Por que só se fala em inflação?

A estimativa do mercado ficou acima da meta central pela primeira vez em 2020. Entenda o que isso significa e como a inflação te impacta.

7 de dezembro de 2020

A expectativa da inflação em 2020 aumentou e chegou a 4,25%. O valor foi divulgado no Relatório Focus, boletim que reúne as previsões do mercado.

É a primeira vez desde o início da pandemia que a previsão ficou acima da meta central, de 4%.

O que isso significa?

A meta da inflação é estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Existe uma margem para ela: neste ano, ela vai de 2,5% a 5,5%. Ou seja: se a inflação fechar o ano dentro desta margem, a meta foi cumprida.

Como funciona a inflação?

Em linhas gerais, a inflação mostra a  variação generalizada dos preços, levando em conta várias categorias de bens e serviços.

Essas categorias incluem alimentação, habitação, vestuário, transporte, saúde, despesas pessoais, educação e comunicação.  

Ou seja: se a inflação no ano está prevista para 3%, isso significa que o aumento médio dos preços dessas categorias será de 3% até o fim dele.

Esse aumento não é uniforme: por exemplo, em maio de 2020, o Brasil estava em deflação (inflação negativa), porque os preços de várias categorias estavam caindo. Essa baixa era tão forte que puxava a inflação pra baixo, mesmo com o grupo dos alimentos já em alta.

No Brasil, o principal indicador da inflação é o Índice de Preços para o Consumidor Amplo (IPCA). Ele é calculado pelo IBGE e mede a variação dos preços quando eles chegam ao consumidor final – no mercado e nas lojas, por exemplo.

E por que a inflação vem aumentando?

Nos primeiros meses de pandemia, a economia desacelerou, causando índices baixos de inflação e até deflação. No último trimestre, com mais dinheiro em circulação (devido ao auxílio emergencial) e a retomada dos comércios, ela voltou a acelerar – aumentando, portanto, os preços.

Mas um dos principais fatores para esse aumento atual é a alta do dólar.

Basicamente, o dólar hipervalorizado vem favorecendo as exportações de vários itens básicos (como arroz e soja). Isso diminui a oferta interna e aumenta os preços por aqui.

Para 2021, a meta da inflação é de 3,75%. Atualmente, a projeção do mercado é de 3,34%.

Quer saber mais sobre como lidar com seu dinheiro?