizer que essas comparações entre ovo e barra estão sendo feitas com base em produtos industrializados ou semi-industrializados. Quando se fala de pequenos produtores ou ovos artesanais há ainda outros fatores. Por exemplo, a escala menor de produção, que não permite comprar com desconto grandes quantidades de ingredientes e embalagens.

Ovo ou barra: quem vale mais a pena?

Depende. Valer a pena ou não tem mais a ver com o quanto receber um ovo é importante para cada pessoa. As barras de chocolate são, sim, mais vantajosas financeiramente, mas há outros fatores envolvidos na decisão da compra.

Vale lembrar que, no último ano, o desemprego no Brasil subiu para cima dos 14% e há pessoas que sequer têm essa opção para escolher.

Para quem tem a possibilidade, o Procon-SP orienta fazer uma boa pesquisa em sites e estabelecimentos. Em 2020, o preço entre ovos da mesma marca chegou a variar 354%.

Veja mais dicas do Procon, inclusive para a compra de ovos artesanais – uma alternativa importante para ajudar microempreendedores nesse período do ano.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história.

4.75

Esse artigo foi útil? Avalie

Obrigado pela avaliação

Você já votou neste post